Governo anuncia 3,6 milhões de vagas em escolas de tempo integral até 2026

Ministro Paulo Pimenta (Foto Agência Brasil)
Ministro Paulo Pimenta (Foto Agência Brasil)

"Todos os anos nós vamos abrir 1 milhão de vagas", disse Paulo Pimenta. Segundo ele, as cidades que receberão o programa e o número de vagas em cada uma delas já foram definidos 


Por Brasil 24/7 

O ministro da Secretaria de Comunicação Social (Secom) da Presidência da República, Paulo Pimenta, anunciou neste domingo (31) à TV 247 que a partir de março de 2024, o governo Lula (PT) abrirá 1 milhão de vagas por ano para crianças em escolas de tempo integral, pretendendo alcançar 3,6 milhões de vagas até 2026. Segundo relatou o ministro, escolas de tempo integral são a principal demanda das mulheres que chefiam famílias, principalmente nas periferias.

"Isso virou hoje uma questão-chave para a vida dela, porque ela deixa a criança no colégio de manhã e como é que ela vai trabalhar o dia inteiro? Quem é que busca a criança ao meio-dia? Como é que resolve o almoço? Aí tem o problema da segurança. Durante a tarde ela não sabe onde está o seu filho, sua filha. Então ela trabalha de turno ou não trabalha, ou algum adolescente da família vai ter que deixar de trabalhar para buscar o irmão mais novo". 

Diante deste cenário, o governo federal vai criar vagas para ensino em tempo integral. Os estudantes terão acesso, além das aulas, à prática de esportes e cultura. Pimenta também antecipou que as cidades que receberão o programa e a quantidade de vagas por município já estão definidas. O ministro ainda lembrou do programa que vai garantir a partir de 2024 uma bolsa de permanência dos estudantes no Ensino Médio. "É outro programa importantíssimo. Hoje nós temos um altíssimo índice de evasão do Ensino Médio. O jovem de periferia chegar ao Ensino Médio hoje é uma enorme vitória, mas se ficar até o final, ele vai ter um 'pé de meia'. 

Esse é o nome do programa: "Pé de Meia", que vai acumulando. No primeiro ano ele pode tirar um pouquinho, no segundo, e no terceiro ele recebe o dinheiro, que é um 'pé de meia' para ele ir para uma faculdade ou enveredar por outro caminho". Ele citou também a criança de 100 novos institutos federais em 2024, "e vamos fazê-los voltados para o Ensino Médio integrado, que tu sai com uma profissão. Vamos investir muito pesado na formação profissional no nível médio. Isso dialoga diretamente com a juventude e consegue criar um profissional pronto para o mercado de trabalho, que está exigindo e pedindo esse profissional".

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
GDF
Bio Caldo - Quit Alimentos
Canaã Telecom