sexta-feira, 17 de março de 2017

Veja a diferença entre os imóveis funcionais do Brasil e Suécia

Apartamento funcional na Suécia é do tamanho da área de serviço dos imóveis brasileiros




Enquanto os imóveis funcionais dos deputados federais brasileiros chegam a medir 225 metros quadrados - tendo quatro quartos e duas suítes-, os políticos da Suécia moram em apartamentos ou quitinetes de 18 a 40 metros quadrados.


Os deputados suecos dormem em sofás-camas e moram em apartamentos do tamanho da área de serviços dos imóveis brasileiros. Já estes contam com banheira de hidromassagem e possuem eletrodomésticos como fogão, geladeira e micro-ondas.

Na Suécia, os deputados não têm despesas de TV a cabo, telefone ou manutenção pagas pelo contribuinte. Eles também não têm direito a funcionários e utilizam cozinhas comunitárias. Já no Brasil, os políticos têm todas as despesas pagas, assessores à vontade e todas as contas de moradia pagas.

As informações sobre os imóveis funcionais do país nórdico estão no livro “Um país sem excelências e mordomias”, da jornalista brasileira Claudia Wallin, que mora no país escandinavo há dez anos. Ela conta um pouco sobre a realidade do país no site Cartas da Suécia.

Atualmente, segundo o site Congresso em Foco, a reforma dos 432 apartamentos funcionais dos deputados federais no Brasil chegou à metade. Em 10 anos, a reforma entregou 256 unidades e consumiu até agora mais de R$ 122 milhões.

Segundo o site, a Câmara deve decidir ainda se os apartamentos restantes serão reformados, ao custo de R$ 700 mil por unidade, um terço do valor do imóvel, ou se cada apartamento será dividido em dois imóveis de 100 metros quadrados.

Em parceria, os sites Congresso em Foco e Cartas da Suécia apresentam um vídeo mostrando todas as disparidades de realidades entre os imóveis funcionais dos deputados federais brasileiros e suecos.

Confira o vídeo abaixo:



Fonte: Catraca Livre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Melhores da semana