Theme Layout

Theme Translation

Trending Posts Display

Home Layout Display

Posts Title Display



404

Página não encontrada

Início



(Em ocasião do Dia da Solidariedade da Caxemira, 5 de fevereiro de 2022)


Hoje, o povo do Paquistão comemora o Dia da Solidariedade da Caxemira em reafirmação do nosso apoio inabalável aos caxemires em sua justa luta pelo direito inalienável à autodeterminação.

A disputa pelos territórios de Jammu e Caxemira ilegalmente ocupados pela Índia (IIOJK) é reconhecida internacionalmente, e sua resolução está firmemente ancorada nas Resoluções relevantes do Conselho de Segurança da ONU (CSNU).

A situação dos direitos humanos nos IIOJK continuou a piorar após a tomada de ações ilegais e unilaterais pela Índia em 5 de agosto de 2019. O cerco militar desumano,que se mantém há quase dois anos e meio, resultou no martírio de centenas de caxemires.

As forças de ocupação indianas continuam a usar força bruta indiscriminadamente  contra homens, mulheres, crianças e idosos caxemires. A juventude da Caxemira foi especialmente alvo desta campanha de repressão inabalável. Entre os exemplos mais opressivos disso estão o uso de armas de chumbo e a destruição de bairros inteiros, incluindo punições coletivas em comunidades nos IIOJK. A matança interminável, as prisões arbitrárias de caxemires e defensores dos direitos humanos, e a recusa da entrega dos restos mortais de mártires pelas forças de ocupação indianas são motivo de
grande preocupação para a população global.

A Índia pôs o pior terrorismo de Estado em ação para quebrar o espírito dos Caxemires e esmagar sua luta legítima. Toda a máquina estatal indiana está envolvida nesses indescritíveis crimes contra a humanidade. As mais de 900.000 forças de ocupação indianas continuam a aterrorizar os caxemires por meio de ataques à identidade e cultura caxemires por meio de mudanças demográficas ilegais e marginalização econômica.

As ações indianas, destinadas a converter a maioria muçulmana dos IIOJK em minoria em sua própria terra, violam as resoluções do CSNU e o direito internacional, incluindo a 4ª Convenção de Genebra.
O padrão de atrocidades em curso nos IIOJK reflete a agenda 'hindutva' anti-paz e anti-muçulmana do sistema extremista do RSS-BJP. A Índia não retribuiu os esforços do Paquistão por paz e estabilidade. Através de suas maquinações, a Índia desestabilizou toda a região. As medidas ilegais e unilaterais tomadas pela Índia foram rejeitadas pelo Paquistão e pela Caxemira.

A paz, a segurança e o desenvolvimento duradouros na região dependem da resolução pacífica da disputa de Jammu e Caxemira. É imperativo que a Índia permita que os caxemires exerçam seu direito à autodeterminação por meio de um plebiscito livre e imparcial sob os auspícios das Nações Unidas sem mais prevaricação.

Como um 'Embaixador da Caxemira', garanto que o Paquistão continuará a oferecer todo o apoio possível aos nossos irmãos e irmãs da Caxemira. É hora de a comunidade internacional responsabilizar a Índia por seus crimes hediondos nos IIOJK e trabalhar para uma solução justa e pacífica da disputa de Jammu e Caxemira conforme as Resoluções do Conselho de Segurança da ONU e as aspirações do povo da Caxemira.
Leave A Reply

DANNTEC ENGENHARIA