Theme Layout

Theme Translation

Trending Posts Display

Home Layout Display

Posts Title Display

404

Página não encontrada

Início
Pe. Evaldo César de Souza 

Há ainda quem pense que "Igreja é lugar somente de padres e freiras". Mas a Igreja Católica, iluminada pelo Espírito Santo, tem, há muitas décadas, redescoberto o papel essencial dos leigos e das leigas para a vida da comunidade. O que seria de nós sem o trabalho exercido pelos leigos nas comunidades? Tolice é imaginar que somente o padre é capaz de fazer tudo

A Igreja é comunidade unida, e cada um, em seus diferentes ministérios, é imprescindível para o crescimento da comunidade cristã. Depois, quero ressaltar a relevância do trabalho voluntário nas comunidades. O século XXI tem sido chamado o Século do Voluntariado, mas a Igreja Católica descobriu, há muitos séculos, que o voluntariado é o motor da fé. O que recebemos de graça, diz-nos Jesus, partilhemos de graça. E a fé que temos é dom gratuito de Deus.

Assim, oferecer-se a Deus, nos trabalhos da Igreja, é um modo sublime de viver, de fato, a vocação missionária. Entretanto, muitos de nós sentimos medo de oferecer nosso tempo; falta-nos coragem de dar um pouco de nosso tempo para os mais necessitados. Nesse sentido, sua pergunta nos provoca a ir além do comodismo e ver quantas coisas podemos fazer em favor da comunidade. Basta querermos e alguma coisa aparecerá diante de nós, para utilizarmos nossos talentos!

O ato voluntário é profundo e sensível. Estender as mãos ao próximo é um ato que exige, primeiro, coragem, ou seja, disposição em se comprometer, em doar seu tempo ou seu talento; segundo, generosidade, que também pode ser entendida como real solidariedade, aquela que não espera nada em troca, e terceiro, que enfrentemos nossa própria fraqueza. E estar diante da própria fraqueza é admitir que, ao ajudar, queremos nos sentir melhores, curar nossas próprias feridas, superar nossas próprias limitações.

Com isso, qual trabalho concreto você pode fazer por sua comunidade? Ora, será preciso perguntar aos responsáveis pela comunidade, o pároco e seus ajudantes, quais são as maiores demandas e as necessidades do momento. Talvez seja a catequese ou a pastoral da acolhida; quem sabe sejam pessoas para proclamar a Palavra ou auxiliar como Ministro da Eucaristia; talvez seja em alguma pastoral social, como a Pastoral da Criança ou a Pastoral da Saúde; ou quem sabe você possa auxiliar em alguma questão administrativa ou de organização da igreja.

Garanto que não faltam serviços que necessitam de ajuda voluntária. E uma última palavrinha: não espere encontrar na comunidade somente coisas boas e fáceis. Como em toda instituição humana, existem os desafios, as encrencas, as invejas e briguinhas. Mas, quando o foco é Jesus Cristo, tudo é superado pelo bem da comunidade.


Vá em frente. A messe é grande, mas os operários são poucos!

*Pe. Evaldo César de Souza, C.Ss.R. - Jornalista e missionário redentorista.
Leave A Reply

Blog do Paulo Roberto Melo

[name=Blog do Paulo Melo] [img=https://2.bp.blogspot.com/-SMQa2r91n1w/WxcuM5dFiAI/AAAAAAAAHbE/-xMkvHecaMMxZr2u27V4lWwHMKY6IgyqgCK4BGAYYCw/s0/BLOG-DO-PAULO-MELO-ELEI%25C3%2587OES-2018.png] [description=Sou formado em Gestão Pública pela UCDB e Gestão Empresarial na UNIPLAN, já cursei Ciência Política na UDF, trancando no 3° período. Também cursei Ciências Contábeis na UPIS.Tenho pos graduação em Gerenciamento de Projetos pela Uniandrade e MBA em Marketing pela FGV..] (facebook=Facebook.com) (twitter=Twitter.com) (instagram=Instagram.com) (bloglovin=Blogvin.com) (pinterest=Pinterest.com) (tumblr=Tumblr.com)