segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Tempo médio para ser atendido no Na Hora cai de 16 para 12 minutos

Serviços ofertados nas seis unidades do DF têm mais de 90% de satisfação do público

O índice de satisfação de quem vai a alguma das seis unidades espalhadas pelo Distrito Federal supera os 90%. Foto: Tony Winston.
Maria da França Alves da Silva nunca soube o que fazer para retirar a escritura da casa onde mora com a família, no Recanto das Emas. Na tarde de quinta-feira (3), ela recebeu todas as orientações em pouco mais de 10 minutos. A diarista de 53 anos recorreu ao posto do Na Hora da Rodoviária do Plano Piloto e saiu satisfeita com o atendimento. “Pensei que teria de passar por vários lugares, mas me deram a relação de tudo o que preciso. Foi rápido e eficiente”, elogiou.

A maioria das cerca de 8 mil pessoas que procuraram os serviços do Na Hora nos 10 primeiros meses de 2016 concorda com Maria da França. De acordo com a Diretoria de Qualidade do Na Hora, o índice de satisfação de quem vai a alguma das seis unidades espalhadas pelo Distrito Federal supera os 90%. Um dos fatores que explicam o contentamento do público é a redução do tempo médio de espera.

Em 2014, uma pessoa demorava em média 16 minutos para ser atendida. Em 2016, esse tempo caiu para 12 minutos. A expectativa é encerrar o ano não permitindo que um cidadão espere mais do que 10 minutos em média para ser chamado.

A estudante Ana Carolina Dias Guerra, de 20 anos, conseguiu rapidamente resolver um problema relacionado a um processo que corre no Instituto de Defesa do Consumidor do Distrito Federal (Procon-DF). “Além de rápido, conseguimos resolver praticamente tudo em um só lugar. É um serviço que realmente funciona para quem não tem muito tempo livre.”
12 minutosTempo médio de espera para um cidadão ser atendido no Na Hora

O diretor de Qualidade do Na Hora, Eduardo Calheiros, destaca que a principal mudança ocorreu na postura dos servidores, que estão chamando as senhas com mais rapidez. “O comprometimento dos trabalhadores do Na Hora no atendimento ao cidadão é o fator mais relevante para essa redução significativa”, disse.

Ele ainda citou a resolução de alguns problemas de informática, o que reduziu o tempo entre um atendimento e outro. Calheiros ressaltou que a média na espera só não foi menor em função da grande demanda pelo certificado de registro e licenciamento de veículos (CRLV) em setembro e outubro. “Muitas pessoas deixaram para retirar o licenciamento obrigatório nos últimos dias, e isso fez com que elas passassem um tempo maior esperando.”

Como nos últimos anos, a demanda por emissão por carteira de identidade e passaporte deve aumentar substancialmente em dezembro e janeiro.
Emissão de carteira de identidade é a campeã de pedidos

Os postos do Na Hora oferecem centenas de serviços, mas a maioria das pessoas busca a retirada ou emissão da segunda via da carteira de identidade. Em seguida aparecem os serviços relacionados ao Departamento de Trânsito do DF (Detran-DF), como solicitações do seguro obrigatório e informações sobre multas. Na sequência estão os ligados à Secretaria de Fazenda, a exemplo de nada-consta.

O Na Hora funciona de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 18h30, e aos sábados, das 7h30 às 12h30. As seis unidades ficam na Rodoviária do Plano Piloto, em Ceilândia, no Gama, no Riacho Fundo, em Sobradinho e em Taguatinga Sul. A lista com todos os endereços pode ser obtida no site www.nahora.df.gov.br.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Melhores da semana