MEIs terão consultoria especializada para dar longevidade aos negócios

Todos os microempreendedores individuais e pequenas empresas (MEIs e MPEs) podem se inscrever no programa Salve um Negócio | Foto: Joel Rodrigues/Agência Brasília
Todos os microempreendedores individuais e pequenas empresas (MEIs e MPEs) podem se inscrever no programa Salve um Negócio | Foto: Joel Rodrigues/Agência Brasília

Programa Salve um Negócio oferta 50 vagas para empresários que desejam ter acesso a consultorias e mentorias gratuitas


Victor Fuzeira, da Agência Brasília | Edição: Carolina Lobo

Nova no ramo empresarial, Jennifer Nogueira, de 28 anos, viu no programa Salve um Negócio, do Governo do Distrito Federal (GDF), uma oportunidade para ajudar a realizar o sonho da mãe de expandir seu negócio, que há 7 anos comanda uma lanchonete no Setor Bancário Sul. Por meio da iniciativa, vinculada à Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti-DF), a empresária terá acesso a ajuda especializada para enfrentar os desafios do gerenciamento do seu negócio.

"Quero ajudar minha mãe a fazer com que a lanchonete dela passe a ter franquias. Para isso, preciso da ajuda de pessoas mais experientes, empresários maiores e consolidados", explica a empresária, que já se inscreveu para participar do programa, cuja permissão é dar longevidade às micro e pequenas empresas do DF.

O secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Leonardo Reisman, avalia que o projeto, ao garantir vida longa às empresas participantes, evita que as pequenas empresas encerrem as atividades e contribui para o desenvolvimento da economia local. "Com o projeto, nós pretendemos, sobretudo, estimular e fortalecer a utilização de novas tecnologias e ferramentas pelas empresas e incentivar a geração de emprego e renda", destaca.

Quem pode participar

Assim como Jennifer, podem se inscrever no Salve um Negócio todos os microempreendedores individuais e pequenas empresas – MEIs e MPEs. "Não há restrição, o público-alvo do programa é todo MEI ou pequeno empresário que esteja com algum tipo de gargalo na empresa que não consegue solucionar. É uma alternativa de resolução de problemas que não onera o empresário", explica Caio Leal, um dos idealizadores do projeto.

Segundo o organizador, as consultorias serão realizadas por empresas juniores da capital, com o apoio de um empresário já consolidado. "O objetivo é oferecer mentoria especializada para esses empresários, com diagnóstico dos problemas de cada negócio, seleção e priorização dos desafios, construção de estratégias para resolução dos problemas e execução do plano de ação", detalha.

O Salve um Negócio oferece, ao todo, 18 horas de consultorias especializada e personalizada aos 50 empresários selecionados. Após 30 dias, os participantes passarão por uma análise de impacto, a fim de identificar se os desafios sinalizados na etapa de diagnóstico foram superados.

Como participar

Para participar, é preciso preencher um formulário disponível no site do Salve um Negócio, informando os seguintes dados: nome da empresa; Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ); nome do representante legal; e telefone para contato.

No ato da inscrição, o candidato também deverá escolher duas das quatro áreas em que deseja receber consultoria, sendo elas financeiro, marketing, gente/gestão e inovação tecnológica. As vagas são limitadas a 50 postos e todas as inscrições serão analisadas pela organização da sociedade civil (OSC) selecionada para a execução do projeto.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
GDF
Bio Caldo - Quit Alimentos
Canaã Telecom