domingo, 22 de janeiro de 2017

Pré-candidato, José Eliton não consegue apoio da própria base

Sem nunca ter sido provado diretamente nas urnas, o vice-governador de Goiás e ainda secretário de Segurança Pública, José Eliton (PSDB), corre contra o tempo para tentar se cacifar à disputa do Governo de Goiás

Mas a tarefa não será nada fácil. Em comentário no Papo Político, da CBN Goiânia, a jornalista Fabiana Pulcineli recordou que o tucano jamais disputou uma eleição. "Vários partidos base estão buscando formar grupos e não encaram a candidatura (de Eliton) como natural", frisou.

A jornalista lembrou que o ex-governador Alcides Rodrigues – que também era vice de Marconi Perillo (PSDB) e foi alçado à condição de candidato ao Governo de Goiás – já possuía uma trajetória política. Havia sido prefeito de Santa Helena, na região Sudoeste, contabilizava passagem pela Assembleia Legislativa e diálogo com o setor do Agronegócio. “Eliton nunca havia disputado mandato eletivo antes de 2010, quando foi vice (de Marconi) e não tem essa base tão forte assim”, destacou.

Além disso, o tucano sequer consegue ser defendido pelos colegas da base aliada. “Ele não conseguiu o engajamento de lideranças importantes dentro da base ao seu projeto do ano que vem. É um desafio muito complicado”, explicou Fabiana. Ouça o comentário completo aqui.

Agora, o vice-governador aposta todas as suas fichas no contato com os prefeitos. A missão é discutir convênios com prefeitos. Trocando em miúdos: fazer promessas que jamais serão cumpridas.

Para piorar, a passagem de Eliton pela Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP) foi pífia, com a criminalidade em alta e ações midiáticas que, no frigir dos ovos, não trouxeram nenhum benefício ao cidadão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Melhores da semana