segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Presidente estadual do PTB faz duras críticas a Doria

Campos Machado sinalizou que pode abandonar aliança ao prefeito se Doria for candidato à presidência da República nas próximas eleições

O presidente estadual do PTB, deputado Campos Machado, fez duras críticas ao prefeito João Doria. O PTB, que sempre apoiou o governador Geraldo Alckmin, sinalizou que pode abandonar a aliança se Doria for o candidato tucano à presidência da república nas próximas eleições.

Campos Machado fez declarações na Assembleia Legislativa na terça-feira (5). “O que é isso João Doria? O senhor é um traidor. Eu vou repetir o senhor é um traidor. E não existe nada pior no mundo do que a traição. O senhor traiu o governador vergonhosamente”, afirmou.

É a primeira vez que um aliado histórico do governador Alckmin e dos tucanos no estado se manifesta tão claramente sobre a disputa interna do PSDB.

Campos Machado disse que o avanço de Doria nessa disputa significaria um desembarque do PTB da aliança já tradicional com os tucanos.

“Em não sendo o Geraldo candidato, nós teremos outro candidato à presidência. O que não podemos é apoiar um traidor como é de fato João Doria”, afirmou.

Nos últimos dias a disputa que - até então - parecia velada, ficou evidente. O que está em jogo é quem será candidato do PSDB à presidência da República no ano que vem.

Na quinta-feira, o prefeito não foi a um evento do governo e alegou uma agenda pessoal inadiável. Nesta sexta, Doria também não acompanhou Alckmin na inauguração de três estações da Linha 5-Lilás do Metrô. Na mesma hora ele estava entregando dois carros elétricos à Guarda Civil Metropolitana.

Na entrevista coletiva, Doria disse que não existe desconforto com o govenador e respondeu ao deputado que o chamou de 'traidor'.

“Qual a classificação que possa condenar alguém que tem o desejo tem o desejo de disputar de concorrer de participar da vida democrática do país, no dia em que alguém que desejar fazer isso for classificado como traidor temos a ditadura no Brasil.”

O governador, que publicamente não considera Doria um adversário, foi novamente questionado sobre a relação com o afilhado político. Alckmin disse que a relação entre os dois é ‘ótima’. “Aliás, vamos nos próximos dias entregar mais um conjunto habitacional, Estado e Prefeitura, em Paraisópolis.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Melhores da semana