segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Dia Nacional dos Vicentinos celebra missão da SSVP no Brasil

Membros da Sociedade São Vicente de Paulo falam sobre a Missão dos Vicentinos

Nesta quarta-feira, (27/09), será comemorado em todo o Brasil o Dia Nacional dos Vicentinos. A data foi estabelecida pela Câmara dos Deputados em 2006, através do Projeto de Lei nº 5.150, reconhecendo a importância do trabalho da Sociedade São Vicente de Paulo (SSVP) em tantos lugares do país.

A SSVP é uma organização civil de leigos, homens e mulheres, dedicada ao trabalho cristão de Caridade. Foi criada em 1833, em Paris, por um grupo de sete jovens universitários católicos, liderados por Antônio Frederico Ozanam, com o objetivo de amenizar o sofrimento das pessoas vulneráveis e fortalecer a fé de seus membros.

Rapidamente a Sociedade espalhou-se pelo mundo e já está presente em 150 países. O patrono escolhido pelo movimento foi São Vicente de Paulo (1581-1660), conhecido como o pai da caridade, por dedicar sua vida ao serviço dos pobres, dos infelizes e dos descrentes.

Em seu trabalho caritativo, a SSVP auxilia diariamente cerca de 30 milhões de pessoas em todo o mundo, por meio da dedicação dos cerca de 800 mil voluntários que formam o movimento.

No Brasil, a instituição foi fundada em 1872. O vice-presidente da SSVP, Cristian Reis, vê como uma grande graça o trabalho dos vicentinos no país:

“Os vicentinos da Sociedade de São Vicente de Paulo atuam no Brasil aliviando o sofrimento daqueles a quem falta alimento, moradia, educação e saúde. Somente no país, há mais de 15 mil conferências e 150 mil voluntários. Além disso, a SSVP mantém obras como asilos, creches e hospitais, e também cursos profissionalizantes e projetos sociais.”
Data no Brasil

Sobre a importância de se comemorar a data, o vice-presidente diz que está na valorização do trabalho vicentino e também na conquista de mais pessoas para a missão. “Para quem já está no movimento, é um dia de reflexão sobre nossas ações, e intensificar o serviço aos pobres. Sair das quatro paredes e ir ao encontro de quem precisa.”

“Comemorar o dia 27 de setembro, em que a Igreja celebra a memória litúrgica de São Vicente de Paulo, nosso grande Patrono, é renovar nossa perspectiva de caminhar tentando a cada dia, melhorar nossa capacidade de praticar a caridade fraterna em favor daqueles que são pobres em alguma coisa, pois é na presença e companhia deles que vivemos a experiência de encontrar a Deus. São Vicente de Paulo nos ensina que se dez vezes formos aos Pobres, dez vezes encontraremos a Deus.”

Ele conta que conheceu o trabalho dos vicentinos bastante jovem, e se encantou: “Depois das primeiras visitas que fiz, consegui perceber que eu era muito mais ‘pobre’ do que aqueles a quem eu visitava. Acredito que em cada visita que faço Deus está me proporcionando encontrá-lo, e, assim, Ele me dá a oportunidade de contemplar a sua face no irmão que sofre.”

O trabalho de Caridade desenvolvido pela Sociedade de São Vicente de Paulo ao longo de mais de um século no Brasil teve como consequências uma expansão de atividades e a obtenção de uma grande credibilidade por parte da população.

Pouco a pouco, foi sendo formada uma grande rede de Caridade, formada pelos voluntários, que se reúnem em Conferências. Elas são grupos que se reúnem em paróquias, escolas, residências e têm como objetivo organizar o serviço prestado por seus membros às famílias favorecidas.
Trabalho recompensador

Auxiliadora Cunha (segunda à esquerda) e sua família no trabalho vicentino na cidade de Cruzeiro (SP)/ Foto: Arquivo Pessoal.

Auxiliadora Cunha é da cidade de Cruzeiro, no Vale do Paraíba, e conheceu a SSVP quando criança, por meio de seu pai que era vicentino. Juntos fundaram a Conferência Santa Rita de Cássia, em 1989.

Atualmente, Auxiliadora trabalha como coordenadora da CCA (Conferência de Crianças e Adolescentes) e afirma que o trabalho que desempenha a impulsiona como cristã:

“É muito bom ver a alegria das pessoas quando chegamos para ajudar. É isso o que me leva a ser uma vicentina e ajudar a tantas pessoas que precisam. Uma vez chegamos em uma casa e uma criança gritou quando nos viu: ‘Graças aos vicentinos, nós vamos comer hoje!’. Isso para nós não tem preço. Saber que naquele momento fomos canais da providência para aquela família.”

Cristian Reis lembra que dentro do objetivo do trabalho vicentino está a promoção humana: “Temos o cuidado de destinar tudo o que chega para nós. Aproveitamos o máximo para ajudar a quem precisa. Queremos que haja uma mudança de estrutura na vida das pessoas. Nosso grande desafio é não ficar no assistencialismo, mas que a promoção humana aconteça de fato.”

A quem quiser ajudar no trabalho dos Vicentinos, o vice-presidente aponta: “Basta procurar uma unidade, quase todas as paróquias possuem vicentinos. A ajuda pode ser material, em forma de doações, mas também física, se tornando um voluntário. Quem quiser conhecer mais pode também entrar no site www.ssvpbrasil.org.br.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Melhores da semana