Mototurismo: especialista dá dicas para quem quer viajar sobre duas rodas neste verão

 


O mototurismo está em alta, conquistando corações e acelerando emoções pelo mundo afora. A sensação de liberdade, vento no rosto e estradas se desenrolando à frente têm atraído um número crescente de aventureiros, impulsionando o crescimento dessa modalidade de viagem que é uma forma única de explorar novos lugares. 


A ideia é deixar para trás o convencional e abraçar a experiência única de pilotar, sendo a combinação perfeita entre viagem e aventura sobre duas rodas, explica Maurílio Matos, especialista em motos e sócio da Ducati Brasília. “Ao contrário das viagens tradicionais, o foco está na experiência de pilotar, permitindo uma conexão mais íntima com o cenário ao redor. É uma fusão de aventura, adrenalina e descobertas, proporcionando aos viajantes uma perspectiva diferente de destinos familiares.” 


Os destinos para mototurismo são diversos, abrangendo desde trilhas off-road até estradas sinuosas que cortam montanhas. Ao planejar uma viagem de moto, é muito importante considerar o tipo de terreno que será enfrentado e a distância total a ser percorrida, para escolher uma motocicleta adequada. “Na hora de escolher o tipo de moto ideal, a regra é clara: adapte-se ao terreno. Motos Custom, Esportivas e Nakeds são adequadas para estradas bem pavimentadas, enquanto as motos trail encaram qualquer aventura, seja on-road ou off-road”, compartilha Maurílio. 


A essência dessa modalidade está em descobrir lugares especiais e paisagens escondidas; Com um itinerário flexível, é possível chegar a destinos surpreendentes, como vilarejos pitorescos e vistas panorâmicas. As estradas menos percorridas conduzem para descobertas inesperadas ao longo do caminho, e cada estação do ano oferece uma paisagem diferente, proporcionando aos motociclistas experiências únicas e distintas em cada período.


A primeira viagem de moto pode gerar ansiedade e dúvidas em alguns motociclistas. Por isso, realizar um planejamento é uma excelente maneira de se preparar para pegar a estrada. O especialista separa dicas valiosas para uma viagem em segurança:


1. Utilize equipamentos de proteção adequados ao clima que vai enfrentar- Escolha equipamentos de alta qualidade que além de oferecer boa proteção em quedas, também trazem conforto ao viajante durante a viagem. Em caso de uma viagem com frio e chuva, opte por capacete com sistema anti embaçante, jaqueta, luvas, calças e botas à prova d'água são indispensáveis para conforto e segurança; Em caso de viagem com clima quente, opte por equipamentos ventilados que aumentam o conforto e o calor excessivo que leva a desidratação; 



2. Faça a revisão da moto em uma boa oficina - Antes de partir, faça uma revisão completa da moto e informe à oficina que fará uma viagem e quantos quilômetros irá rodar. Assim, o mecânico compreende o que precisa ser verificado e preventivamente trocado para evitar dificuldades na estrada. Verifique também se os pneus, relação e pastilhas de freio irão suportar com margem de segurança a distância que será percorrida;


3. Respeite as regras de trânsito - Esteja ciente e respeite as leis de trânsito locais em cada região que visitar. Mantenha-se atento às placas de sinalização e evite realizar "gatos". Ao realizar esse tipo de manobra, o motociclista pode se deparar com uma situação inesperada e perigosa;


4. Realize paradas estratégicas - Planeje paradas regulares para descanso, hidratação e alongamento. Parar a cada 200 quilômetros percorridos é uma boa dica. Evite a fadiga excessiva, que pode comprometer a concentração;


6. Plano de viagem - Estude as possibilidades de rotas e planeje o abastecimento de acordo com a autonomia da sua moto. Pesquise por hotéis para passar a noite, mas esteja pronto para imprevistos e mudanças de planos. Pesquise e marque quais atrações e cenários cinematográficos podem ser encontrados ao longo da viagem;


7. Compartilhe seu roteiro - Informe alguém de confiança sobre o seu itinerário, incluindo destinos e datas previstas. É possível também compartilhar sua localização em tempo real ou usar equipamentos específicos de localização por GPS, que pode ser acionado com um botão em caso de acidente;


8. Comunicação em grupo- Se estiver viajando em grupo, utilize dispositivos de comunicação, conhecidos como intercomunicadores, para facilitar a interação entre os integrantes durante a viagem e avisar sobre perigos na estrada e paradas. Estabeleçam sinais claros para situações específicas e mantenham distância segura para eventuais frenagens de emergência.


E por último, considere que tudo é uma aventura, até as adversidades. Você terá boas histórias para contar. Divirta-se!


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
GDF
Bio Caldo - Quit Alimentos
Canaã Telecom