-->

Theme Layout

Theme Translation

Trending Posts Display

Home Layout Display

Posts Title Display

404

Página não encontrada

Início

Em sua última carta enviada ao clero dia 23/09, Dom José Aparecido, administrador diocesano da Arquidiocese de Brasília, comunicou a decisão de não realizar, este ano, a tradicional festa de Nossa Senhora Aparecida na Esplanada dos Ministérios no dia 12 de outubro. Há 23 anos, a imagem da Santa começou a peregrinar pela Esplanada dos Ministérios, mas devido à situação de pandemia em que vivemos causado pela COVID-19, a programação teve alterações

Foto: Renato Alves.

A solenidade foi transferida para a Catedral de Brasília, onde haverá três missas ao longo dia. Na parte da manhã, às 9h00, a missa será presidida por Dom José Aparecido; às 12h, a missa será presidida por Dom Joel Portella, secretário-geral da CNBB e às 18h00, o celebrante é Dom Marcony, bispo Auxiliar de Brasília. A oração do Terço e o Ofício de Nossa Senhora cantado, será às 15h00.

Tendo em vista que a capacidade da Catedral é de 360 lugares, será disponibilizado 120 lugares, respeitando o distanciamento social. Para participar das celebrações na Catedral, é preciso fazer o agendamento através do WhatsApp (61) 3224 4073 ou por e-mail: catedraldebrasilia@catedral.org.br.

Foto: Marcos Paulo.

Nas paróquias, também haverá programação em horário multiplicado, como acontece aos domingos, para que todo o povo fiel celebre o dia da Santíssima Mãe de Deus, Nossa Senhora Aparecida.

No vídeo, Dom José explica como será as celebrações do dia 12 de outubro, veja:

 



Em preparação à festa da padroeira do Brasil e de Brasília, a Catedral de Brasília reza o novenário, iniciado dia 03/10 e vai até o dia 11/10. Os horários são: de segunda a sexta às 12h15; sábado e domingo às 10h30.


Baixe a Novena completa aqui

ARQUIDIOCESE DE BRASILIA

NOVENÁRIO DE NOSSA SENHORA APARECIDA 2020

CATEDRAL METROPOLITANA NOSSA SENHORA APARECIDA

 

ORAÇÃO INICIAL A NOSSA SENHORA APARECIDA

Ó incomparável Senhora da Conceição Aparecida. Mãe de meu Deus, Rainha dos Anjos, Advogada dos pecadores, Refúgio e Consolação dos aflitos e atribulados. Ó Virgem Santíssima, cheia de poder e bondade, lançai sobre nós um olhar favorável, para que sejamos socorridos em todas as necessidades. Lembrai-vos, clementíssima Mãe Aparecida, que não se consta que de todos os que têm a vós recorrido, invocado vosso santíssimo nome e implorado vossa singular proteção, fosse por vós algum abandonado. Animado com esta confiança a vós recorro: tomo-vos de hoje para sempre por minha Mãe, minha protetora, minha consolação e guia minha esperança e minha luz na hora da morte. Assim pois, Senhora, livrai-me de tudo o que possa ofender-vos e a vosso Filho meu Redentor e Senhor Jesus Cristo. Virgem bendita preservai este vosso indigno servo, esta casa e seus habitantes, da peste, fome, guerra, raios, tempestades e outros perigos e males que nos possam flagelar. Soberana Senhora, dignai-vos dirigir-nos em todos os negócios espirituais e temporais; livrai-nos da tentação do demônio, para que, trilhando o caminho da virtude, pelos merecimentos da vossa puríssima Virgindade e do preciosismo Sangue de vosso Filho, vos possamos ver, amar e gozar na eterna glória, por todos os séculos dos séculos. Amém.

 

1º dia: Maria, mãe atenta às nossas necessidades.

A.: Iniciamos hoje a nossa caminhada de nove dias para bem celebrar a Solenidade de Nossa padroeira, a mãe amada, Senhora de Aparecida. Ela está sempre atenta às nossas necessidades e pronta para nos ajudar. Ouçamos com o coração o seu mandamento: Sua mãe disse aos que serviam: “Fazei tudo o que ele vos disser!” (Jo 2,5)

Todos: Mãe consoladora dos aflitos, conforte com sua presença aqueles que mais sofrem em nossos hospitais e em nossas casas: Interceda ao Pai e a seu Filho novamente o dom do Espírito Consolador para todos aqueles que neste momento estão necessitados.

P.: Oremos: Ó Mãe Aparecida, que gestastes em teu ventre o Verbo Divino, intercede por nós para permaneçamos firmes no seguimento e na vivência da Palavra. E que a teu exemplo sejamos fiéis e incansáveis no anúncio do Evangelho de Cristo a toda criatura.

Todos: Ó Senhora Aparecida, rogai por nós que recorremos a ti, porque nos confiamos agora e sempre aos teus cuidados maternais. Amém.

 

2º dia: Maria, mãe amável

A.: Contemplemos Maria, mulher amável, delicada, porém forte em todos os momentos; senhora de poucas e sábias palavras; serva fiel que foi corada Rainha do Céu.  Então Maria disse: Eis aqui a serva do Senhor! (Lc 1,38)

Todos: Ó minha Senhora Aparecida, Mãe amável, continue a nos inspirar na doce arte de nos tornar amáveis em momentos de apreensão; Inspirar palavras sábias que incentivem as pessoas na hora de solidão; inspirar sinais de preocupação para aqueles que estão muito aflitos; inspirar delicadeza e sorriso com gestos de simpatia para que ninguém se sinta estranho, abandonado ou desamparado.

P.: Oremos: Ó Mãe Aparecida, que experimentastes em teu coração o sumo bem e o puro amor,  inspira-nos palavras sábias que incentivem as pessoas na hora de solidão; inspira-nos sinais de preocupação com aqueles que estão muito aflitos; inspira-nos delicadeza e sorriso com gestos  de simpatia para que ninguém se sinta estranho, abandonado ou desamparado.

Todos: Ó Senhora Aparecida, rogai por nós que recorremos a ti, porque nos confiamos agora e sempre aos teus cuidados maternais. Amém.

 

3º dia: Maria, mãe virgem fiel

A. Aprendamos com Maria a crer e esperar em Deus que nos ama apesar de nossas faltas. E Maria disse:  A minha alma engrandece ao Senhor e meu espírito exulta em Deus, meu salvador.  (Lc 1, 46)

TodosÓ minha Senhora Aparecida, Mãe Virgem fiel, Vós sois a mãe que sempre nos incentivou a servir com perseverança, a rezar com constância, a viver da firmeza na fé, Que a nossa familiaridade com Jesus nos ajuda a reconhecer Deus, que é Pai, a rejeitar as imagens de um Deus distante, indiferente e vingativo, a crer no Pai que nos ama e que nos dá o Seu Espírito para nos tornar filhos no Filho, porque temos a certeza que crendo é que temos vida, e vida eterna.

P.: Oremos: Ó Mãe Aparecida, tu és a mãe que sempre nos incentivou a servir com perseverança, a rezar com constância, a viver da firmeza na fé. Que a nossa intimidade com Jesus nos ajude a reconhecer Deus que, como Pai, nos ama e nos dá o seu Espírito para nos tornar filhos no Filho e herdeiros da vida eterna.

Todos: Ó Senhora Aparecida, rogai por nós que recorremos a ti, porque nos confiamos agora e sempre aos teus cuidados maternais. Amém.

 

4º dia: Maria, mãe refúgio dos pecadores 

A.: Peçamos a intercessão diuturna de Maria pelas dores, pelas angústias e pelos sofrimentos da humanidade. Porque o Poderoso fez por mim  grandes coisas. Santo é o seu nome, e sua misericórdia se estende, de geração em geração, sobre aqueles que o temem. (Lc 1, 49-50)

Todos: Ó minha Senhora Aparecida, Mãe refúgio dos pecadoresabrace todos os seus filhos atribulados, que ninguém se sinta esquecido, não permita, neste momento, que esqueçamos daqueles que sofrem perto ou longe nós, pela insuportável injustiça da miséria, pelo escândalo de doenças que podem ser facilmente curadas, pela escravidão da dependência que o vício induz e provoca tornando-o aparentemente invencível

P.: Oremos: Ó Mãe Aparecida, abrace todos os seus filhos atribulados, que ninguém se sinta esquecido, não permita, neste momento, que esqueçamos daqueles que sofrem perto ou longe de nós, pelo absurdo da guerra, pela insuportável injustiça da miséria, pelo escândalo de doenças que podem ser facilmente curadas, pela escravidão da dependência que o vício induz e provoca.

Todos: Ó Senhora Aparecida, rogai por nós que recorremos a ti, porque nos confiamos agora e sempre aos teus cuidados maternais. Amém.

 

5º dia: Maria, mãe intercessora

A.: Neste quinto dia de nossa novena, recorramos confiantes a Nossa Mãe Aparecida que sempre se antecipa e intercede, ao Seu Filho Jesus, por nós, para que nunca nos falte a graça da alegria. Faltando o vinho, a mãe de Jesus lhe disse: “Eles não têm vinho!” (Jo 2, 3)

Todos: Ó minha Senhora Aparecida, Mãe intercessora nossa, vede a confiança de seus filhos e filhas e ajudai a crescermos na perseverança em nossas lutas atuais, para que certos de sua proteção reforcemos nossas esperanças. 

P.: Oremos: Ó Mãe Aparecida, que destes um sim incondicional a Deus para realizar seu plano de salvação para o homem, rogai para que sejamos diligentes e atentos às necessidades dos irmãos e resplandeça em nossas atitudes a caridade de Cristo.

Todos: Ó Senhora Aparecida, rogai por nós que recorremos a ti, porque nos confiamos agora e sempre aos teus cuidados maternais. Amém.

 

6º dia: Maria, mãe da Igreja

A.: Apareceu no céu um grande sinal: uma mulher vestida de sol, tendo a lua debaixo dos pés e, sobre a cabeça, uma coroa de doze estrelas.” (Ap. 12,1). No sexto dia da nossa novena olhemos para Maria, nossa mãe Aparecida, que é figura e modelo da Igreja. A ela confiemos todas as necessidades do Santo padre, da nossa Arquidiocese, do clero e de todos nós.

Todos: Ó minha Senhora Aparecida, Mãe auxílio dos cristãos, muitos dos seus filhos estão envolvidos no esforço exaustivo para curar os doentes, dai a eles força, paciência, bondade, saúde, paz.

P.: Oremos: Ó Mãe Aparecida, “tu és a figura da Igreja na ordem da fé, da caridade e da perfeita união com Cristo” és a rainha gloriosa, mãe de Jesus e de toda a humanidade, intercede pela santa Igreja, para que permaneça firme aos ensinamentos do Teu Filho amado na luta contra toda a cilada do mal. 

Todos: Ó Senhora Aparecida, rogai por nós que recorremos a ti, porque nos confiamos agora e sempre aos teus cuidados maternais. Amém.

 

7º dia: Maria, Mãe de Deus

A.: Neste sétimo dia da nossa novena recorramos a “Maria, não só como modelo e figura da Igreja”..., agradecidos a ela por “cooperar com o Filho  na regeneração e formação dos filhos e filhas da Igreja”  peçamos a sua mediação maternal, pois “Ela deu à luz um filho varão, que veio para governar todas as nações com cetro de ferro, mas o filho foi arrebatado para junto de Deus e do seu trono.” (Ap. 12, 5)

Todos: Ó minha Senhora Aparecida, Mãe de Deus e nossa, que nos destes a salvação eterna por meio de seu sim generoso, dai-nos contar sempre com a sua intercessão, principalmente diante dos sofrimentos vivenciados por conta desta pandemia.

P.: Oremos: Ó Mãe Aparecida, que cedestes seu seio virginal para trazer ao mundo a Salvação, intercedei por nós para que trilhemos o caminho de santidade que Cristo nos aponta e que a seu exemplo perseveremos no exercício cotidiano da vivência da fé, da esperança e da caridade.

Todos: Ó Senhora Aparecida, rogai por nós que recorremos a ti, porque nos confiamos agora e sempre aos teus cuidados maternais. Amém

 

8º dia: Maria, Rainha da paz

A.: “A tua direita está a rainha, ornada com ouro de ofir”. (Sl 45, 10) Hoje, com o coração repleto de esperança, aproximamo-nos de ti Maria, a nossa Rainha, Mãe de Deus e Virgem, Mãe Elevada aos Céus  que vela carinhosamente pelos seus filhos, pedindo que “lance os teus olhos sobre nós e guie o nosso caminho até ao porto sem tempestades do desejo bom de Deus”. 

Todos: Ó minha Senhora Aparecida, Rainha da paz, velai sobre todos aqueles que sofrem pelos absurdos das guerras em suas regiões diante dos sofrimentos gerados pelas enfermidades e suas consequências.

P.: Oremos: Ó Mãe Aparecida, que por viver em tudo a vontade do Pai, merecestes a glória do céu e lá foste coroada por seu divino Filho, rogai por nós caminheiros neste mundo, para que possam aprender de vós a servir a Deus com amor e um dia poder gozar as alegrias do céu. Que a seu exemplo pratiquemos as virtudes sempre buscando as coisas do alto.

Todos: Ó Senhora Aparecida, rogai por nós que recorremos a ti, porque nos confiamos agora e sempre aos teus cuidados maternais. Amém

 

9º dia: Maria, Mãe causa da nossa alegria

A.: “Todas as gerações a chamarão de bem-aventurada” Lc 1,48. Bem aventurada és tu, Maria, pois soubeste se doar totalmente a causa de Deus. À sua imitação, também nós, queremos a colocar à disposição de Deus toda a nossa vida. Mãe, causa da nossa alegria, abre o nosso coração e enche a nossa vida de esperança, fortalece a nossa convicção na fé cristã. Que a bênção de Deus nos ajude a sermos protagonistas, de uma história feliz, solidária, simples, trabalhadora e orgulhosa, mesmo nos momentos de tempestades e dificuldades.

Todos: Ó minha Senhora Aparecida, Mãe causa da nossa alegria, prepare nossos corações para a alegria, que a benção de Deus nos ajude a sermos protagonistas, de uma história feliz, solidária, simples, trabalhadora e orgulhosa, porque nossa terra é uma terra onde é muito bom viver.

P.: Oremos: Ó Mãe Aparecida, tu és “causa da nossa alegria, não somente porque gerou Jesus, mas porque nos envia continuamente a Ele” que a teu exemplo sigamos sempre o caminho dos mandamentos de Deus e fixemos os nossos corações onde se encontram as verdadeiras alegrias.

Todos: Ó Senhora Aparecida, rogai por nós que recorremos a ti, porque nos confiamos agora e sempre aos teus cuidados maternais. Amém



Histórico

Desde 1717, quando a Imagem de Nossa Senhora da Conceição apareceu nas redes de três pescadores, às margens do Rio Paraíba, a devoção à Mãe de Deus sob o título de Virgem Aparecida é cada vez maior, expressando a grande confiança que o povo brasileiro tem na mediação maternal de Maria junto a seu filho Jesus Cristo.

Essa devoção tornou-se tão forte em todo o País que, em 8 de setembro de 1904, por ordem do Papa Pio X, a Imagem foi solenemente coroada e proclamada como Rainha do Brasil. A partir de então, a Imagem passou a usar oficialmente a coroa ofertada pela Princesa Isabel, em 1884, e o manto azul-marinho. O título foi confirmado mais tarde, em 1930, quando o Papa Pio XI proclamou a Virgem Aparecida Padroeira do Brasil. Ao longo desses anos são inúmeras as graças e milagres concedidos por Deus em favor do povo brasileiro mediante a intercessão de Maria Santíssima.

Nossa Senhora foi também escolhida para ser Padroeira de Brasília, ainda à época da construção da cidade, uma vez que a devoção à Virgem sintetiza muito bem a fé de todas as pessoas que para cá vieram. A Imagem de Nossa Senhora Aparecida chegou aqui no dia 3 de maio de 1957, após ter visitado todas as capitais brasileiras.

EM BRASÍLIA

Vinte e três anos de peregrinação

A Arquidiocese de Brasília sempre celebrou a festa de Nossa Senhora Aparecida. Até a inauguração da Catedral de Brasília, as celebrações ocorriam nas paróquias e em destaque na paróquia Santo António. Em 1970 com a inauguração da Catedral a celebração de maior destaque se dava na mesma.

Até 1996, as missas da Padroeira do Brasil e de Brasília, Nossa Senhora Aparecida, eram realizadas dentro da Catedral Metropolitana. De lá para cá, a imagem da Santa começou a peregrinar pela Esplanada dos Ministérios, sempre nos dias 12 de outubro. E é assim há 23 anos.

O primeiro público de uma missa de Nossa Senhora Aparecida fora do templo somava cinco mil pessoas, como relata Dom Marcony, que era pároco da Catedral na época e hoje é Bispo Auxiliar da Arquidiocese de Brasília.

“Antes, era só uma missa. Quando eu entrei, em 1996, começamos a colocar Nossa Senhora para fora. Eu fazia uma missa para as crianças, de manhã; e, na parte da tarde, Dom Falcão celebrava na Catedral e a gente saía em procissão. Em 1997, a missa foi onde hoje é o estacionamento da Cúria e tinham lá cinco mil pessoas, que não caberiam dentro da Catedral”, conta Dom Marcony, ao relembrar dos tempos que Dom Falcão era arcebispo da capital.

Mesmo com as missas fora do templo, as celebrações eram muito simples. Rezava-se a Santa Missa e, em seguida, lá ia a Virgem Aparecida em procissão, acompanhada dos fiéis e de um carro de som, pelas ruas do centro do poder. Foi somente a partir de 1999 que foi montada a grande estrutura como se conhece hoje e foi, de fato, realizada a primeira missa na Esplanada. “Dom Falcão me deu o aval e fizemos a primeira missa ali no centro”, conta Dom Marcony.

Desde então, o primeiro momento da celebração é reservado às crianças, que coroam Nossa Senhora. Depois, vem à catequese e os brinquedos infláveis para que os pequenos também possam comemorar o seu dia com a mãe e senhora Aparecida.

Os jovens foram inseridos logo na programação e, até hoje, são responsáveis por encenações na Esplanada em louvor à mão de Deus. A oração do Ofício de Nossa Senhora sempre ficou com o Apostolado da Oração e a Legião de Maria. E o Rosário com os movimentos da Igreja. “Esta festa sempre juntou todo mundo para rezar”, lembra o Bispo Auxiliar.

E é a partir das 17h que se reúne todo o povo para participar da Santa Missa, sempre presidida pelo Cardeal. Depois da celebração, Nossa Senhora segue peregrina, em procissão, pela Esplanada. Como há 23 anos.

Leave A Reply

Blog do Paulo Roberto Melo

[name=Blog do Paulo Melo] [img=https://2.bp.blogspot.com/-SMQa2r91n1w/WxcuM5dFiAI/AAAAAAAAHbE/-xMkvHecaMMxZr2u27V4lWwHMKY6IgyqgCK4BGAYYCw/s0/BLOG-DO-PAULO-MELO-ELEI%25C3%2587OES-2018.png] [description=Sou formado em Gestão Pública pela UCDB e Gestão Empresarial na UNIPLAN, já cursei Ciência Política na UDF, trancando no 3° período. Também cursei Ciências Contábeis na UPIS.Tenho pos graduação em Gerenciamento de Projetos pela Uniandrade e MBA em Marketing pela FGV..] (facebook=Facebook.com) (twitter=Twitter.com) (instagram=Instagram.com) (bloglovin=Blogvin.com) (pinterest=Pinterest.com) (tumblr=Tumblr.com)