Prepare-se para o Enem com aulas gratuitas de redação

Com 110 vagas disponíveis, aulas serão ministradas na BNB, que funcionará das 8h às 14h durante o feriado e na sexta-feira | Foto: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília
Com 110 vagas disponíveis, aulas serão ministradas na BNB, que funcionará das 8h às 14h durante o feriado e na sexta-feira - Foto: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília

Biblioteca Nacional de Brasília funcionará no feriado e na sexta (3), oferecendo treinamentos de 150 minutos com dicas para quem quer se dar bem na prova

Agência Brasília* | Edição: Chico Neto

A Biblioteca Nacional de Brasília (BNB) vai abrir no feriado de Finados, quinta-feira (2), e no dia seguinte, sexta-feira (3), para dois aulões de redação voltados para o Enem. Os encontros serão no período da manhã, de 9h às 11h30, no auditório da instituição, gerida pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal (Secec).Com 110 vagas disponíveis, aulas serão ministradas na BNB, que funcionará das 8h às 14h durante o feriado e na sexta-feira | Foto: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília

As pessoas interessadas devem fazer inscrições prévias em formulário na bio do perfil da BNB no Instagram. São 110 vagas. Nesses dias, a BNB funcionará das 8h às 14h para estudos, empréstimos e devoluções.

"O peso da redação é fundamental no exame", lembra a professora Joana Melo, que vai ministrar as aulas. "Seu formato tem guiado inclusive outros processos seletivos no Brasil. O Enem criou essa proposta de intervenção, em que você deve argumentar a fim de dar solução para um problema proposto."

Graduada em letras e história pela UnB, com pós-graduação em metodologia do ensino da língua Portuguesa, Joana atua há dez anos como professora de redação, literatura e interpretação de texto e como avaliadora de redações de diversos processos seletivos no Brasil.

Preparação

"Eu os deixo bem à vontade, mas recomendo que vejam qual é o tema da redação assim que abram o caderno de provas" Joana Melo, professora

A professora recomenda a presença em ambas as aulas, durante as quais serão apresentados os critérios de correção do texto, que têm como eixos ortografia e gramática, repertório sociocultural, argumentação, coesão e intervenção. Cada uma dessas cinco competências vale 200 pontos, o que perfaz 1.000 no total.

Joana ressalta que a redação precisa ser pensada em uma estratégia de prova. Segundo ela, há estudantes que preferem fazê-la no início, enquanto outros escolhem algum momento intermediário e os demais só se dedicam à redação no final do exame. "Eu os deixo bem à vontade quanto a isso, mas recomendo que vejam qual é o tema da redação assim que abram o caderno de provas; isso é fundamental", orienta.

Além de explicar a tipologia dissertativa-argumentativa, sinalizada como a melhor abordagem na construção do texto, Joana atenta que tomar logo conhecimento do tema da redação ajuda a amadurecer as ideias para encontrar a melhor forma de escrever o texto. Durante os aulões, que terão exercícios, a professora dará várias dicas de como evitar erros que podem zerar a redação.

Serviço

Aulões de redação para o Enem

→ Quinta (2) e sexta (3), das 9h às 11h30, no auditório da Biblioteca Nacional de Brasília
Inscrições aqui.

*Com informações da Biblioteca Nacional de Brasília

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Canaã Telecom