Theme Layout

Theme Translation

Trending Posts Display

Home Layout Display

Posts Title Display



404

Página não encontrada

Início
Regionalização da saúde muda o patamar da assistência no interior do Estado 
O Hospital Estadual do Centro-Norte Goiano (HCN), inaugurado em dezembro de 2021, conseguiu realizar um feito histórico para a população da região. Em cinco meses de funcionamento, a unidade atingiu a marca de mil cirurgias realizadas no complexo, fato que, sem dúvida, reflete na assistência à saúde em Goiás, pois desafoga outros centros hospitalares que, antes implementação da estratégia de regionalização da saúde proposta pela Governo do Estado, tinham que atender à demanda de pacientes de cidades mais afastadas. 

“Com a regionalização da saúde, houve uma inversão no fluxo te atendimento. Agora, muitas localidades que antes não eram atendidas podem contar com assistência médica e cirúrgica. Na unidade, por exemplo, a maioria dos pacientes atendidos é da região do Centro-Norte, mas também atendemos munícipes de outras regiões”, relata o diretor técnico e cirurgião geral do HCN, Virgílio Cardoso Moreno.

Com perfil de atendimento para casos de alta complexidade, o HCN, inclusive, está conseguindo diminuir a fila de espera para procedimentos cirúrgicos. “Estamos operando pacientes que estavam aguardando, pois muitos precisavam de um hospital com o nosso padrão de atendimento na região, que possui equipes e tecnologias necessárias para dar suporte a casos mais complexos”, complementa Moreno. 

Especialidades variadas 

Outro fator atribuído ao sucesso das mil cirurgias realizadas em tão pouco tempo de funcionamento está relacionado à equipe multiprofissional do HCN, que no caso do corpo clínico e cirúrgico oferece suporte aos pacientes com diversas especialidades. 

“Com nossa equipe multiprofissional conseguimos atender a muitos casos de alta complexidade. Um dado, por exemplo, que temos percebido e que tem chamado bastante atenção é o número de pneumonias graves, adquiridas na comunidade, em crianças. Há um alto índice de casos que evoluem com piora clínica para a necessidade de abordagem cirúrgica”, explica o diretor técnico. 

Nesse sentido, vale destacar que o HCN tem conseguido êxito na recuperação de diversos pacientes graves. Isso se deve, principalmente, à tecnologia de videocirurgia torácica oferecida na unidade, inédita na região. O procedimento, minimamente invasivo, proporciona mais segurança e um pós-operatório mais rápido, fato que contribui, inclusive, para uma otimização na logística do fluxo hospitalar. 

Crescimento contínuo 

Outra informação importante é que as novidades não param no HCN. Em breve, a unidade irá ampliar ainda mais seus serviços e especialidades. “Por incrível que pareça, ainda estamos em processo de implantação e ampliação. Está no nosso projeto implementar a Oncologia e a Neurocirurgia, por exemplo, entre outros serviços para a saúde da população.  Então, estes números expressivos que alcançamos são apenas o começo”, destaca Moreno. 

Ainda sobre o crescimento do complexo, em alguns dias, o HCN irá inaugurar uma Clínica de Enfermaria Obstétrica, espaço que funcionará de forma semelhante à maternidade, além de uma UTI Neonatal com 10 leitos e a Unidade de Cuidados Intensivos Neonatais (UCIN) com mais cinco acomodações. “Essas são as principais novidades imediatas que vamos começar", comenta João Batista da Cunha, diretor assistencial da unidade.

Por fim, a direção reforça que a população do Centro-Norte Goiano e de outras regiões do entorno podem contar com o suporte da unidade. “Devido ao perfil assistencial do hospital, pacientes graves não precisam mais ser transferidos para outras cidades. Estamos prontos para fornecer a assistência necessária”, finaliza Getro de Oliveira Pádua, diretor-geral do Instituto de Medicina, Estudos e Desenvolvimento (Imed), organização social que administra o HCN.


Assessoria de Comunicação:
Wandy Ribeiro 
E-mail: wandyribeiro@ecco.inf.br 

Leave A Reply

DANNTEC ENGENHARIA