Theme Layout

Theme Translation

Trending Posts Display

Home Layout Display

Posts Title Display



404

Página não encontrada

Início




O mês de agosto começou e com ele a Semana Mundial do Aleitamento Materno. No Hospital Regional de Formosa (HRF), administrado pelo Instituto de Medicina, Estudos e Desenvolvimento – IMED, o “Agosto Dourado”, como ficou conhecida a campanha, terá como foco principal o compartilhamento de experiências e conhecimentos por meio de palestras oferecidas aos profissionais de saúde.


Para destacar a importância do aleitamento materno o HRF desenvolveu uma série de encontros com especialistas de destaque internacional que vão abordar temas como como manejo clínico da amamentação, cuidados odontológicos, o papel da enfermagem no processo do aleitamento e a função do parto humanizado com a participação de colaboradores e convidados.


Uma das palestrantes é a enfermeira Fernanda Vianna, que também é consultora internacional da Rede Global de Bancos de Leite Humano (RGBLH) que destaca a importância do papel da enfermagem durante a semana do aleitamento. “São esses profissionais os responsáveis pelo acompanhamento das puérperas durante o processo de amamentação. É essa equipe que facilita o acesso entre mãe e bebê, além de ajudar com a preparação nos primeiros contatos do lactante com o peito”, afirma.


Leite materno é vida


Pesquisas apontam que o leite materno é o alimento mais nutritivo do mundo e, se os bebês forem amamentados exclusivamente nos primeiros seis meses de vida, terão menos riscos de contraírem doenças como infecções gastrointestinais. Além de trazer inúmeros benefícios como o combate à hemorragia pós-parto, aceleração da recuperação da mulher e a diminuição da taxa de mortalidade do bebê. O ato de amamentar acalma a criança e diminui o risco de aparecimento de doenças mentais.


Para a Drª Maria Luiza, médica obstetra do HRF, o aleitamento materno é, antes de tudo, uma demonstração de afeto. “Saber que em você está o melhor alimento para o bebê e que, a partir deste alimento vai crescer saudável, faz a mãe se sentir forte e capaz de enfrentar esta nova etapa da vida que é difícil, muitas vezes desgastante, mas absolutamente compensada pela alegria de poder auxiliar no desenvolvimento do seu filho”, relatou.


Entretanto, infelizmente nem todos os recém-nascidos têm a sorte de fazerem do leite materno a sua primeira refeição. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) e Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), menos da metade – 48% – dos bebês nascidos na América Latina são amamentados em sua primeira hora de vida. Além disso, ao analisar o panorama mundial o quadro piora um pouco, ao constatar que apenas 44% das crianças são alimentadas exclusivamente com o leite materno no primeiro semestre de suas vidas.


Maternidade referência


Ações como as palestras desenvolvidas pelo HRF, que reforçam a importância do aleitamento materno e o acolhimento oferecido às gestantes antes e depois do parto, são essenciais para o aprimoramento da qualidade de alimentação neonatal.


Hoje a maternidade do HRF conta com 12 leitos de Alojamento Conjunto (Alcon) e três pré-partos. Além disso, nos primeiros seis meses deste ano a unidade realizou 584 partos.


“Hoje a maternidade do HRF é uma referência e recebe puérperas locais e de cidades como Goiânia, Bezerra, Luziânia, Planaltina, Flores, entre outras. Por isso, entendemos a importância de realizar a Semana do Aleitamento Materno e palestras sobre o Agosto Dourado na unidade”, finaliza Vânia Fernandes, diretora do HRF.


Sobre o HRF

O Hospital Regional de Formosa foi estadualizado em abril de 2020. O processo teve início em agosto de 2019 e passou pela aprovação da Câmara dos Vereadores e da Assembleia Legislativa. O Instituto de Medicina, Estudos e Desenvolvimento – IMED assumiu a gestão, em junho, com o compromisso de ampliar o atendimento à população instalando 20 leitos de UTI para pacientes com Covid-19.

As obras estão em andamento e durante o processo de regionalização a população continuará contando com os serviços de Pronto Socorro 24 horas, clínica médica, ortopedia e atendimento a gestantes. Passada a urgência da pandemia o Hospital com melhorias na infraestrutura ficará para a região, ampliando as opções de atendimento para usuários do Sistema Único de Saúde (SUS).

 

____________________________________

 

Assessoria de Comunicação Hospital Regional de Formosa/ Ecco Comunicação

 

Aline Marinho (11) 95484-9927 – aline@ecco.inf.br  

Dario Vasconcelos (11) 95761-7712 – dario@ecco.inf.br

 

Leave A Reply

DANNTEC ENGENHARIA