Deputado Federal Gilvan Máximo propõe medidas para impulsionar turismo e eventos no Brasil

Nova lei retoma e reformula incentivos do Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos (PERSE) - Foto: MTur

Programa busca aumentar fluxo turístico para competir com atrações internacionais


O setor de turismo e eventos no Brasil recebeu um importante impulso com a sanção da lei que mantém o Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos (PERSE). Enquanto o setor comemora essa vitória, o Deputado Federal Gilvan Máximo apresentou novas propostas para fortalecer ainda mais o mercado turístico nacional.

Em entrevista ao Site Atualidade Política, o deputado Máximo enfatizou a necessidade de incentivar o turismo interno e atrair mais visitantes estrangeiros. Uma de suas propostas mais inovadoras é um projeto de lei que visa proporcionar a estudantes do ensino médio a oportunidade de conhecer Brasília:

"Eu apresentei um projeto de lei para que o governo federal possa bancar as passagens e hotel dos estudantes do segundo grau no ensino médio para que eles possam vir a Brasília conhecer a capital. Por ano, 400.000 alunos podem conhecer a capital da República", explicou o deputado.

O parlamentar também destacou a discrepância entre o número de turistas que o Brasil recebe em comparação com outras atrações mundiais:

"É um absurdo nós recebermos menos turistas do que o elevador da Torre Eiffel. O elevador da torre Eiffel na França recebe mais turistas do que o Brasil. O Brasil recebe 6 milhões, o elevador recebe 8 milhões", afirmou Máximo, ressaltando a necessidade de medidas urgentes para impulsionar o setor.

"Turismo é emprego na veia", salienta Gilvan Máximo ao jornalista Emerson Tormann em evento que celebra a continuidade do PERSE  - Foto: Atualidade Politica

Estas propostas vêm em um momento crucial para o setor de eventos e turismo, que comemora a manutenção do PERSE. O programa, que estava ameaçado de extinção no início do ano, foi preservado após intensa mobilização do setor e negociações no Congresso Nacional.

A continuidade do PERSE garante a desoneração das empresas do setor, permitindo a manutenção do planejamento previsto sem custos fiscais adicionais para este ano. A nova lei também inclui melhorias no controle e gestão do programa, evitando o mau uso dos benefícios e proporcionando maior equilíbrio fiscal.

Com estas medidas e as novas propostas apresentadas pelo Deputado Gilvan Máximo, o setor de turismo e eventos no Brasil pode estar prestes a experimentar um significativo crescimento, gerando mais empregos e impulsionando a economia nacional.

Emerson Tormann

Técnico Industrial em Elétrica e Eletrônica com especialização em Tecnologia da Informação e Comunicação. Editor chefe na Atualidade Política Comunicação e Marketing Digital Ltda. Jornalista e Diagramador - DRT 10580/DF. Sites: https://etormann.tk e https://atualidadepolitica.com.br

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Bio Caldo - Quit Alimentos
Canaã Telecom