sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Congresso teve homenagem a síndico e festa junina em 2016

No total, os parlamentares realizaram 109 sessões solenes no ano, uma média de duas por semana

Num ano marcado pela tensão política, o Congresso foi palco de 109 sessões de homenagens em 2016, uma média de duas por semana. No dia 24 de junho, por exemplo, o plenário da Câmara recebeu uma apresentação de quadrilhas de festa junina. Em 8 de dezembro, a tribuna da Casa foi tomada por um coral que entoou músicas religiosas para celebrar o dia da Bíblia.
PUB

Homenagens das mais diversas categorias - incluindo para síndicos - completam o quadro das 82 sessões solenes realizadas pelos deputados ao longo de 2016. No Senado, os parlamentares foram mais comedidos e realizaram, ao todo, 14 sessões especiais para celebrar, entre outras datas, o Dia Nacional do Demolay (grupo que reúne jovens maçons) - e a importância da Lei das Empresas Juniores. Conjuntamente, deputados e senadores realizaram outras 13 sessões solenes, uma delas para comemorar o décimo aniversário da Lei Maria da Penha.

No total, os parlamentares realizaram 109 sessões solenes no ano, uma média de duas por semana. Para serem organizadas, elas têm de ser solicitadas pelos parlamentares. O deputado Izalci Lucas (PSDB-DF) foi o que mais promoveu esse tipo de homenagem na Câmara - ao todo, apresentou requerimentos para realizar 13 sessões solenes.

Quadrilhas

O tucano lembra que ao sugerir a comemoração do dia do "quadrilheiro junino" foi alvo de críticas de colegas, que afirmavam que poderia não ser bem visto homenagear a "formação de quadrilhas" no momento em que vários parlamentares eram acusados do crime em decorrência das investigações da Operação Lava Jato. "Muita gente fez deboche porque eu quis homenagear 'quadrilha' na Câmara, mas foi uma festa linda." As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Melhores da semana