sábado, 11 de fevereiro de 2017

Corujão da Saúde atende quase um terço da fila de espera de 485 mil exames em SP

Em 30 dias de atendimento, o programa Corujão da Saúde atendeu quase um terço da fila de espera por exames médicos na cidade de São Paulo. Nesta sexta-feira (10) o programa da prefeitura atingiu a marca de 141,3 mil exames realizados

A meta é zerar a fila de espera de 485 mil exames na rede pública em um prazo de 90 dias. Outros 270 mil procedimentos já estão agendados para serem feitos até o mês de abril.

Dos exames realizados, 129 mil foram em pacientes que já estavam na fila em dezembro de 2016. Os outros 12,4 mil são novas solicitações, como para pacientes com exames vencidos há mais de 60 dias e que precisaram de nova consulta para obter o encaminhamento.

Somente no convênio com a Santa Casa de São Paulo, a Prefeitura investiu R$ 400 mil para agilizar as consultas de reavaliação da população. O hospital filantrópico pode ofertar cerca de 40 mil atendimentos extras aos pacientes encaminhados pelas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) que não conseguirem absorver suas demandas internas.

Investimento

O Corujão começou a ser implantado em hospitais e clínicas das redes pública, particular e filantrópica, que oferecem exames em horários alternativos, de preferência entre 20h e meia-noite, conforme a capacidade ociosa de cada local.

A prioridade é que o exame seja feito no serviço mais próximo da casa do paciente. A remuneração dos procedimentos seguirá os valores da tabela do SUS (Sistema Único de Saúde). O investimento será de R$ 17 milhões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Melhores da semana