segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Apesar da crise, Marconi programa investir mais R$ 3 bilhões em obras até 2018

Apesar da crise econômica e financeira que atinge o Brasil, o Programa de Ajuste Fiscal (PAF) estabelecido pelo governador Marconi Perillo – ainda no final de 2014, antes do agravamento da crise econômica nacional no ano seguinte –, garantiu a manutenção dos investimentos do Governo de Goiás em 2016

Levantamento revela que o Estado investiu mais de R$ 1,5 bilhão em obras de infraestrutura, saúde, educação, esporte e lazer no Estado. O governador prevê o investimento de mais R$ 3 bilhões nos próximos dois anos do seu governo.

Governador aciona Sistema Produtor Mauro Borges

Apenas o Sistema Produtor Mauro Borges, que garantirá o abastecimento de água de Goiânia e Aparecida, foi responsável por R$ 1 bilhão. Embora o investimento tenha sido realizado nos últimos 15 anos, a entrada em pré-operação ocorreu em dezembro deste ano, com previsão de funcionamento efetivo a partir de março de 2017.

Sem contar essa obra, o Governo realizou aportes em R$ 507,7 milhões na econômica goiana, em um momento de retração e de vulnerabilidade das finanças da grande maioria dos Estados. Em 2016, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul decretaram calamidade financeira. Goiás, no entanto, manteve sua agenda de compromissos legais, como o pagamento da folha de servidores, e investimentos em obras públicas, que movimentam toda a economia.

Os recursos de 2016 foram destinados à conclusão do Estádio Olímpico e do Laboratório de Capacitação e Pesquisa (que integram o Centro de Excelência do Esporte), do Sistema Produtor Mauro Borges, do Parque Marcos Veiga Jardim e da Pista de Skate Lucas Camargo Alves, do Viaduto da Rodovia GO-080 e da ampliação do Hospital Materno Infantil (HMI), em Goiânia.

Na relação de grandes obras estão ainda o Centro de Referência e Excelência em Dependência Química (Credeq) e de nova unidade do Instituto Médico Legal, ambos em Aparecida de Goiânia. A Agência Goiana de Transporte e Obras Públicas (Agetop) executou, em todo o Estado, as obras de recuperação e manutenção que totalizam 42 mil quilômetros de rodovias pavimentadas e não pavimentadas. Apesar de Goiás ter 22 mil quilômetros de rodovias pavimentadas e não pavimentadas, vários serviços foram feitos num mesmo trecho, como roçagem das margens, reconstrução, manutenção. Isso explica a totalização de 42 mil quilômetros.

O governador Marconi Perillo afirma que a meta do governo é investir, nos próximos dois anos de gestão, R$ 3 bilhões em obras de infraestrutura e inaugurar até o fim do seu mandato todas as obras já iniciadas na atual gestão. “Fizemos um forte programa de ajuste fiscal justamente com esse objetivo: garantir os investimentos nas obras importantes para o Estado, a continuidade dos programas sociais e a qualidade dos serviços públicos”, observa o governador, que contará com recursos de pouco mais de R$ 1 bilhão da privatização da Celg D. “Estamos trabalhando para cuidar das pessoas. O objetivo desses investimentos é exatamente esse, melhorar a vida dos goianos”, diz Marconi.

Veja a lista de obras

Estádio Olímpico e Laboratório de Capacitação


Estádio Olímpico

Em junho, foram entregues o Estádio Olímpico Pedro Ludovico Teixeira e o Laboratório de Capacitação e Pesquisa que tiveram um valor de investimento de R$ 155 milhões. Localizado no Centro de Goiânia, à Avenida Paranaíba com a Rua 74, o complexo esportivo foi concebido pelo Governo de Goiás para formar as próximas gerações de atletas olímpicos.

Centro de Referência e Excelência em Dependência Química (Credeq) de Aparecida de Goiânia

Em junho, ele entregou a primeira unidade do Centro de Referência e Excelência em Dependência Química (Credeq), em Aparecida de Goiânia. O Credeq Jamil Issy tem capacidade para 96 vagas e o objetivo de oferecer atendimento gratuito e tratamento para dependentes químicos de álcool, crack e outras drogas. O investimento foi de R$ 26,6 milhões e o custo mensal de manutenção para os cofres estaduais será de R$ 602 mil.

Parque Marcos Veiga Jardim e Pista de Skate Lucas Camargo Alves

Construído pela Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop), o Parque Marcos Veiga Jardim e a Pista de Skate Lucas Camargo Alves estão localizados ao lado do Batalhão da Rotam, em área de 66 mil metros quadrados. Receberam investimentos de R$ 9,7 milhões, recursos do Tesouro Estadual.

Instituto Médico Legal (IML) de Aparecida de Goiânia

IML de Aparecida de Goiânia

Entregue no início de novembro aos aparecidenses, o Instituto Médico Legal (IML) foi avaliado pelo governador Marconi Perillo como a obra mais importante entregue pelo governo ao município neste ano. As obras, executadas pela Agetop, ficaram em cerca de R$ 3,8 milhões. Somadas as aquisições de mobiliário e equipamentos, o investimento total do Governo de Goiás é de R$ 5,5 milhões.

Ampliação do Hospital Materno Infantil

Em janeiro, o Governo de Goiás inaugurou a ampliação e a reforma do Hospital Materno Infantil (HMI). Com investimento de mais de R$ 3 milhões, foram entregues as instalações do novo Pronto Socorro de Pediatria (PSP) e da nova UTI Pediátrica. Houve investimentos em reforma geral e aquisição de mobiliário hospitalar, que levaram mais conforto e proporcionaram melhor atendimento aos pacientes.

Viaduto da G0-080

Conhecida por ser uma rodovia perigosa e de tráfego intenso, a GO-080 ficou melhor para os motoristas neste ano após a construção do viaduto na saída de Goiânia para Nerópolis e o Campus II da UFG, melhorando também o acesso à Avenida Perimetral Norte. O viaduto da GO-080 começou a ser construído em maio de 2014, foi entregue ao tráfego, mas ainda não foi inaugurado oficialmente. Os investimentos, da ordem de R$ 30,1 milhões, incluíram a duplicação, já concluída, de cerca de dois quilômetros, no trecho entre o viaduto e o acesso ao Campus II da UFG, com as obras complementares como iluminação, retornos, canteiro central e sinalização vertical e horizontal.

Rodovida Manutenção – Fase II – e Reconstrução

A Agetop realizou também intervenções em 42 mil quilômetros de rodovias neste ano, por meio do programa Rodovida Manutenção – Fase II – e Reconstrução. A quilometragem atendida é bem maior que a malha pavimentada e não pavimentada existente, mas a contagem atinge a realização desses serviços em quase toda a extensão, muitos deles num mesmo trecho. O governo estadual empenhou investimento de R$ 246,5 milhões para a segunda fase do Rodovida Manutenção.

Apartamentos em Anápolis

Foram 640 unidades habitacionais entregues no Residencial São Cristóvão. No empreendimento, foram investidos R$ 8 milhões com recursos provenientes do Governo de Goiás, por meio do Cheque Mais Moradia, da Agência Goiana de Habitação (Agehab), numa parceria com a Caixa Econômica Federal, por meio do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR), e a Prefeitura de Anápolis. A construção do Residencial foi iniciada em maio de 2014.


Apartamentos entregues em Anápolis

Sistema Produtor Mauro Borges

A obra entrou em pré-operação em dezembro e vai bombear o sistema de bombeamento da Barragem do Ribeirão João Leite até a Estação Elevatória de Água Bruta e de lá para a Estação de Tratamento de Água, no Setor Negrão de Lima. A previsão é de que o complexo entre em operação definitiva em 31 de março de 2017. Vai atender Goiânia e Aparecida de Goiânia, garantindo a oferta de água tratada até o ano de 2040. O Sistema Produtor Meia Ponte, que atualmente atende a população da capital, será direcionado para as cidades de Trindade e Goianira. Foram investidos R$ 1 milhão ao longo dos últimos quinze anos.

Entrega de casas em Acreúna

Acreúna, na Região Sudoeste do Estado, e Santa Tereza de Goiás, no Norte, receberam 60 moradias construídas pelo Governo de Goiás. Em Acreúna, foram entregues 20 moradias da parceria do Estado, por meio Agehab, com recursos do Cheque Mais Moradia, e a Caixa Econômica Federal. Investimento total de R$ 5 milhões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Melhores da semana