Verão: calor intenso pode piorar sintomas das varizes, alerta cirurgiã vascular

 

Com a chegada do verão, muitas pessoas começam a notar uma piora nos sintomas das varizes, que se tornam mais evidentes e incômodas. Segundo a Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular (SBACV), há um aumento de 30% nas queixas relacionadas a esse problema durante os períodos mais quentes do ano.


Segundo a Dra. Cristienne Souza, angiologista e cirurgiã vascular da clínica Venous, as altas temperaturas resultam na dilatação das veias, desacelerando o fluxo sanguíneo do nosso organismo. “Esse processo mais lento gera uma sobrecarga na circulação venosa, retardando a drenagem do sangue de volta ao coração. Além disso, a exposição prolongada ao sol desidrata a pele, comprometendo a sua elasticidade e a eficácia da circulação sanguínea, intensificando os sintomas das varizes”, explica.


O desconforto geralmente se intensifica ao longo do dia, especialmente à tarde, e os pacientes experimentam sensações como edema e inchaço nos membros inferiores, além de peso, ardência e queimação. Então, como aproveitar o sol sem prejudicar a saúde vascular? A resposta envolve medidas simples, mas eficazes. “Além da aplicação regular de protetor solar a cada 3 horas e da hidratação, recomenda-se evitar exposição prolongada ao sol e buscar ambientes mais frescos e com sombra”, compartilha a especialista. 


Permanecer muito tempo na mesma posição também pode prejudicar na circulação sanguínea. “É importante andar e se alongar para estimular a circulação de sangue. Também recomenda-se praticar caminhadas durante as primeiras horas da manhã ou no final da tarde, quando as temperaturas estão mais amenas.” Outras recomendações incluem evitar alimentos com muito sal, industrializados ou ultraprocessados, uma vez que favorecem ainda mais a retenção de líquido, completa a angiologista e cirurgiã vascular da clínica Venous.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
GDF
Bio Caldo - Quit Alimentos
Canaã Telecom