quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Espaço Cultural Renato Russo será entregue ao público em 2017

Reforma no valor de R$ 5,6 milhões prevê adaptação à acessibilidade e tratamento elétrico e acústico. Secretário de Cultura acompanhou as obras na manhã desta quinta-feira (13)

Obras no camarim do Teatro Galpão no Espaço Cultural Renato Russo. Foto: Andre Borges.
Representantes do setor cultural de Brasília acompanharam, na manhã desta quinta-feira (13), o andamento da reforma do Espaço Cultural Renato Russo(508 Sul). O trabalho foi iniciado na primeira quinzena de setembro com recursos de R$ 5,6 milhões da Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal(Terracap). A previsão é que as obras terminem em junho de 2017.

O projeto foi readequado para levar em conta a tradição e a importância do espaço para o setor. “O projeto que havia sido proposto para cá, em 2013, e recebido pela Secretaria de Cultura, desconhecia a história deste local e propunha a criação de um outro centro. Seria colocá-lo abaixo e construir outro”, conta o secretário de Cultura, Guilherme Reis. “Jogar fora essa história não parece ser a melhor opção para Brasília. Nós estamos consolidando tradição”, afirma.

O local é composto por teatro, sala multiuso, salas de ensaio, galpão de artes, biblioteca, mezanino para exposição, gibiteca, musiteca, galerias de arte, escritórios e estúdio de rádio.

Estão previstas reparação da estrutura predial, reforma das salas e do teatro, revisão de toda a instalação hidráulica e elétrica, instalação de elevador e criação de acessos que permitam a pessoas com deficiência chegar aos dois pavimentos do prédio, além da construção de um memorial em homenagem a Renato Russo. Os espaços, as salas e as galerias serão equipados com sistemas de luz, som e projeção.

As obras atendem a exigências do Corpo de Bombeiros Militar do DF e do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios, que interditaram o prédio, em 2013.
Histórico do Espaço Cultural Renato Russo

Criado na década de 1970 como Espaço Cultural da 508 Sul, na W3 Sul, o Espaço Cultural Renato Russo teve como primeira exposição a arte do arquiteto japonês Kenzo Tange, em 1973. As demais alas foram abertas no mesmo ano e serviam de espaços para artistas cênicos ensaiarem espetáculos.
Criado na década de 1970 como Espaço Cultural da 508 Sul, na W3 Sul, o Espaço Cultural Renato Russo teve como primeira exposição a arte do arquiteto japonês Kenzo Tange, em 1973. Foto: Andre Borges

O Teatro Galpão foi inaugurado em 1975. Em 1977, foi criado o Centro de Criatividade, onde ocorriam aulas, ensaios e oficinas artísticas. Depois de passar por revitalização arquitetônica, em 1986 — que possibilitou a passagem entre as avenidas W2 e W3 por dentro do local —, o espaço foi reinaugurado no formato atual em setembro de 1993 e rebatizado com o nome do músico que fez carreira em Brasília.
Outras reformas de equipamentos culturais

Além do Espaço Cultural Renato Russo, outros equipamentos culturais públicos devem ser restaurados. Em dezembro de 2015, o governo de Brasília começou a reforma do Centro de Dança do Distrito Federal (Setor Cultural Norte), que deve ser entregue à população em março de 2017.

De acordo com a Secretaria de Cultura, até meados de novembro, serão feitos a licitação para recuperar o Museu de Arte de Brasília (Setor de Hotéis e Turismo Norte) e o chamamento público para instalar o café do Cine Brasília (106/107 Sul). Hoje, a secretaria faz a recuperação de elevadores e dos aparelhos de ar condicionado da Biblioteca Nacional de Brasília e do Museu Nacional (Eixo Monumental) e a realização de reparos no Memorial dos Povos Indígenas (Eixo Monumental).

No primeiro semestre de 2017, terá início o processo de recuperação do Teatro Nacional Claudio Santoro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Melhores da semana