Theme Layout

Theme Translation

Trending Posts Display

Home Layout Display

Posts Title Display





404

Página não encontrada

Início


Nos últimos 36 anos o jornalista Walter Brito, entrevistou todos os presidentes brasileiros, inclusive o ex-presidente Lula (foto de Ricardo Stuckert)


Por Eunicinha Lourenço

A eleição após dois anos e meio de pandemia será uma grande surpresa em que o negro e a mulher serão protagonistas. O Jornalista Walter Brito (PROS/SP) candidato a deputado federal com o número 9093, ja está entre os dez mais citados em todas as pesquisas feitas no Estado de São Paulo nos últimos 30 dias.

Trabalhador aguerrido, dono de uma das melhores trajetórias entre os que disputam a Câmara Federal no Estado de São Paulo, em seu discurso ele afirma: "Digite no Google Jornalista Walter Brito e em seguida Imagens. Lá você vai perceber que não perco para nenhum dos candidatos à Presidência da República", provoca estrategicamente o candidato a deputado federal. 

A filha de italianos Marcia Venturini e o negro e jornalista Walter Brito. A dupla com seus megafones percorrem diversos bairros de São Paulo e cidades do interior do Estado, quando apresentam suas propostas, na defesa da causa negra, da cultura e da mulher


Neste sentido, o jornalista percorreu nos últimos dois anos todas as regiões do Estado de São Paulo, especialmente os 39 municípios do Vale do Paraíba, onde tem muitos amigos e cabos eleitorais voluntários, tanto no corpo a corpo como nas redes sociais. Ao seu lado nos últimos 20 dias, Marcia Venturini (PROS/SP) candidata a deputada estadual com o número 90700.

Na foto, a saudosa Prêmio Nobel da Paz, Wangari Muta Maathai e o amigo e jornalista Walter Brito. Nas mãos de Wangari, o livro Memórias de uma família negra brasileira de autoria do jornalista Walter Brito. Capa do artista plástico Siron Franco, prefácio do poeta e compositor Antonio Victor e apresentação do membro da Academia Brasileira de Letras e ex- presidente do Brasil José Sarney.


A dupla de candidatos neste período tornou-se conhecida de forma muito forte na Rua Augusta e na Avenida Paulista, bem como no bairro Liberdade e nas Praças da Sé e João Mendes no centro nervoso de São Paulo. O melhor, os dois estão sempre com os seus megafones em punho, o que transformou-se na marca diferenciada na cidade de São Paulo. A loira descendente de italiano e o afrodescendente goiano radicado na Pauliceia há dois anos estão sendo notícia na internet, nos jornais dos bairros e até das favelas de São Paulo. 

O Jornalista Walter Brito e a  amiga e Rainha da noite em São Paulo, a Lílian Gonçalves, filha do eterno cantor das multidões Nelson Gonçalves


Na última sexta eles tiveram contato com centenas de pessoas quando distribuíram juntos 3 mil 'santinhos' em um só dia, de mão em mão nas seguintes localidades: pela manhã no Conjunto Nacional na Paulista.  Das 14 horas até às 18 horas na Praça da Sé, Praça João Mendes e Bairro da Liberdade. 

Jornalista Walter Brito e a Rainha do Jongo em Guaratinguetá -SP, a enfermeira Lúcia Maria de Oliveira. A história de 150 anos de resistência do Jongo, foi incluída no livro de WB: Memórias de uma família negra brasileira. O avô de Lúcia foi o precursor da linda história do Jongo.


À noite, a dupla esteve na Vila Mariana e em seguida na Vila Madalena, um dos points da vida noturna de São Paulo. Nesta seara da vida noturna, os dois estiveram no início da semana passada em quatro casas noturnas da Rainha da Noite de São Paulo, no Bairro Santa Cecília, onde falaram com a própria e em seguida com funcionários e clientes: "Bar do Nelson, Siga La Vaca, Japan Tower, e jantaram no final da noite no Frango Com Tudo. Já na Zona Leste, principalmente nos bairros de Tatuapé e Vila Formosa, o parceiro do Jornalista é o famoso criminalista afrodescendente, o doutor José Carlos Ricardo (PROS/SP) -número 90009. O dr. José é um combatente inconteste do racismo estrutural no Judiciário. 

O Rei Pelé recebe no Palácio do Planalto, o primeiro abraço como Ministro dos Esportes, do amigo e jornalista Walter Brito.


Em Guarulhos, a parceria do Jornalista Walter Brito se dá com o sambista e líder do Sam Balancê. Ricardo Moura (PROS/SP) candidato a deputado estadual, cujo número é 90258. Ricardo é deficiente físico e tem como uma de suas bandeiras a causa PCD. Ainda em Guarulhos, o Jornalista Walter Brito tem parceria também com a Jane Galvão (PROS/SP) candidata a deputada estadual - 90077. Jane tem como bandeira o empreendedorismo feminino. Estilista, empresária da moda feminina, foi ela que vestiu as atrizes da Globo na novela Caminho das Índias.

No Vale do Paraíba, o parceiro do Jornalista é o empresário da área de concessionária de automóveis e proprietário da Bosco Automóveis em Lorena. Bosco trabalhou desde infante no comércio nas principais cidades do Vale do Paraíba, por isso ele lutará pela Região do Vale do Paraíba elaborando leis que favoreçam Lorena e as demais cidades do Vale do Paraíba e se articulando junto ao governo do Estado e o governo federal para levar indústrias para Lorena e cercanias. 

Numa reunião importante sobre o pleito do dia 2 de outubro, o jornalista Walter Brito de gravata, entre a Carmem Severino, presidente do Conselho de Ética das Favelas do Brasil e o advogado criminalista, o dr. José Carlos


Sabemos ainda que a mulher foi a psicóloga e o equilíbrio das quase 686 mil famílias que perderam seus entes queridos para a Covid-19, pois o homem não tem o mesmo equilíbrio da mulher na hora da perda de um ente querido de forma repentina. 

No que se refere à economia, a mulher, principalmente a mulher de classes média e média baixa, ajudaram de forma efetiva a levar comida para casa, quando seus esposos perderam seus empregos, diminuíram seus ganhos, ou suas empresas faliram. A mulher, que era só dona de casa, tornou-se salgadeira, ajudante de enfermagem, cuidadora de idosos, cozinheira e empregada doméstica, diarista, cabeleireira, costureira, entre outras. Por isso, a mulher certamente dobrará sua participação na política em todos os cargos na eleição de 2022, pois é ela a protagonista da pandemia.

O presidente do PROS, Eurípedes Júnior, acusado de não repassar recursos do fundo eleitoral para negros e mulheres


Por outro lado, o racismo estrutural que impede o negro de avançar, inclusos os partidos políticos como o PROS, que não cumpriu a lei liberando recursos para candidatos negros. O jornalista Walter Brito, apesar de ter chances reais de se eleger deputado federal pelo Estado mais importante da federação, foi perseguido pelo presidente do PROS, o senhor Eurípedes Júnior, que liberou até mais de R$ 1.000.000 (um milhão de reais de reais) para candidato a deputado federal sem nenhuma chance de se eleger, enquanto que o jornalista que é o único negro candidato a deputado federal, não recebeu e, segundo informações da própria mãe do presidente, a ex-prefeita de Planaltina de Goiás e membro de muita força no partido, a Pastora Aparecida. Ela disse para o próprio jornalista negro: "Você não receberá nada para sua campanha". 

Entrevistado pela reportagem o jornalista Walter Brito disse: "Deus escreve certo por linhas certas, nós é que não sabemos ler direito. A nossa campanha é franciscana, por isso os nossos dois megafones, o meu e o de minha amiga Márcia Venturini hão de passar para a história da política nacional. Mesmo negado fundo partidário para mim, a Márcia Venturini e todos os meus candidatos a deputados estaduais, ainda assim seguimos combatendo o bom combate e o faremos até às 17 horas do dia 2 de outubro. 

Contudo, não podemos nos calar. Convoco jornalistas de todos os veículos de comunicação do Estado de São Paulo para uma entrevista coletiva sobre o racismo do PROS, na próxima quarta-feira, 21/9. A pauta é o impedimento do único candidato a deputado federal negro de receber seus recursos, devido ao racismo estrutural comandado pelo senhor Eurípedes Júnior, além do preconceito contra a mulher que também não recebeu recursos do fundo eleitoral do PROS. "Para onde irão os R$ 91.000.000,00 (noventa e um milhões) do Fundo Partidário, senhor Eurípedes Júnior?" 

Certamente, durante a coletiva que ocorrerá nesta quarta-feira em um elegante hotel da Zona Sul de São Paulo, o nosso advogado entrará com um recurso contra a nefasta atitude do senhor Eurípedes, que também será acionado por meio de fundamentos da Lei contra o racismo, a Lei CAÓ, número 7716/1989 Contatos para a coletiva, sob a coordenação da senhora Carla Severino, presidente do Conselho de Favelas do Brasil, por meio dos celulares: (61996624395 e (11)987050945


Leave A Reply

DANNTEC ENGENHARIA