Theme Layout

Theme Translation

Trending Posts Display

Home Layout Display

Posts Title Display





IESB

404

Página não encontrada

Início
Pela primeira vez em muitos anos, orçamento da Administração Regional do Guará inclui recursos significativos para obras na cidade. Influência do deputado distrital Rodrigo Delmasso no governo e aumento da arrecadação garantem investimentos para este ano



Todo ano era a mesma coisa, o orçamento da Administração Regional do Guará mal dava para cobrir os próprios gastos. No ano passado, 2021, foram previstos R$ 10,8 milhões no orçamento da RA. Desses, R$6,8 milhões eram para pagamento de pessoal e encargos, outros R$2,9 milhões para demais despesas do órgão, sobrando apenas R$1 milhão para investimentos na cidade. Mas, em 2022, o orçamento trouxe uma novidade boa para a cidade: um acréscimo considerável de receita, em sua maioria para investimentos.
Quase R$ 1 milhão estão destinados à reforma de praças e parques e R$ 1 milhão para reforma de espaços esportivos. Os prédios públicos da Administração vão receber R$ 2 milhões e mais R$ 1 milhão para modernização do sistema de informações e compra de equipamentos.

Sem emendas
Neste ano, as receitas para investimentos não tiveram origem na Câmara Legislativa, através de emendas parlamentares, como sempre aconteceu (apesar de constar R$ 500 mil para obras, de autoria da deputada Julia Lucy). Dois fatores contribuíram para o acréscimo de investimentos: a articulação do deputado Rodrigo Delmasso junto ao governo e o aumento da arrecadação.
Parte desses recursos vieram de Desvinculação das Receitas da União, a DRU, um mecanismo pelo qual o governo tem o poder discricionário de livre movimentação de receitas do orçamento da Seguridade Social, no percentual de 30%. Esse orçamento pode ser alocado livremente pelo governador do Distrito Federal, mas, a pedido do deputado Rodrigo Delmasso, foi destinado ao Guará, que é a Região Administrativa que mais recebeu este recurso em 2022, até mais que o Plano Piloto. Dessa fonte de recurso vieram R$ 2,36 milhões para reforma de praças, parques, espaços esportivos e construção de calçadas.

Aumento da arrecadação
Um feito surpreendente foi o aumento significativo da arrecadação própria da Administração Regional do Guará através de cobranças de taxas de feirantes, quiosques, ocupação de área pública e espaços do governo. Essa verba retorna para a própria Administração aplicar na cidade. Com o aumento, a sede da Administração e outros prédios públicos receberão reformas no valor de R$ 2 milhões. Com as obras, o auditório, as salas da Administração, o Centro de Convivência do Idoso, o Salão de Múltiplas Funções, a Casa da Cultura, entre outros, poderão voltar a atender adequadamente à população. "A equipe da Administração atua na vistoria da sede do órgão, pátio de obras, Casa da Cultura e Salão de Múltiplas Funções. O processo será encaminhado para aprovação dos órgãos competentes em breve", garante a administradora regional Luciane Quintana.
Outra melhoria é a implantação do Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicações da Administração do Guará, uma revolução tecnológica no órgão, "visando a produtividade, agilidade, confiabilidade e inovação com colaboração, mobilidade e inteligência, no atendimento ao cidadão", de acordo com a justificativa. E também a compra de equipamentos para a manutenção da cidade e para o próprio funcionamento da repartição.

Aplicações do dinheiro
Nos planos da Administração Regional para este ano estão a recuperação das áreas de lazer e convivência, com a revitalização das praças, parques urbanos de gestão da Administração do Guará (Denner e Bosque dos Eucaliptos). Algumas destas obras estão com projetos prontos, como as praças das novas quadras, a praça da QI 8 e uma praça no Park Sul, ao lado do condomínio Living.
Quadras poliesportivas e campos sintéticos estão nos planos de reforma, em especial as das QI 18, QI 20 (conjuntos L/M), QE 38 ao lado do campo sintético, QI 11, QE 34, EQ ½, QE 26 (conjunto M), QE 40 – Área Especial 02, QE 17 e QE 15.
Calçadas devem ser reformadas ou construídas nas QI 25, EQ13/15, EQ 15/17, EQ 19/21, EQ 24/26, EQ 26/28, EQ 28/30, EQ 30/32, EQ 32/34, EQ 34/36, além do calçadão da Avenida Contorno entre a QE 24 e a QE 36.

Essas obras vão sair?
O orçamento é uma estimativa da entrada e saída dos recursos públicos no ano. Portanto, a disponibilidade do dinheiro depende da arrecadação e outras fontes de recursos, como convênios e vendas de lotes. Se, por qualquer motivo, houver uma arrecadação menor, o orçamento não será executado como planejado. Ou, se houver uma mudança nas prioridades do governo, por um imprevisto, por exemplo, o governador pode remanejar os recursos. Portanto, a concretização do orçamento depende de muita coisa, inclusive de acordos políticos.

O deputado Rodrigo Delmasso, vice-presidente da Câmara Legislativa e morador da cidade, garante que os recursos serão aplicados em 2022. "Temos um acordo com o governador de realizar essas obras no Guará, esperadas há muito tempo pela população. Uma das garantias é justamente a destinação dos recursos previstos diretamente para a Administração Regional, que é uma forma de garantir que o dinheiro será aplicado ainda este ano", afirma o deputado.

Orçamento da Adm. do Guará – Quanto é e de onde vem

Recursos oriundos de Desvinculação de Receita

R$ 900 mil para a reforma de praças e parques

R$ 900 mil para reforma de espaços esportivos

R$ 562 mil para construção de calçadas

 

Recursos oriundas do aumento de arrecadação

R$ 2 milhões para reforma de prédios e próprios

R$ 300 mil para a manutenção da Feira

R$ 450 mil para modernização do sistema de informação

R$ 600 mil para aquisição de equipamentos

R$ 730 mil para apoio ao trabalhador preso – Funap

R$ 60 mil para a reforma de praças e parques

R$ 60 mil para reforma de espaços esportivos

 

Emendas parlamentares

R$ 200 mil – Iluminação Pública (Dep. Julia Lucy)

R$ 300 mil – Obras de Urbanização (Dep. Julia Lucy)

Leave A Reply

DANNTEC ENGENHARIA