Theme Layout

Theme Translation

Trending Posts Display

Home Layout Display

Posts Title Display

404

Página não encontrada

Início
Desde a criação, em 2016, foram 75 mil estudantes alcançados pelo programa por meio de aulões e cursos intensivos. Um deles é Emerson Teixeira, que passou para química tecnológica na UnB

Desde a criação, em 2016, foram 75 mil alunos beneficiados pelo programa #BoraVencer por meio de aulões e cursos intensivos. Um deles é Emerson Teixeira, que passou para química tecnológica na UnB. Foto: Toninho Tavares.
O jovem é um dos 2,5 mil alunos aprovados em instituições públicas do Distrito Federal após participar do #BoraVencer,desde a criação do projeto, em 2016. O projeto promovido pela Secretaria de Políticas para Crianças, Adolescentes e Juventude oferece curso preparatório gratuito.

O número une os aprovados em cursos do Instituto Federal de Brasília (IFB), da Escola Superior de Ciências da Saúde, além da UnB, tanto pelos processos seletivos próprios quanto pelo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Emerson participou da modalidade intensiva do projeto, durante o primeiro semestre de 2018, com aulas de segunda a sexta. Ainda ia aos aulões oferecidos em alguns finais de semana.

“Os professores do #BoraVencer fizeram toda a diferença. Passavam exercícios extras e faziam simulados. Eles estavam sempre disponíveis, mesmo depois das aulas”, enumera.
75 milNúmero de alunos participantes do #BoraVencer desde 2016

O jovem mora com a mãe, cuidadora de idosos, e foi aluno do Centro Educacional 3, do Guará, no ensino médio. Ele conta que, se não fosse o projeto, não teria como fazer uma preparação extra, em cursinho particular, para o vestibular.

“Foi a única porta que se abriu para mim. Veio muito a calhar, tanto que hoje estou aqui”, comemora. “Agora, é estudar e correr atrás. É uma dedicação diária”, finaliza o futuro químico.

Desde a criação, o projeto fez 25 aulões e cinco edições dos cursos intensivos, o que abrangeu 75 mil estudantes.

Outra modalidade, o #BoraVencer Dicas — também em formato de aulão, que ocorre uma semana antes das provas do Enem — beneficiou mais 16 mil estudantes desde o início da iniciativa.
Último vestibular da UnB teve 469 alunos do #BoraVencer aprovados

No último vestibular da UnB, dos 2,1 mil aprovados, 469 eram alunos do programa.

Participante do intensivo em 2017, Luana Fernandes, de 22 anos, passou para cursar medicina. “Ser aprovado no curso dos sonhos e na faculdade dos sonhos é uma experiência única é indescritível, nem de longe se imagina a sensação boa que é”, garante.

A jovem diz que a maneira como é ensinado a fazer a leitura da prova e conhecer as questões a ajudou bastante, mas o que achou incrível no projeto foi o fato de levar o conhecimento para jovens de níveis financeiros mais baixos.
"O sucesso do programa (BoraVencer) nos faz ver que os jovens só querem uma chance, e que, muitas vezes, não tem como acessá-las por falta de dinheiro"Gabriella Godoy, subsecretária da Juventude

Isso, segundo a subsecretária da Juventude, Gabriella Godoy, é o intuito primordial do projeto. “No mercado, um curso pré-vestibular custa em torno R$ 2 mil. Nós quisemos suprir essa carência dos estudantes em situação de vulnerabilidade social. Tentamos dar a igualdade de oportunidades para os filhos de famílias pobres”, explica.

Contudo, Gabriella destaca que os resultados do programa só vieram devido ao empenho dos participantes. “Eles agarraram a oportunidade. O sucesso do programa nos faz ver que os jovens só querem uma chance, e que, muitas vezes, não tem como acessá-las por falta de dinheiro”, avalia.

O programa #BoraVencer nasceu para atender à demanda eleita na Conferência Distrital de Juventude de 2015, que pedia por oportunidades de estudo para o vestibular e o Enem.

Para os aulões feitos no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, a secretaria oferecia transporte da Rodoviária do Plano Piloto até o local do encontro.
#BoraVencer também profissionaliza e prepara para concursos

Além da vertente de preparo para o ingresso na universidade, o #BoraVencer ajuda a juventude do Distrito Federal com o preparo para concursos e comprofissionalização.

Na vertente Profissionalizante, o projeto atendeu 8 mil jovens em cursos como assistente administrativo, organizador de eventos, atendente de consultório médico e dentário, maquiagem e design de sobrancelha, mecânica, robótica, programador de aplicativo e webdesigner.

Para a linha Concursos, o programa contemplou 5 mil jovens em dois aulões, com o resultado de 400 aprovados no concurso de professor temporário e cerca de mil aprovados no concurso de efetivo da Secretaria de Educação.
Leave A Reply

Blog do Paulo Roberto Melo

[name=Blog do Paulo Melo] [img=https://2.bp.blogspot.com/-SMQa2r91n1w/WxcuM5dFiAI/AAAAAAAAHbE/-xMkvHecaMMxZr2u27V4lWwHMKY6IgyqgCK4BGAYYCw/s0/BLOG-DO-PAULO-MELO-ELEI%25C3%2587OES-2018.png] [description=Sou formado em Gestão Pública pela UCDB e Gestão Empresarial na UNIPLAN, já cursei Ciência Política na UDF, trancando no 3° período. Também cursei Ciências Contábeis na UPIS.Tenho pos graduação em Gerenciamento de Projetos pela Uniandrade e MBA em Marketing pela FGV..] (facebook=Facebook.com) (twitter=Twitter.com) (instagram=Instagram.com) (bloglovin=Blogvin.com) (pinterest=Pinterest.com) (tumblr=Tumblr.com)