CJ Selecta certifica produtores parceiros que seguem padrões socioambientais na produção de soja

Iniciativa é mais uma ação da empresa que objetiva reduzir os principais impactos econômicos, sociais e ambientais na cadeia produtiva do grão



A CJ Selecta deu mais um passo no seu compromisso de produzir de forma mais sustentável com padrões e controles, só que desta vez indo além das suas estruturas e chegando até os produtores de soja que são seus parceiros como fornecedores de matéria-prima. Por meio de uma certificação reconhecida globalmente, a companhia quer garantir a transparência em todo o ciclo de produção e reconhecer as boas práticas dos fornecedores do grão. 

Integrante do quadro de cooperação da Associação Internacional de Soja Responsável (RTRS) desde 2016, neste ano de 2022, a companhia, que é uma das principais fabricantes de produtos derivados de soja no mundo, iniciou um trabalho de auditorias nas fazendas dos seus fornecedores de soja com o objetivo de conceder a certificação Round Table on Responsible Soy (RTRS). O documento atesta que as produções do grão seguem padrões corretos e ainda garante que a soja comercializada pelas propriedades tenha um valor diferenciado em relação aos produtos não certificados.

Dividida em três etapas, a iniciativa contou com treinamentos, capacitações técnicas e ligações realizadas pela equipe da empresa de consultoria Produzindo Certo em cidades dos estados de Minas Gerais e Goiás. No total, foram analisados 96.500 hectares, em 46 visitas a produtores de 12 municípios.

A gerente de ESG da CJ Selecta, Patricia Sugui, ressalta que entre os meses de maio e agosto, o número de adesões ao programa teve um aumento, o que contribuiu para o número elevado de visitas.

“Essa certificação é uma ferramenta que vai ao encontro da nossa proposta de gestão e estratégia sustentável globalmente reconhecida pela sociedade. É um importante instrumento de agregação de valor para clientes e fornecedores da nossa companhia, que está engajada na política ESG, contribuindo e reconhecendo as boas práticas agrícolas, sociais e ambientais dos produtores de soja”, frisa Patricia.

A primeira etapa ocorreu no mês de agosto, na qual os consultores promoveram uma auditoria em toda cadeia de custódia da empresa, que compreende o ciclo que vai desde a produção até a chegada dos produtos nos portos. Nessa fase, foram feitos diagnósticos e verificações dos padrões e controles de recebimento da soja certificada, além da expedição dos produtos originados da soja física também certificada.

Em setembro, na segunda etapa, ocorreram 17 auditorias internas em fazendas de produtores de soja para verificar alguns requisitos padrão. Durante 40 horas, foram observadas práticas trabalhistas, atendimento à legislação, cuidados com o meio ambiente e boas práticas agrícolas. A terceira e última etapa, no mês de outubro, abrangeu as auditorias de certificação, que foram promovidas no departamento de ESG da empresa - área que faz a gestão de todo o grupo de produtores para verificar o cumprimento dos requisitos.

Patrícia destaca que os resultados do primeiro grupo auditado foram muito satisfatórios. “Neste primeiro trabalho de auditoria, certificamos nossa unidade industrial de Araguari, em Minas Gerais, a cadeia de custódia, que compreende todo o ciclo de produção, e nove fazendas de produtores de soja”, explica a gerente de ESG da CJ Selecta.

Agenda sustentável

Comprometida com o desenvolvimento sustentável em toda sua cadeia de produção, a CJ Selecta tem investido em ações e projetos que valorizam a postura responsável nas questões ESG de seus negócios. Um exemplo recente deste compromisso é o Monitor Sustentabilidade integrado ao sistema ERP SAP, que foi lançado no mês de setembro.

Responsável pelo bloqueio automático e sistêmico de fornecedores de soja que não estejam em conformidade com a política de sustentabilidade empregada pela empresa, a tecnologia foi idealizada para diminuir possíveis falhas nas etapas de controle, cadastro e verificação socioambiental.  

Neste ano, a companhia também lançou o aplicativo Soy Trace, desenvolvido para dar acesso aos clientes, de modo prático, a documentos e informações sobre a rastreabilidade nas produções, desde a origem até o embarque do produto final. Todas essas novidades integram o portfólio de ideias sustentáveis da empresa, que almeja atingir 100% de rastreabilidade de seus fornecedores diretos até 2023 e ter 100% das áreas agrícolas auditadas in loco até 2025.

O CEO da CJ Selecta, Guilherme Tancredi enfatiza que o objetivo é reduzir continuamente os impactos sociais e ambientais negativos e criar cenários positivos em toda a cadeia de valor. “A CJ Selecta já possui a certificação ProTerra, que garante transparência, responsabilidade socioambiental e rastreabilidade em toda a cadeia de fornecimento de soja; e estamos em conformidade com os regulamentos europeus para alimentação humana e animal com o selo Não-OGM, que retifica que os nossos produtos estão livre de organismos geneticamente modificados. Agora com oferta da certificação RTRS pela empresa, queremos assegurar que a soja seja produzida em condições ambientalmente corretas, socialmente justas e economicamente viáveis, com zero desmatamento e zero conversão”, destaca Tancredi.

Sobre a CJ Selecta

Desde 1984, a CJ Selecta atua com pioneirismo na fabricação de produtos derivados de soja para diversos segmentos. Com sede em Uberlândia (MG), uma unidade industrial em Araguari (MG), um escritório comercial em São Paulo (SP) e várias filiais espalhadas pelo Brasil, a companhia é hoje umas das maiores exportadoras de Concentrado de Proteico de Soja (SPC, na sigla em inglês soy protein concentrate), com fontes de soja transgênica e não-transgênica.

Em 2017, a empresa passou por uma grande transformação após ter seu controle operacional adquirido pelo grupo sul coreano CJ CheilJedang. Até então conhecida como Sementes Selecta, a companhia passa a se chamar CJ Selecta, tornando-se parte de um dos maiores conglomerados do mundo em alimentos, produtos farmacêuticos, biotecnologia, entretenimento, mídia, compras para casa e logística.

Hoje, a companhia faz parte da CJ Bio Division, líder global em biociência a partir do desenvolvimento de produtos que atendem às necessidades do cliente com base na biotecnologia sustentável. Com foco em oferecer soluções ambientalmente amigáveis, nos últimos 50 anos a empresa vem trabalhando no desenvolvimento de tecnologias de ponta para microorganismos, se tornando referência no mercado de aminoácidos alimentares e nucleotídeos fermentados para alimentos.

Mais informações: https://www.cjselecta.com.br/ 

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Canaã Telecom