Theme Layout

Theme Translation

Trending Posts Display

Home Layout Display

Posts Title Display



404

Página não encontrada

Início

Uma nova Epig para a população. Com investimento de R$ 7,6 milhões, via teve asfalto completamente trocado, além de novos meios-fios, árvores e arbustos

O governador destacou que mais obras serão realizadas nos próximos meses, com a entrada de novos recursos. Nos planos, estão a construção de cinco restaurantes comunitários e terminais rodoviários | Foto: Renato Alves

Quem passa pela Estrada Parque Indústrias Gráficas (Epig) nota que ela está de cara nova. A malha asfáltica foi completamente refeita e os meios-fios trocados, numa obra que contou com investimento de R$ 7,6 milhões e gerou dezenas de empregos. O serviço finalizado foi oficialmente entregue em cerimônia nesta sexta-feira (29).

Os dez quilômetros de extensão da Epig foram completamente recuperados. O trabalho feito pela Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) em parceria com outros órgãos resultou na troca completa do antigo pavimento e aplicação de uma nova camada de asfalto que varia de 10 a 20 cm de espessura, a depender da via (carros e ônibus). Para tanto, foram utilizadas quase 20 mil toneladas de massa asfáltica.

Os novos canteiros completam a reforma da via. A Novacap plantou 1.044 metros de grama, 193 palmeiras, 80 árvores e 330 mudas de ipês, distribuídas ao longo de toda a avenida. As palmeiras plantadas são das espécies Locuba (Dypsis madagascariensis) e Triangular (Neodypsis decary). Os arbustos que já compõem a paisagem do local são a Alamanda Vermelha (Allamanda cathartica), a Caliandra Vermelha (Calliandra tweedii) e a trepadeira Primavera (Bougainvillea spectabilis). Uma obra completa e que deixa a Epig ainda mais agradável.

“Este governo vai atrás de recursos, por isso estamos aqui realizando as obras para a população. Esta obra da Epig não estava no orçamento nem tinha dinheiro previsto. E ela está aí, dentro do conceito de obras que queremos para o DF, o de obra completa. Com o asfalto corrigido e pintado, os meios-fios levantados, as faixas colocadas, as árvores plantadas”, afirma Ibaneis Rocha.

Na ocasião, o governador destacou que mais obras serão realizadas nos próximos meses, com a entrada de novos recursos. Nos planos, estão a construção de cinco restaurantes comunitários e terminais rodoviários.

“Vamos fechar o mês de janeiro com mais de R$ 300 milhões em obras, já com editais nas ruas. Para fevereiro, temos a previsão de mais R$ 300 milhões. Para março, com o dinheiro da venda da CEB, vamos publicar mais R$ 1 bilhão em editais para obras no DF. Vamos transformar a vida da população por meio de obras e prestação de serviço”, ressalta.

Benefícios

A Epig é uma importante via do DF, por onde trafegam diariamente 60 mil veículos. Ela corta duas regiões administrativas: Sudoeste/Octogonal e Plano Piloto e dá acesso ao Parque da Cidade Sarah Kubitschek, às superquadras do Sudoeste e ao Setor de Indústrias Gráficas (SIG). É também uma das principais vias de acesso do Plano Piloto para a Estrada Parque

“Essa inauguração é simbólica e emblemática. A Epig foi feita e nunca foi mexida. É a primeira intervenção no local desde 1993”, observa o diretor-presidente da Novacap, Fernando Leite. “É uma obra feita a várias mãos, desde a sua restauração, recapeamento, sinalização, SLU no final fazendo a pintura do meio-fio, arborização. É uma somatória de esforços deste governo que tem a característica da integração”, acrescenta diretor-presidente do Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER/DF), Fauzi Nacfur

Viaduto
A reforma da rodovia, entregue nesta sexta-feira (29), não param por aí. O tão aguardado Viaduto da Epig teve a licitação realizada, com a abertura das propostas apresentadas em 14 de janeiro. Cinco consórcios estão interessados em tocar os serviços e a próxima etapa é a análise da documentação de cada uma dessas empresas para certificar se cumprem todas as especificações contidas no edital.

O viaduto será construído na intersecção da Epig com o Sudoeste e o Parque da Cidade – local por onde passam, em média, 25 mil veículos por dia. O investimento previsto é de R$ 27 milhões, com geração de 180 empregos.

Os trevos na Epig serão construídos em trincheiras, de forma subterrânea. Com a mudança, quem sair do Parque da Cidade em direção ao Sudoeste não terá mais de passar por semáforos e retornos: seguirá direto para a Avenida das Jaqueiras, passando sob a Epig. A obra também permitirá sair do Sudoeste, na altura da avenida, e pegar a Epig no sentido Plano Piloto — e vice-versa — sem a necessidade de retorno.

“Esperamos em três ou quatro meses iniciar esta obra tão importante para a mobilidade da região. É continuar trabalhando e fazendo as entregas em todo o DF”, destaca o secretário de Obras, Luciano Carvalho.

“Esse viaduto vai solucionar todo problema de engarrafamento na região. Era um pedido de pelo menos 12 anos dos moradores da Octogonal e Sudoeste. O viaduto mostra a seriedade do governo em melhorar a qualidade de vida da população”, pontua a o deputado distrital Reginaldo Sardinha.
Leave A Reply
  1. Bom dia
    Será que o viaduto parque da cidade-sudoeste realmente sairá do papel? Apesar de a licitação ter ocorrido em janeiro nunca mais se teve notícias sobre a futura obra

    ResponderExcluir

DANNTEC ENGENHARIA