domingo, 30 de abril de 2017

Após décadas de espera, pioneiros da Vila Planalto recebem escrituras de casas

Um dos beneficiadas. Entrega ocorreu durante celebrações dos 60 anos da Vila Planalto 

 Ananias Gerônimo de Carvalho completa 73 anos neste sábado (29). Um dos presentes ele ganhou do governo de Brasília: a escritura do imóvel onde mora há mais de 40 anos na Vila Planalto. “Agora tenho a certeza de que minha casa é realmente minha”, comemorou o cearense, que veio com a família para a construção da capital federal, na década de 1960.
O pioneiro de Brasília Ananias de Carvalho, de 73 anos, recebeu das mãos do governador Rodrigo Rollemberg a escritura da casa onde mora. Foto: Tony Winston.

Como ele, outros cerca de 200 pioneiros receberam o documento durante solenidade do aniversário de 60 anos do setor residencial, evento que faz parte das comemorações dos 57 anos da fundação de Brasília.

Coordenada pela Companhia de Desenvolvimento Habitacional (Codhab-DF), a entrega atende a uma demanda de mais de cinco décadas. “É uma questão de justiça social com pessoas tão importantes para essa cidade”, enfatizou o governador Rodrigo Rollemberg, que participou da programação. “Elas deixaram suas casas e suas vidas para trás e vieram fazer um novo Brasil”, completou.

Desde​ as primeiras horas de hoje, os beneficiários foram chegando ao local da entrega, na Praça Zé Ramalho. Entre eles, a também pioneira Altair Rosa de Sá, de 63 anos. “Quando cheguei aqui para ajudar meu marido, cuidando da casa e da família, era um mato alto, muito inseto e nenhuma estrutura”, recorda-se a goiana. “Hoje em dia, a Vila Planalto é, na minha opinião, o melhor lugar do mundo.”

Altair emocionou-se ao falar do companheiro de décadas, falecido no ano passado. “Só queria que meu esposo estivesse vivo para ver essa conquista, que é toda dele.”
Escrituras para pioneiros da Vila Planalto é demanda antiga.


A Vila Planalto, criada para ser um acampamento de operários na construção da nova capital, abriga os descendentes das pessoas que ajudaram a erguer Brasília. “Vários governos passaram, e nenhum fez o que está sendo feito agora”, destacou o diretor-presidente da Codhab, Gilson Paranhos.

"É uma questão de justiça social com pessoas tão importantes para essa cidade"Rodrigo Rollemberg, governador de Brasília

Cada pioneiro recebeu a Escritura Particular de Doação, emitida pela companhia. Como o documento é impresso na própria Codhab, o morador não precisa pagar a taxa de lavratura, que custa, em média, R$ 700. Ao receber a escritura, ele tem somente de registrá-la no cartório de registro de imóveis, que cobra, em média, R$ 305 pelo serviço.

Para fazer a entrega de hoje, um posto avançado da companhia esteve no local desde 17 de abril para receber a documentação e dar andamento ao processo.


De acordo com o governador, além dessas escrituras, ainda neste semestre haverá licitação para construir uma escola pública na Vila Planalto. Também está nos planos uma pista de cooper, que depende de ajustes no projeto. E, até o fim de 2018, será refeito o Polo 3 do Projeto Orla na Concha Acústica, que fica nas proximidades do local.
População da Vila Planalto leva demandas ao governador

Após a emissão das escrituras, Rodrigo Rollemberg percorreu o setor, visitou casa de moradores e conversou com lideranças comunitárias.

Uma das pautas foi melhoria no atendimento à saúde. O governador se prontificou a pedir uma reunião da Secretaria de Saúde com a comunidade nos próximos dias.


Outro pedido foi a restauração do Complexo Fazendinha, onde moraram engenheiros na época da construção de Brasília, e do parque de ação paroquial Nossa Senhora do Rosário de Pompeia – a reivindicação está sendo analisada pela Secretaria de Gestão do Território e Habitação.

Por fim, a população pediu as liberações judiciais para atividades sociais no clube Unidade Vizinhança da Vila Planalto, a serem estudadas pela Administração Regional do Plano Piloto em parcerias com outros órgãos do governo.

Programação do aniversário da Vila Planalto

Com direito a foguetório, banda do Corpo de Bombeiros, shows musicais e outras atrações, a festa segue até este domingo (30). Todos os eventos, organizados pela Administração Regional do Plano Piloto, ocorrem na Praça Rabelo, exceto o torneio de vôlei, que será no Acampamento Pacheco.

Entre as atividades estão palestras, shows, apresentação dos cães do Batalhão de Operações Especiais (Bope) e teatro. Às 21 horas de hoje (29), se apresenta a bateria da Associação Recreativa Cultural Unidos do Cruzeiro (Aruc). Patrimônio cultural do DF, a agremiação foi contratada com inexigibilidade de licitação por R$ 10 mil – recursos da Secretaria de Cultura.


Acampamento Pacheco (Avenida Contorno)
Às 9 horas Torneio de vôlei

Praça Rabelo
Às 9h30 Apresentação dos cães do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope)
Às 10 horas Vila Gastronômica e Vila do Artesanato
Momento fitness para melhor idade
Às 11 horas Orquestra de cavaquinho de Brasília
Às 12 horas Almoço
Às 14 horas Espetáculo teatral Eu sou a Vila Planalto
Às 15 horas Apresentações de artes marciais
Às 16 horas Ato ecumênico
Às 19 horas Exibição do documentário Vila Planalto, acampamento pioneiro, de José D’Arrochela
Às 19h30 Show de encerramento

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Melhores da semana