Crescimento de Goiás deve chegar a 6%, quase o dobro da média nacional que deve ser de 3,3%

Prefeitura de Goiânia

Estado lança programa de liberdade econômica para desburocratizar e acelerar industrialização nos próximos anos


Enquanto a previsão de crescimento do Brasil para 2023 não deve ultrapassar os 3,3%, o estado de Goiás avança além disso. Até setembro deste ano o estado já acumulava 4,8% do crescimento do PIB e, segundo o governador do estado, Ronaldo Caiado (União Brasil - GO) deve superar os 6%.

Por Brasil 61
"O estado de Goiás é hoje uma referência nessa área dos programas sociais, emprego, diminuição da pobreza e ao mesmo tempo, os investimentos que mostram que o estado está com crescimento de 6% ao ano – coisa que o Brasil não tem conseguido. Goiás hoje está com as ações acima daquilo que o Brasil se propõe a fazer"

Números acima da média nacional

O crescimento da indústria no estado já reflete nos números da economia. O estado atingiu o maior número da história em pessoas ocupadas — são 3,8 milhões. E o desemprego caiu a 5,9%, o menor índice desde 2014. Em 2022 o crescimento de Goiás chegou a 6,6%, muito maior que a média nacional que atingiu os 3,1%. Os números são do Instituto Mauro Borges de Pesquisa. O diretor-executivo do instituto, Eric Figueiredo, destaca os resultados positivos do ano.

"Geralmente quando você cresce, eleva-se muito o nível da atividade e você tem uma dificuldade em manter o ritmo de crescimento. Para a nossa surpresa, 2023 vem acumulando bons resultados. Os serviços já acumulam 7%, a indústria 4%, agro está batendo quase 11%."

É a reunião desses dados individuais que faz com o que resultado geral será calculado, explica o diretor.

Programa Estadual de Liberdade Econômica

Em coletiva de imprensa nesta quinta-feira (14) no palácio do governo, em Goiânia, Caiado lançou o Programa Estadual de Liberdade Econômica — um conjunto de medidas sem custo fiscal para acelerar a atividade econômica de Goiás. O projeto nasceu da lei de liberdade econômica, definindo qual a abrangência da lei no estado. A proposta é que seja a mais abrangente de todas as unidades federativas.

O projeto inclui:
  • concessão de alvarás automáticos
  • menos burocracia
  • mais facilidade e agilidade para abertura de novos negócios

Futuro político

A três anos das eleições presidenciais, o governador de Goiás — que já foi duas vezes eleito deputado federal e uma vez senador e agora está em seu segundo mandato — figura como uma possibilidade para ocupar a cadeira da Presidência da República em 2027. O apoio das entidades privadas ele tem, como do presidente da Associação Brasileira Pró-Desenvolvimento Regional Sustentável (Adial), Herculano Anghinetti.

"Competência e talento ele tem como gestor. Como político ele já demonstrou nos seus mandatos como deputado federal, senador e duas vezes governador. Tudo que o setor produtivo precisa é de que os governos não atrapalhem O maior fomento ao desenvolvimento econômico é a não ingerência do governo em ações que não são da sua competência."

O governador já expressou publicamente a vontade de ocupar o maior cargo do executivo nacional, mas disse que a decisão não depende só dele.

Emerson Tormann

Técnico Industrial em Elétrica e Eletrônica com especialização em Tecnologia da Informação e Comunicação. Editor chefe na Atualidade Política Comunicação e Marketing Digital Ltda. Jornalista e Diagramador - DRT 10580/DF. Sites: https://etormann.tk e https://atualidadepolitica.com.br

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
GDF
Bio Caldo - Quit Alimentos
Canaã Telecom