-->

Theme Layout

Theme Translation

Trending Posts Display

Home Layout Display

Posts Title Display

404

Página não encontrada

Início

O jejum é um método de perder peso eficaz e que tem sido utilizado por muitas pessoas. No entanto, para que produza efeito e seja adotado adequadamente é necessário seguir algumas regras. Para começar, você sabe o que é jejum intermitente? Nesta matéria do Blog do PAULO MELO, vamos explicar como funciona e quais as suas variações. Você saberá quem pode ou não seguir esse método de emagrecimento


O que é jejum intermitente?
Trata-se de um método de emagrecimento que intercala períodos de jejum com de alimentação. O principal objetivo dessa dieta é fazer com que o organismo gaste os estoques de gordura e, assim, ocorra uma perda considerável de massa gorda.
Quais são os tipos de jejum intermitente? Existem alguns protocolos do jejum intermitente, confira os mais utilizados.

Jejum de 12 horas
É o mais comum e o de melhor adaptação. Consiste em ficar 12 horas sem comer, que você pode incluir as 8 horas de sono. Nesse tipo você pode fazer 3 refeições durante o tempo de alimentação.

Sistema Leangains
Desenvolvido por Martin Berkhan e que propõe um jejum de 16 horas, com 8 horas de janela de alimentação para fazer suas refeições. Quem faz a dieta escolhe o melhor período do dia para o jejum.

Protocolo Coma — Pare — Coma
Esse é o sistema mais radical, no qual a pessoa fica 1 ou 2 dias da semana em completo jejum. Nesses dias, ela fará uma última refeição e só se alimentará novamente 24 horas depois.
 
O que comer na dieta intermitente?
É importante optar por alimentos que aumentem a saciedade e ricos em nutrientes nos períodos em que a alimentação é permitida. Veja:
proteínas com o mínimo de gordura;
cereais integrais (como arroz integral);
verduras;
legumes;
frutas com casca;
tubérculos, como batata-doce, inhame e mandioca.

No entanto, existem os alimentos que devem ser evitados. Confira:
cereais refinados (arroz branco, pão branco e massas);
doces;
alimentos muito industrializados;
refrigerantes.

Quais as diferenças entre homens e mulheres?
Os homens se adaptam mais facilmente que as mulheres a essa dieta. Isso ocorre devido à massa muscular ser maior no sexo masculino, tendo por consequência reservas maiores de glicogênio, fonte de energia utilizada durante o jejum.

O ideal para as mulheres é seguir uma dieta de até 12 horas e para os homens, a partir de 14 horas.

Quais as regras básicas do jejum intermitente?
Para o sucesso desse método de perda de peso, três regras básicas são necessárias:
Priorize uma alimentação forte

Isso quer dizer que suas refeições devem conter nutrientes, tais quais proteínas, vitaminas e carboidratos encontrados nos seguintes alimentos:
ovos;
carnes;
frutas;
sementes;
grãos, entre outros.

Outra dica importante é não exagerar nas refeições. A sugestão é comer depois do jejum como se não estivesse nele. Ou seja, não compense o tempo que ficou em jejum nas refeições.
Comece pelo mais fácil

A melhor maneira de começar o jejum intermitente é aproveitar as horas de sono, assim, você ficará dormindo por 8 horas do jejum.

A dica é começar pelo mais fácil e não por 16 horas, como alguns tentam e muitos não conseguem. Na verdade, você adaptará seu organismo a essa nova forma de se alimentar.
Entenda a sua sensação de fome

A maioria de nós não sabe quando está com fome ou com vontade de comer. A dieta intermitente é difícil inicialmente por isso. Até que chega um ponto que já é possível identificar uma e outra sensação.
Quem não pode fazer essa dieta?

Algumas pessoas não devem se submeter a esse tipo de dieta. No entanto, é importante ressaltar que qualquer pessoa que se submeta a ela deve passar por uma avaliação médica. Confira:
crianças;
idosos;
atletas de alta performance;
gestantes etc.
Entender bem o que é jejum intermitente é importante antes de optar por ela. Afinal, a restrição alimentar por longos períodos requer cuidados para não ocorrer desnutrição. É essencial também saber sobre a importância de buscar um especialista, como um nutricionista que tenha experiência nesse tipo de alimentação, pois ele deverá avaliar suas reais necessidades nutricionais.

A maior parte das pessoas faz jejum com objetivo de emagrecer. Mas existem outros benefícios do jejum intermitente que a ciência está explorando, seja o jejum de dia inteiro, em dias alternados e com restrição de tempo

Os cientistas especulam que os benefícios dos jejuns de curto prazo podem vir da pausa para o organismo que eles proporcionam, já que comendo constantemente o sistema digestivo está continuamente ativo e trabalhando.

1 – O jejum intermitente pode reduzir gordura da barriga
Pessoas com sobrepeso que podiam escolher qualquer período de 10 horas para comer, desde que se abstivessem de comer nas outras 14 horas do dia, viram uma redução na circunferência da cintura e na gordura abdominal visceral após 12 semanas, de acordo com um relatório do Cell Metabolism.

2 – Pode reduzir o risco de diabetes
O mesmo estudo referenciado acima também demonstrou o potencial do jejum intermitente para reduzir o risco de doenças metabólicas, como diabetes tipo 2 e doenças cardíacas.

3 – Pode reduzir a pressão arterial elevada
Em outro estudo, os participantes que praticavam o jejum intermitente de 16:8 sem contagem de calorias reduziram significativamente sua pressão arterial sistólica em comparação com um grupo de controle após 12 semanas.

4 – O jejum intermitente pode combater a inflamação
A inflamação é a maneira natural do corpo de combater infecções, doenças e lesões. Mas há outro tipo de inflamação, uma inflamação crônica que pode desencadear silenciosamente doenças cardíacas e diabetes. Vários estudos têm demonstrado que o jejum intermitente pode induzir um efeito antiinflamatório que reduz o risco dessas doenças metabólicas.

5 – O jejum intermitente pode ajudá-lo a viver mais
Estudos sugerem que outro dos benefícios do jejum intermitente é aumentar a expectativa de vida (sem necessariamente fazer redução drástica de calorias ingeridas). Em um estudo que comparou ratos que receberam acesso irrestrito à comida com ratos que foram alimentados em dias alternados, os ratos que jejuaram viveram 83% mais do que aqueles que se fartaram.
Leave A Reply

Blog do Paulo Roberto Melo

[name=Blog do Paulo Melo] [img=https://2.bp.blogspot.com/-SMQa2r91n1w/WxcuM5dFiAI/AAAAAAAAHbE/-xMkvHecaMMxZr2u27V4lWwHMKY6IgyqgCK4BGAYYCw/s0/BLOG-DO-PAULO-MELO-ELEI%25C3%2587OES-2018.png] [description=Sou formado em Gestão Pública pela UCDB e Gestão Empresarial na UNIPLAN, já cursei Ciência Política na UDF, trancando no 3° período. Também cursei Ciências Contábeis na UPIS.Tenho pos graduação em Gerenciamento de Projetos pela Uniandrade e MBA em Marketing pela FGV..] (facebook=Facebook.com) (twitter=Twitter.com) (instagram=Instagram.com) (bloglovin=Blogvin.com) (pinterest=Pinterest.com) (tumblr=Tumblr.com)