Mercado de máquinas agrícolas cresce e Agritech acompanha evolução, com boas perspectivas para 2023

 Empresa pretende lançar, na Agrishow 2023, um trator para agricultura familiar, fator que aumentam as expectativas por bons resultados no próximo ano



As vendas de máquinas agrícolas fecham o ano de 2022 com a sexta alta consecutiva, de acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), com um total de faturamento de R$ 92 bilhões para este ano. Para a entidade, o segmento se expande desde 2016, com altas excepcionais observadas entre os anos de 2020 e 2022.

Na avaliação da entidade, mesmo com a pandemia, que prejudicou a logística global dos fornecedores, 2022 foi um ano satisfatório com alta de 20% sobre o ano passado. Em razão dessa desorganização das entregas, o mercado deixou de crescer na velocidade que vinha apresentando. Para 2023, a demanda deve seguir estável, com margens menores, mas com boas perspectivas. 

A previsão, para a indústria nacional do setor, é crescer entre 10% a 15%. A porcentagem está dentro da margem esperada pela Agritech – pioneira na indústria brasileira ao fabricar linhas de tratores, microtratores e implementos agrícolas voltados para a agricultura familiar.

“Nossos parâmetros de crescimento estão dentro das expectativas nacionais. A Agritech tem a pretensão de crescer até 15% no ano que vem”, afirma o Coordenador de Vendas/Marketing da Agritech, Cesar Roberto Guimarães de Oliveira. Para ele, o carro-chefe na liderança de vendas irá continuar com o modelo da série 1155, que atende a variadas culturas.

Lançamento, consórcio e financiamento Agritech devem impulsionar segmento

Ainda de acordo com o Coordenador, o lançamento de um trator previsto para a Agrishow 2023 deve impulsionar ainda mais o crescimento das vendas.

Além disso, Oliveira acredita que o consórcio também deve aquecer o setor. Ele diz que o número de novos consorciados, em todos os segmentos, cresceu 326,5% no acumulado dos cinco últimos anos. “Diante disso, a Agritech tem investido esforços de ofertas para aquisição dos equipamentos por meio de consórcio e, também, por meio da longa e consolidada parceria com o banco de fábricas da empresa, o DLL”, aponta.

Os tratores da Agritech são equipados com motores ultramodernos que atendem às exigências das normas internacionais de emissões de poluente e baixo ruído, de acordo com o programa MAR-1 (Máquinas Agrícolas e Rodoviárias – Fase 1).

A empresa possui uma linha completa de tratores e microtratores entre 14CV e 82CV voltada para o produtor rural, que pode ser utilizada nas mais variadas culturas, entre elas, a fruticultura, citricultura, cafeicultura, cultura de grãos e cereais, entre outros.

Sobre a Agritech

A Agritech Lavrale – Divisão Agritech é pioneira na indústria brasileira ao fabricar linhas de tratores, microtratores e implementos agrícolas voltadas para a agricultura familiar. No final de 2014 a empresa atingiu a marca de 100 mil tratores produzidos pela sua fábrica, em Indaiatuba (SP). A Agritech faz parte do Grupo Stédile e surgiu com a cisão da Yanmar do Brasil. O Grupo Stédile, de Caxias do Sul (RS), é um dos mais respeitados conglomerados industriais do Brasil e engloba a empresa Agrale S.A.

Para saber mais: www.agritech.ind.br

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Canaã Telecom