Theme Layout

Theme Translation

Trending Posts Display

Home Layout Display

Posts Title Display





IESB

404

Página não encontrada

Início
Baixas temperaturas para maior conforto pós-operatório, e prazo ideal para conquista do resultado real fazem do mês de férias o queridinho entre as mulheres que querem estar belas no verão

Planejamento. Essa é a palavra de ordem da médica e cirurgiã plástica Shirlei Perillo (CRM 9889-GO/RQE 7237), especializada em contorno corporal e que trabalha há mais de 15 anos cuidando de mulheres que buscam a sua melhor versão. Ela faz coro aos dados oficiais da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), que apontam  aumento de até 50%, podendo chegar a 60% em algumas regiões do país, na procura por cirurgias plásticas durante o mês de julho. 


Oficialmente, no hemisfério sul, o inverno começa em 21 de junho, e segue até 22 de setembro, mas é julho o mês considerado oficial da cirurgia plástica, destacando o inverno como o momento ideal para dar o pontapé inicial no projeto verão. Shirlei explica que existem alguns fatores muito importantes na escolha das mulheres, mas tudo está relacionado ao planejamento minucioso que envolve aproveitar as férias escolares das crianças, o conforto térmico proporcionado pelo clima mais ameno e o tempo para um resultado definitivo da plástica que pode levar até três meses. 


"As mães, que são a maioria no meu consultório, vivem uma rotina de múltiplas funções. São 'mãetoristas', empresárias, trabalhadoras em tempo integral, e as férias dão a elas a oportunidade de tirar um tempo para si", detalha. Contudo, ainda existe o fator do conforto térmico. Muito embora nosso inverno não seja rígido, de acordo com a médica, é possível tirar proveito disso para casos de lipoescultura ou mamoplastias, que é imprescindível o uso de malhas no pós cirúrgico, além do uso de roupas mais largas e longas durante esse período, pois "ajudam a deixar o uso das meias de compressão para evitar trombose mais discreto".  


Shirlei garante que não tem uma indicação clínica relacionada ao clima para realização de qualquer cirurgia, inclusive as plásticas. Os números representam, de fato, questões comportamentais. No entanto, ela lembra que, durante o inverno, a dilatação dos vasos sanguíneos e a retenção de líquidos tendem a ser menores, o que torna o inchaço decorrente da cirurgia menos incômodo e mais tolerável. 


 O planejamento para realizar uma cirurgia plástica chega também na busca pelo resultado definitivo na época certa . "O pós-cirúrgico é um momento delicado, a mulher fica inchada e a recuperação total pode levar de dois a três meses para que o resultado da plástica apareça de fato", lembra Shirlei, ao ressaltar que, é em dezembro que essas pessoas se programam para ir à praia e com a operação em julho conseguem tempo para se recuperar e ficar pronta para o biquine e para as fotos. 



Shirlei gosta de ressaltar que o melhor momento para a cirurgia é quando o paciente pode, deseja e se organiza para isso. "A plástica é o terceiro ato da conquista do bem-estar, é a cereja do bolo, e deve ser feita com uma equipe preparada. Envolve um processo  de mudança de hábitos e de auto-conhecimento", fala ao lembrar também de forma muito realista, que  o processo cirúrgico é invasivo e o pós-operatório é sempre doloroso.



Crédito: Maxyne Barcel


Leave A Reply

DANNTEC ENGENHARIA