-->

Theme Layout

Theme Translation

Trending Posts Display

Home Layout Display

Posts Title Display

404

Página não encontrada

Início

O comandante da pasta da saúde, coleciona elogios da classe política, da comunidade médica e o respeito da população que o coloca no patamar dos secretários mais bem avaliados do governo Ibaneis


Depois do renomado médico-cirurgião, Jofran Frejat (falecido em dezembro do ano passado), que foi quatro vezes secretário de saúde e deputado por cinco mandatos, o farmacêutico bioquímico e secretário de saúde Osnei Okumoto se torna o segundo secretário mais popular do DF entre os auxiliares da primeira linha do governo Ibaneis Rocha.

Segundo levantamento feito pelo instituto Exata Opinião Pública no apagar das luzes de 2020, o chefe da pasta da saúde pública do DF, só perde em popularidade para a secretária e deputada federal, Celina Leão (PP).

A pesquisa aponta que Celina, que se encontra temporariamente afastada da Secretaria dos Esportes para votar na eleição da nova mesa-diretora da Câmara, que ocorre em fevereiro, lidera o ranking com 2,59% entre os secretários de Estado mais conhecidos da população.

Em segundo lugar está Osnei Okumoto que aparece com 1,53%.

A Exata também revela que depois de Celina e Okumoto os mais conhecidos da população do DF são: Anderson Torres da Segurança Pública, com 0,78%, e André Clemente da Economia com 0,70%.

Veja quem são os secretários com mais visibilidade popular:


A pesquisa também aponta os secretários que não pontuaram nada.

São eles: Cândido Teles Araújo (Agricultura), Cristiano Mangueira (DF-Legal, ex Agefis), Kedson Rocha (Secretário da Juventude), Roseane Estrela (Secretária Especial da Pessoa Deficiente); Severino Cajazeiras (Secretário de Atendimento a Comunidade) e Vitor Paulo, (Secretário de Relações Institucionais).

Nessa época de coronavírus só dá Okumoto, um especialista em gestão hospitalar.

Ele é quase uma unanimidade em meio as mais diversas opiniões dentro e fora do governo.

É visível o seu excelente trabalho como secretário de saúde, a frente da batalha para vencer a guerra planetária contra a covid 19.

É um técnico honesto e tarimbado, com vasta experiência amealhada durante o tempo que foi secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde.

Nos momentos mais críticos da pasta do DF, o farmacêutico bioquímico, convocado pelo governador Ibaneis Rocha, retornou ao cargo, por onde já havia passado no início do governo, para colocar ordem na saúde e fazer a diferença no combate à pandemia.

Okumoto restaurou a credibilidade da pasta. Montou um sistema de defesa colaborativa contra a covid com a participação dos profissionais de saúde e segue com o apoio dos servidores.

O “Plano Okumoto”, como já está sendo batizado o Plano Distrital de Vacinação contra a Covid-19, é a ação mais esperada pelos mais de 3 milhões de brasilienses.

Será posto em prática ainda neste primeiro trimestre de 2021, quado serão vacinados 600 mil moradores do DF divididos em quatro etapas, segundo o plano pilotado por Okumoto.

A primeira fase inclui trabalhadores da saúde, idosos com mais de 74 anos, pessoas com mais de 60, que estejam institucionalizadas e indígenas.

A segunda abarca pessoas de 60 a 74 anos. Já a terceira fase inclui pessoas com comorbidades. A quarta fase engloba professores e profissionais das forças de segurança, salvamento e de presídios.

“O DF está preparado para a imunização em massa e vamos ganhar essa guerra planetária”, garante o onipresente secretário seja nas ruas ou na TV.

“Vamos vencer graças a coragem e as medidas tomadas pelo governador Ibaneis Rocha que tornou o DF preparado para o combate da segunda onda de covid-19”, diz com convicção.

Já foram mobilizados 1,5 mil servidores em 169 salas de vacina espalhadas nas sete Regiões de Saúde.

Todas as salas estão equipadas, com 183 câmaras frias científicas para armazenamento de imunobiológicos e tem 7,8 milhões de agulhas e seringas.

Okumoto agora espera pelo imunizante liberado pela Anvisa. A previsão é que a vacinação em massa no DF pode acontecer entre 20 de janeiro e 10 de fevereiro.

Protagonista do maior desafio sanitário do mundo, que já matou mais de 4 mil pessoas no DF, Osnei Okumoto sai da sombra e do anonimato para se consolidar na posição como um dos mais importantes personagens do governo Ibaneis Rocha.

O mato-grossense Okumoto não é e nunca foi político. É um técnico fazendo o seu belo e importante trabalho em favor da vida.
Por Toni Duarte do Radar DF.
Leave A Reply

Blog do Paulo Roberto Melo

[name=Blog do Paulo Melo] [img=https://2.bp.blogspot.com/-SMQa2r91n1w/WxcuM5dFiAI/AAAAAAAAHbE/-xMkvHecaMMxZr2u27V4lWwHMKY6IgyqgCK4BGAYYCw/s0/BLOG-DO-PAULO-MELO-ELEI%25C3%2587OES-2018.png] [description=Sou formado em Gestão Pública pela UCDB e Gestão Empresarial na UNIPLAN, já cursei Ciência Política na UDF, trancando no 3° período. Também cursei Ciências Contábeis na UPIS.Tenho pos graduação em Gerenciamento de Projetos pela Uniandrade e MBA em Marketing pela FGV..] (facebook=Facebook.com) (twitter=Twitter.com) (instagram=Instagram.com) (bloglovin=Blogvin.com) (pinterest=Pinterest.com) (tumblr=Tumblr.com)