terça-feira, 5 de junho de 2018

Identifique a realidade da sua região de atuação

Um dos maiores erros que fazem um candidato perder as eleições é basear suas propostas e, consequentemente, seu marketing eleitoral, no “achismo”


Ou seja, o político e sua equipe pensam que já sabem quais são os anseios da população e baseiam suas propostas nisso.


Assim, muitas vezes, eles perdem a oportunidade de abordar elementos chave que poderiam cativar o público-alvo e estabelecer um diferencial entre o político e seus oponentes, deixando passar uma oportunidade de ouro para se destacar e vencer as eleições.

Considere o cargo que você irá exercer
É ingenuidade pensar que todos os brasileiros possuem os mesmos desejos e anseios. Dependendo da região onde moram, e de inúmeras outras características, os medos e as vontades podem ser totalmente diferentes entre distintos cidadãos.

Dessa forma, o primeiro passo no momento de considerar a realidade da sua região de atuação é pensar no cargo para o qual você irá se eleger. Se for um governador, por exemplo, a realidade a ser analisada será maior, pois envolverá todo o estado. Se for um prefeito, por outro lado, a realidade será mais local, e ainda mais específica. 

Quanto mais detalhista você for no momento de mapear as necessidades do seu público, maiores serão as chances de que o eleitorado se identifique com você e decida te dar o mais precioso que possui: votar em você.

Realize pesquisas estatísticas
As pesquisas estatísticas são fundamentais para planejar todo o marketing eleitoral, pois a partir das informações obtidas é que podem ser traçadas as estratégias para conquistar a população. Alguns dados que podem ser obtidos a partir desse tipo de ação são:

Os assuntos que mais interessam aos eleitores da região.

Os pontos positivos e negativos do governo atual.

As ações do governo corrente que devem ser mantidas ou eliminadas.

Temas que o candidato deve evitar abordar em suas campanhas.

A visão que o público já possui em relação ao candidato. 

Para realizar esse trabalho, você pode contar com uma equipe de voluntários, ou até mesmo contratar uma agência especializada no assunto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Melhores da semana