Theme Layout

Theme Translation

Trending Posts Display

Home Layout Display

Posts Title Display

404

Página não encontrada

Início
André Filipe Dummar de Azevedo

Chegou 2017. Projetos são estruturados, metas estipuladas, sonhos idealizados e muitas reflexões são realizadas

Resultado de imagem para André Filipe Dummar de Azevedo
Em relação ao contexto organizacional, um dos pensamentos que primeiro me vieram à cabeça, e que acredito ser importante de ser analisado neste começo de ano, é a disfunção entre requisitos e parâmetros mercadológicos e o modelo de gestão aplicado em nossas empresas.

Embora o cenário de negócios tenha sofrido expressivas mudanças nos últimos tempos e um conjunto de novas ferramentas e boas práticas tenha surgido, ainda observamos o predomínio da “ética da hierarquia” e sua relação comandante-comandado, com deliberações que descem em cascata pela pirâmide organizacional, sistemas de resultados orientado no “aumento” (de vendas, projetos, produção) cuja base é o curto prazo e a preocupante constatação de gestores que mantêm seu foco principal na administração de tarefas. O porém é que a essência do gerenciamento não é a execução de tarefas, mas a busca por resultados alinhados a uma visão sistêmica.

Este ambiente deve ser notado com particular cuidado no caso de gestores situados no meio da pirâmide pois, ciente dos desafios estratégicos do topo e das dificuldades de operação da base, este tem de buscar meios para uma transmissão eficaz de pensamentos ascendentes e descendentes de forma a direcionar todos a uma eficiência processual competitiva, fato que pode trazer, como risco, o acúmulo de pressões pela centralização e sua entrada em um ciclo de sabotagem emocional.

Por outro lado, examinamos uma grande oportunidade de desenvolvimento.

Exercendo uma escuta ativa, transversal e efetuando a decisão de construir alicerces sólidos, um bom gestor é capaz de nortear todos a um mesmo propósito e transformar pessoas e organizações por meio da liderança.

Mais do que alterar diretrizes de atuação para nos adaptarmos ao cenário, devemos, antes de divergir, sentir. A mudança começa no olhar inclusivo ao outro. 

A gestão não é uma linha dissociada e independente, é uma rede de partilha inclusiva.

-André Filipe Dummar de Azevedo, Administrador de empresas, andrefilipedummar@gmail.com
Leave A Reply

Blog do Paulo Roberto Melo

[name=Blog do Paulo Melo] [img=https://2.bp.blogspot.com/-SMQa2r91n1w/WxcuM5dFiAI/AAAAAAAAHbE/-xMkvHecaMMxZr2u27V4lWwHMKY6IgyqgCK4BGAYYCw/s0/BLOG-DO-PAULO-MELO-ELEI%25C3%2587OES-2018.png] [description=Sou formado em Gestão Pública pela UCDB e Gestão Empresarial na UNIPLAN, já cursei Ciência Política na UDF, trancando no 3° período. Também cursei Ciências Contábeis na UPIS.Tenho pos graduação em Gerenciamento de Projetos pela Uniandrade e MBA em Marketing pela FGV..] (facebook=Facebook.com) (twitter=Twitter.com) (instagram=Instagram.com) (bloglovin=Blogvin.com) (pinterest=Pinterest.com) (tumblr=Tumblr.com)