HCN se reúne com SMMA e IFG de Uruaçu sobre ações sustentáveis

O hospital realizou reuniões com diversos agentes a fim de discutir ações sustentáveis e possíveis parcerias em busca da saúde ambiental

 

HCN, Secretária Municipal do Meio Ambiente e o Instituto Federal de Goiás de Uruaçu em busca da saúde ambiental


No dia 16 de março, foi celebrado o Dia Nacional da Conscientização sobre as Mudanças Climáticas, data criada em 2011 com o intuito de viabilizar debates e mobilizações em torno de alternativas mais sustentáveis para diversas áreas. A mudança climática é um dos problemas mais urgentes que enfrentamos no mundo nos dias de hoje, por isso a necessidade de implantar a sustentabilidade como um dos pilares de qualquer instituição de saúde.

Levando em consideração essas questões tão importantes, a equipe do Hospital Estadual do Centro-Norte Goiano (HCN) organizou visitas à Secretaria Municipal de Meio Ambiente e ao Instituto Federal de Goiás (IFG) de Uruaçu, além de visitar o lixão e conversar com os catadores de materiais recicláveis do município, a fim de discutir ações sustentáveis e possíveis parcerias em prol do meio ambiente. Todas as visitas foram acompanhadas pela Dra. Karina Pavão, consultora de sustentabilidade/ESG do Instituto de Medicina, Estudos e Desenvolvimento (IMED), responsável pela gerência do HCN.

Durante a primeira visita, foi realizada uma reunião em que o secretário municipal do meio ambiente, Rogério Pacheco, apresentou os projetos que Secretaria Municipal de Meio Ambiente já possui e outros de preservação que estão em andamento no município de Uruaçu. Além disso, foi discutida durante a reunião a questão dos resíduos sólidos do município e do hospital, a fim de buscar um gerenciamento de resíduos de forma mais sustentável e adequado.

“Um dos grandes desafios é a questão dos resíduos sólidos dos serviços de saúde, que contém em parte materiais infectantes que devem ser descartados e tratados corretamente. Mas, apesar disso, a grande maioria dos resíduos dos serviços de saúde são comuns e podem ser reciclados”, afirma a consultora de sustentabilidade/ESG do IMED.

Logo após, foi realizada também uma visita ao lixão de Uruaçu, o qual existe um projeto de montar um centro de triagem adequado, reforçando os processos de reciclagem e demonstrando como é feito o manejo do lixo produzido pelo município de Uruaçu. Além disso, a equipe do IMED e do HCN conversou com os catadores de materiais recicláveis a fim de valorizar e apoiar o importante e difícil trabalho que esse grupo vulnerável exerce para toda sociedade, pensando em estratégias de como o HCN pode ajudá-los.

Na segunda visita, foram apresentadas as ações sustentáveis que o IFG já desenvolve e foram discutidas possíveis parcerias conjuntas com o HCN, voltadas ao reaproveitamento de materiais recicláveis para a construção civil. Durante essa reunião, também foi discutido o projeto do IFG, junto com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e o HCN, para promover a Semana do Meio Ambiente, que terá como intuito disseminar informações à população sobre os impactos das mudanças climáticas na saúde e ressaltar a importância dos povos indígenas e dos produtores locais de Uruaçu na preservação do meio ambiente.

“Estamos fazendo todo um trabalho dentro dos hospitais geridos pelo IMED, em especial o HCN, para trazer esse olhar da sustentabilidade em todos os processos das unidades. Mas não adianta olharmos apenas para dentro dos hospitais, precisamos ver também pra onde vão esses resíduos. Essas visitas foram realizadas com o intuito de pensar em parcerias para melhorarmos essas questões junto com a comunidade local e fazermos uma articulação que acompanhe o descarte correto e o tratamento final desse lixo”, completa a consultora de sustentabilidade/ ESG.

Estavam presentes, em ambas as reuniões, o biólogo e assessor técnico, Arthur Guimarães; o gestor técnico da empresa Carbono Zero, Carlos Santiago; o gerente de facilities do HCN, Pedro Vitor; a enfermeira do Núcleo de Vigilância Epidemiológica do HCN, Fhadya Costa; o produtor cultural, Márcio Alves, e a diretoria do IFG.

 

Ações sustentáveis do HCN

O IMED busca trabalhar com os pilares do ESG (Ambiental, Social e Governança Corporativa), alinhando suas ações aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da ONU – agenda 2030, a fim de minimizar sua pegada (medida que calcula a emissão) de carbono frente às mudanças climáticas.

Por isso, o HCN se tornou o segundo hospital público do Brasil com sistema de monitoramento de utilities, com painel de controle para acompanhar o consumo de água e energia. Além disso, a unidade tem implantado ações com maior sustentabilidade ambiental, como uso racional de água, eficiência energética, gerenciamento adequado de resíduos sólidos, criação de indicadores socioambientais, cálculo da pegada de carbono e da emissão de gases de efeito estufa dos hospitais, entre outras.

Todas essas ações têm o intuito de mitigar a pegada de carbono da unidade, promovendo a saúde dos usuários com maior qualidade de vida e bem-estar, mas também cuidando da saúde do nosso planeta.

 

Assessoria de Comunicação do HCN

Victor Weber – victor.weber@ecco.inf.br

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Canaã Telecom