segunda-feira, 27 de novembro de 2017

Baldy vai comandar um dos principais programas habitacionais do país

“No que depender de mim, seremos um país que vai se destacar entre as nações que mais fazem pela habitação porque nós, verdadeiramente, tiramos o Brasil do vermelho”, disse Baldy

O deputado federal Alexandre Baldy (PP) foi empossado nesta quarta-feira (22/11) pelo presidente Michel Temer como ministro das Cidades. O governador Marconi Perillo prestigiou a posse e reforçou a representatividade do Estado na estrutura do Governo Federal. O novo ministro foi secretário da Indústria e Comércio do governo de Marconi, função que o projetou nacionalmente. Baldy vai comandar um dos principais programas habitacionais do país, o Minha Casa, Minha Vida. “Essa foi a posse mais prestigiada dos últimos tempos”, destacou Michel Temer ao ver o auditório do Palácio do Planalto lotado.

O presidente lembrou que Marconi foi importante na construção exitosa da carreira político-administrativa do novo ministro das Cidades. “Goiás ganha uma significação extraordinária, maior do que a que já tem no país, um Estado que já vem se destacando em várias áreas no cenário nacional”.

Ao receber o novo ministro, disse que Baldy “vai trazer para o Ministério das Cidades sua experiência como empresário de sucesso, sua passagem pelo Governo de Goiás e pela Câmara dos Deputados”. Para Temer, a experiência do novo ministro “cai como uma luva para o nosso governo”.

Bruno Araújo, ao passar o cargo, fez um balanço de sua atuação à frente do Ministério das Cidades e lembrou que Baldy “foi secretário de Marconi Perillo em Goiás, de onde veio a inspiração para o Minha Casa, Minha Vida”. Bruno Araújo, do PSDB, retoma o cargo de deputado federal.

Em seu discurso de posse, Alexandre Baldy agradeceu primeiramente a Deus, e na sequência cumprimentou o presidente Michel Temer, o governador Marconi Perillo, e saudou ministros, deputados, prefeitos, vereadores, amigos e familiares. Ressaltou que “é nas cidades que se constrói verdadeiramente o país. No que depender de mim, seremos um país que vai se destacar entre as nações que mais fazem pela habitação porque nós, verdadeiramente, tiramos o Brasil do vermelho. Nossa principal missão no Ministério das Cidades é reduzir a desigualdade social”.

A tônica do discurso de Michel Temer foi voltada para a União pelo Brasil e pela continuidade das reformas. “Você (Alexandre Baldy) tem, demonstrados aqui, um sentimento de unidade absoluta, tanto é que entre os presentes temos representantes dos mais variados partidos do país”.

No encerramento da cerimônia, o ministro empossado descreveu o das Cidades “como o ministério de um novo tempo, de reconstrução, de combater os desperdícios, tempo de uma nova previdência, de um novo setor público, tempo de consolidar as mudanças propostas pelo governo Temer de reduzir a máquina pública e torná-la mais eficiente”.

Acompanharam o presidente Michel Temer, na posse de Alexandre Baldy, o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha; os presidentes da Senado, Eunício Oliveira, e da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia; e o ex-ministro das Cidades, Bruno Araújo. O governador do Tocantins, Marcelo Miranda, também participou da solenidade.

Estiveram presentes, por Goiás, o vice-governador Zé Eliton; os senadores Wilder Morais (PP) e Lúcia Vânia (PSB); os secretários de Governo João Gomes, e Talles Barreto; os deputados federais Célio Silveira (PSDB), Sandes Júnior (PP); Magda Mofatto (PR), Jovair Arantes (PTB), Flávia Morais (PDT), Heuler Cruvinel (PSD) e João Campos (PRB); a superintendente da Caixa em Goiás, Marise Fernandes; o presidente da AGM, Paulinho Sérgio; prefeitos e vereadores goianos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Melhores da semana