-->

Theme Layout

Theme Translation

Trending Posts Display

Home Layout Display

Posts Title Display

404

Página não encontrada

Início

Cada vez mais empreendedores do campo têm apostado na utilização de recursos tecnológicos para melhorar os resultados de seus negócios. Dentro desse panorama que busca precisão e automação nas propriedades, os drones para agricultura têm ganhado sempre mais espaço

Foto: João de Castro.

Eles são hoje considerados indispensáveis para a agricultura de precisão. Também chamada de agricultura inteligente, ela é baseada no uso de tecnologias na gestão das plantações com o objetivo de aumentar a produtividade sem comprometer a qualidade do que é produzido.

Nesse contexto, os drones agrícolas têm se destacado por serem um equipamento que pode desempenhar diversas funções na fazenda. Além disso, diante da sua versatilidade, o seu custo não é exorbitante se for considerado o retorno que ele pode trazer.

Com uma demanda cada vez maior, o mercado de drones está em expansão e boa parte do seu faturamento é proveniente da agropecuária. Neste artigo, vamos adentrar um pouco nesse “mundo” da tecnologia para entender quais as aplicações dos drones para agricultura e as vantagens do investimento nessa ferramenta.
O que são drones e como funcionam

Os drones ou veículos aéreos não tripulados (VANTs) são aeronaves com comando remoto, ou seja, sem a presença de piloto embarcado. Elas podem ser de dois tipos: com finalidade recreativa (aeromodelos) ou sem fins recreativos (RPA).

Equipamentos desse tipo começaram a ser usados por militares antes de se tornarem úteis em outros ramos. Eles são utilizados, por exemplo, na mineração e na topografia e, mais recentemente, na agricultura.

Essas aeronaves remotamente pilotadas podem ser equipadas com câmeras, sensores, softwares e sistemas de lasers e ultrassom. A tecnologia acoplada ao objeto irá definir a aplicação que esses drones para agricultura irão ter.

O valor dos drones agrícolas varia de acordo com o modelo escolhido e as ferramentas embarcadas. Para se ter uma ideia, é possível adquirir equipamentos que custam cerca de R$ 8 mil e outros que superam R$ 70 mil.

No entanto, há também de se considerar que nem sempre é preciso adquiri-lo, pois, dependendo da necessidade, é possível contratar o serviço temporariamente de uma empresa que tenha os equipamentos e realize esse trabalho.
Quais as principais funcionalidades dos drones para agricultura

Os drones para agricultura podem ser utilizados em uma ampla variedade de tarefas na propriedade – desde o planejamento até a análise da colheita. Como acabamos de ver, de acordo com o seu tipo, ele desempenha uma determinada função.

Abaixo vamos esclarecer os detalhes sobre as principais funcionalidades dos drones para a agricultura.
Mapeamento aéreo

Quando equipados com softwares que fornecem dados a partir de relatórios gerados com mapas NDVI, os drones para agricultura são considerados de mapeamento aéreo. A sigla se refere a um índice usado há mais de 40 anos por cientistas e agrônomos.

Os sensores dos drones identificam os espectros gerados pelas plantas, que captam e absorvem energia. O sistema NDVI realiza o cálculo dessas bandas espectrais da plantação.

Com isso, é possível realizar a contagem de plantas e identificar falhas nas linhas de plantio; reconhecer a ocorrência de pragas, doenças e deficiência nutricional; gerar mapas para aplicação de insumos e fertilizantes com precisão, entre outras atividades.
Irrigação e pulverização da lavoura

Outra funcionalidade dos drones para agricultura é a irrigação. Esses equipamentos possuem sensores hiperespectrais, multiespectrais ou térmicos. Com um sobrevoo na lavoura, eles conseguem identificar exatamente as regiões com maior necessidade hídrica.

Sem a utilização desses recursos, esses cálculos estão sujeitos a erros na estimativa de evapotranspiração da cultura. Isso pode gerar prejuízos significativos para o empreendedor.

A pulverização também é possível através da utilização de VANTs. Os drones para esse fim conseguem mapear a topografia do solo através de um sistema de lasers e ultrassom. Dessa forma, eles permitem a aplicação do produto sem desperdícios e com maior agilidade – até cinco vezes mais rápido em comparação à utilização de outros maquinários.
Georreferenciamento

O georreferenciamento é um procedimento que permite determinar a posição geográfica exata de um terreno e sua área. Trata-se de uma obrigação legal para todas os imóveis rurais desde 2018.

É possível utilizar drones para realizar esse mapeamento, que deve descrever os limites, as características e confrontações da área. O processo de georreferenciamento deve, contudo, ser certificado por um profissional habilitado para executar o trabalho.
Considerações sobre a utilização dos drones para agricultura

Em função do fato dos drones serem considerados aeronaves, é preciso seguir regras previstas em lei para sua utilização. O Decreto-Lei nº 1.177/1971 e Decreto nº 2.278/1997, assim como a Portaria nº 953/2014 do Ministério da Defesa, regulam a atividade.

A legislação exige, por exemplo, a autorização do Ministério da Defesa e a regulamentação perante a ANAC e a ANATEL para a realização de aerolevantamentos. Isso engloba todas as operações de mapeamento aéreo, medição, computação e registro e interpretação de dados do terreno gerados a partir de sensores.

Além da questão legal, é preciso estar atento ao correto uso da ferramenta. Além de seguir as recomendações do fabricante, os operadores precisam conhecer as limitações do equipamento, devem voar a pelo menos 30m de edificações ou instalações e não podem sobrevoar áreas de segurança ou proximidades de aeroportos e heliportos.
Por que investir em um drone para a sua propriedade

A utilização de drones para agricultura mudou a realidade de muitas propriedades rurais. Hoje em dia, os produtores podem tomar decisões de manejo sem sair do escritório. E estas são baseadas em dados concretos obtidos por meio de imagens geradas pelo equipamento.

Uma das principais vantagens de se investir em aeronaves desse tipo está associada, portanto, à precisão – tanto na geração de informações quanto na aplicação de produtos. Além de reduzir custos e aumentar ganhos, os drones para agricultura também significam muito mais segurança e comodidade para o produtor.
Leave A Reply

Blog do Paulo Roberto Melo

[name=Blog do Paulo Melo] [img=https://2.bp.blogspot.com/-SMQa2r91n1w/WxcuM5dFiAI/AAAAAAAAHbE/-xMkvHecaMMxZr2u27V4lWwHMKY6IgyqgCK4BGAYYCw/s0/BLOG-DO-PAULO-MELO-ELEI%25C3%2587OES-2018.png] [description=Sou formado em Gestão Pública pela UCDB e Gestão Empresarial na UNIPLAN, já cursei Ciência Política na UDF, trancando no 3° período. Também cursei Ciências Contábeis na UPIS.Tenho pos graduação em Gerenciamento de Projetos pela Uniandrade e MBA em Marketing pela FGV..] (facebook=Facebook.com) (twitter=Twitter.com) (instagram=Instagram.com) (bloglovin=Blogvin.com) (pinterest=Pinterest.com) (tumblr=Tumblr.com)