domingo, 29 de janeiro de 2017

Moradores de condomínio denunciam ex-sindico de desviar R$ 150 mil

Conforme boletim de ocorrência registrado no 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP), as investigações iniciaram após um novo síndico ter assumido a administração do residencial localizado na Zona Oeste de Manaus

Moradores de um condomínio localizado no bairro Nova Esperança, na Zona Oeste de Manaus, denunciam um ex-síndico de ter desviado mais de R$ 150 mil da conta bancária do condomínio. A denúncia foi registrada como estelionato.

Conforme boletim de ocorrência registrado no 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP), as investigações iniciaram após um novo síndico ter assumido a administração do residencial.

De acordo com o documento, a denúncia foi feita no dia 16 de janeiro, mas os fatos são relativos aos dias 9 de outubro e 10 de dezembro de 2016. De acordo com o boletim de ocorrência, o atual síndico, identificado como Herculano de Jesus Oliveira, informou que assumiu o condomínio e que solicitou uma auditoria nas contas.

A avaliação teria apontado várias irregularidades, entre elas a não comprovação da retirada de mais de R$ 150 mil no caixa do condomínio. Na denúncia, o atual síndico disse ainda que seu antecessor não entregou diversos documentos pertencentes ao residencial, bem como materiais, entre eles um notebook e outros itens.

A reportagem tentou contato com Herculano por meio da defesa dele, mas foi informada que o mesmo não se pronunciaria sobre o caso publicamente. A CRÍTICA também tentou entrar em contato com ex-síndico por telefone, mas as ligações não foram completadas.

Auditoria
Conforme documentos da auditoria obtidos pela reportagem, o alegado desvio de dinheiro pode ter ocorrido de janeiro a outubro de 2016. Entre as principais falhas, o Relatório Especial da Auditoria detectou a falta de mais de R$ 150 mil, além de ausência de documentos comprobatórios de despesas, ausência de faturas, ausência de pagamentos de DARFs, ausência de deduções de impostos e encargos devidos de vários pagamentos, ausência de Livro Caixa e de comprovantes de pagamentos a empresas, pagamentos em duplicidade, de alto valor a empresas não-optantes do Simples Nacional, entre outras irregularidades.

Síndico destituído
Por conta do tumulto envolvendo os supostos desvios, o síndico do condomínio foi destituído do cargo em 8 de outubro de 2016, durante Assembleia entre os condôminos. Após o caso, o administrador teria se mudado para outro condomínio, desta vez localizado no bairro Aleixo, Zona Centro-Sul de Manaus.

Foto: José Gonzaga.

Fonte: A Critica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Melhores da semana