Theme Layout

Theme Translation

Trending Posts Display

Home Layout Display

Posts Title Display



404

Página não encontrada

Início



De 18 a 20 de novembro, quinta a domingo, a Praça da Catedral, em Janaúba, no Norte de Minas Gerais, vai se tornar reduto da sétima arte. O local receberá a Mostra Gorutuba de Cinema com exibições gratuitas de filmes ao ar livre, apresentações musicais e rodas de conversa. A iniciativa convida o Festival de Cinema do Paranoá (DF) para mostrar as produções premiadas na capital federal nas três últimas edições.

A Mostra Gorutuba de Cinema, que respeita todos os protocolos vigentes para evitar a disseminação da Covid-19, é uma realização da Arte em Movimento com recursos da Lei Aldir Blanc, através do Ministério do Turismo e Governo de Minas Gerais. De acordo com a cineasta e coordenadora da iniciativa, Patrícia Antunes, a intenção é aproximar o público de Janaúba e da região da produção do cinema nacional contemporâneo. "Queremos estimular a formação de plateia, promover o debate sobre cinema e ocasionar o resgate de importantes festivais realizados no Brasil, fazendo circular a linguagem cinematográfica no cotidiano das pessoas e das comunidades da região", explica.

A coordenadora afirma que a Mostra Gorutuba de Cinema deve entrar no calendário cultural da região. "Estamos construindo um evento contínuo e a cada ano queremos trazer um festival de cinema brasileiro como convidado especial, como nesta edição inaugural, que vai contar com o Festival de Cinema do Paranoá, de Brasília. A proposta é trazer coordenadores, cineastas e a grade de programação de grandes festivais de cinema que acontecem no Brasil para aproximar o público da cidade e região da cultura universal", conta.

Patrícia Antunes destaca que o Festival de Cinema do Paranoá foi idealizado e realizado por cineastas que pensam a cultura e o cinema com um olhar da periferia urbana e do interior do Brasil. "O objetivo deles está alinhado com o nosso, que é descentralizar a produção e a circulação do cinema brasileiro de curtas-metragens. A relevância do festival na capital federal pode ser comprovada com números, já que nas suas três primeiras edições, recebeu mais de 1000 inscrições e distribuiu quase trinta mil reais em prêmios para realizadores, diretores, produtores e cineastas de todo o Brasil", relata.

A identidade visual do festival foi criada pelo artista plástico Menote Cordeiro, que é de Janaúba. "Além do talento inegável e da marca que ficou maravilhosa, ter um artista da cidade conosco é, também, uma forma de valorizar a região. A Mostra Gorutuba de Cinema nasceu de um processo de reflexão sobre a realidade da região do Vale do Gorutuba, localizada no extremo da Região Norte do estado de Minas Gerais e recebeu este nome devido ao rio que corta a região homônima e é composta pelas cidades de Janaúba, Nova Porteirinha e Riacho dos Machados, sendo, Janaúba a maior cidade e o local escolhido para a realização da nossa mostra", revela.

Dia da Consciência Negra

No último dia do festival, 20 de novembro, é celebrado o Dia Nacional da Consciência Negra. Patrícia Antunes destaca que o evento é uma oportunidade de valorizar as riquezas culturais da região e proporcionar o acesso da população à sétima arte. "O Gorutubano, como comumente se costuma chamar a população endêmica da região, tem sua origem cultural com grande influência das comunidades remanescentes de quilombos existentes no vale do Rio Gorutuba, desde o século XVIII. Este território possui uma cultura popular extremamente rica e diversa, alimentando manifestações históricas que são aplaudidas por quem as conhece e profundamente estudada por pesquisadores de todo o mundo", salienta.

Para a cineasta, os baixos investimentos fizeram com que a herança cultural e histórica da região não se consolidasse no cenário mineiro e nacional das artes, sobretudo no cinema. "Não há eventos esporádicos e espaços fixos. Em Janaúba, por exemplo, não existe uma sala de cinema há aproximadamente 30 anos e nenhum festival de cinema se instalou por lá nos últimos anos. Vamos fazer uma roda de conversa que contará com quilombolas, representantes do poder público e cineastas. O objetivo é resgatar a história e ressaltar a importância do cinema", complementa.  

O bate papo, cujo tema é A história dos quilombolas e a importância do cinema na formação da sociedade, acontece a partir das 16h na Praça da Catedral. Cineastas, quilombolas e agente públicos participarão da roda de conversa. 

Programação da Mostra Gorutuba de Cinema:
Quinta-feira - 18 de novembro 

17h - Cortejo pelas ruas da cidade 

Concentração na Praça do Cristo. Caminhada pelas ruas da cidade até a Praça da Catedral com a participação do Circo Teatro Itinerante ''El Individuo''

19h30 - Abertura Oficial

20h - Exibição de filmes 

Sessão de abertura

LUIZ 

Ficção 16' – 2017 – São Paulo 

Direção: Alexandre Estevanato

Sinopse: O curta-metragem narra a história de uma família de classe média típica dos anos 1990. Ainda propõe uma reflexão sobre a importância de preservarmos o lado infantil que, na maioria das vezes, perdemos na fase adulta.

 

DÔNIARA

Ficção 17' – 2019 – Goiânia/GO

Direção e Roteiro: Kaco Olimpio

Sinopse: Iara se preocupa com o fim da água no mundo

Elenco: Doroty Marques

 

ARTE A METRO 

Documentário 14'– 2019 – Rio de Janeiro

Direção, roteiro e fotografia: Thiago Magalhães

Sinopse: O filme retrata o dia-a-dia de músicos independentes que se apresentam no metrô do Rio de Janeiro e os desafios que enfrentam para divulgar seu trabalho. Sua filosofia de vida e o modo como encaram a arte transformam os vagões em verdadeiros espaços de resistência da cultura, em tempos onde o conservadorismo está em voga.

Elenco: Felipe Lemos (Handpan) , Josimar Soares (BBoy) , Adriel da Cruz Araujo (BBoy) , Bruno Campos de Oliveira (BBoy) , Ana Carolina Barbosa (BGirl) , Mariana Lisandro (BGirl) , Rodney Miranda da Cruz (BBoy) , Erick Ventura (Sanfona) , Elias Rosa (percussão)

 

A PONTE 

Ficção 15' – 2017 - São Paulo

Direção: Rafa Câmara.

Sinopse: Uma comitiva de casamento e um cortejo fúnebre se encontram no meio de uma ponte, colocando o viúvo e o pai da noiva em um conflito prático e emocional para decidir quem passará primeiro. 

 

O GRANDE AMOR DE UM LOBO 

Documentário 12' – 2019 – Rio Grande do Norte

Direção e roteiro: Kennel Rogis e Adrianderson Barbosa    

Sinopse: Na busca pelo verdadeiro amor um jovem faz da realidade seu próprio filme. 

Elenco: Adrianderson Barbosa, Luíza Vitória

 

22h - Show Bruno e Fabiana (MPB e música regional)

 

Sexta-feira - 19 de novembro 

17h30 - Apresentação teatral 

Para público infantil, com Circo Teatro Itinerante ''El Individuo'', apresentando a peça ''Os descadeirados''

18h30 - Mostra de filmes infantis 

 

A PISCINA DE CAÍQUE

Ficção 15' – 2017 – Goiás

Direção: Raphael Gustavo da Silva

Sinopse:  Ficção brasileira que narra a história de um garoto que vive em uma região onde a falta de água e o calor é uma realidade constante. Caíque adora brincar na água, mas enquanto não ganha uma piscina, brinca de escorregar no piso molhado, até que percebe que falta algo na casa que é mais importante para sua família do que sua desejada piscina.

 

O MENINO LEÃO E A MENINA CORUJA

Ficção 16' – 2017 – Distrito Federal

Direção: Renan Montenegro

Sinopse: Esse é o universo das pessoas-animais, seres que misturam características humanas com as de outro animal. Quando filhotes, eles precisam estudar na Escola Filhote Selvagem, um lugar aonde o aprendizado vai muito além da sala de aula.

 

LILY'S HAIR

Ficção 15'– 2019 – Goiás

Direção: Raphael Gustavo Da Silva

Sinopse: Lily é uma garota negra que não gosta de seus cabelos. Com a ajuda de Caio, seu amigo cadeirante, tenta ter os cabelos do jeito que sempre sonhou.

 

MACACO ALBINO: SISO

Animação 6'– 2019  – São Paulo

Direção, roteiro e fotografia: Leandro Robles

Sinopse: Arrancar o dente do siso não é gostoso pra ninguém. Nem pro dentista, nem pro dono do dente. Porém, é necessário, e eles sabem disso. Nesta animação antológica e odontológica, Macaco Albino vai encarar uma dentista casca grossa e cheia de determinação, mas encantadora.

 

MEU MELHOR AMIGO

Animação 14' – 2018 – Minas Gerais

Direção: Laly Cataguases

Sinopse: Em uma viagem poética, um solitário menino dá vida ao seu melhor amigo.

Baseado no poema homônimo de Raphael Vieira, este curta é o 2º da trilogia Primeiras Impressões, todos com protagonistas infantis, cujo tema desta vez é a solidão, o sentir-se sozinho.

 

20h - Exibição de Filmes

Sessão Ativismo

 

MINHA MÃE, MINHA FILHA

Ficção  16' - 2017 - São Paulo

Direção: Alexandre Estevanato

Sinopse: O filme fala sobre Alzheimer e as complicações que a doença traz para o doente e a família.

Protagonizado pelas atrizes Eva Wilma e Helena Ranaldi, a obra tem ainda as participações de Guilherme Rodrigues e Marcella Magalhães

 

PERIPATÉTICO

Ficção 15' – 2017 -  São Paulo

Direção: Jessica Queiroz

Sinopse: Em meio às demandas do início da vida adulta, um evento histórico em maio de 2006 em São Paulo muda a vida de Simone, Thiana e Michel para sempre.

 

RISCADOS PELA MEMÓRIA

Ficção 20' – 2018 - Distrito Federal

Direção e roteiro: Alex Vidigal

Sinopse: O dono de um sebo de discos, em meio a uma compra de LPs de segunda mão, se depara com algo que vai muito além de uma aquisição trivial. 

Elenco: Velho – Antônio Pitanga Sofia – Gabrielle Lopes Bruna – Isabella Ferrari Pai de Sofia – Sérgio Sartório Velho "Novo" – Thiago Jorge Sofia Criança - Helena Naves

 

NANà

Ficção 25'– 2017 – Pernambuco

Direção: Rafael Amorim

Sinopse: Em um complexo portuário e industrial, a população enfrenta o processo de gentrificação do território. A resistência é a terra.

  

ESCOLA SEM SENTIDO 

Ficção 16' – 2019 – Distrito Federal

Direção e roteiro:  Thiago Foresti 

Sinopse: Chicão é um professor de história apaixonado pela profissão. Quando uma estudante filma as suas aulas e mostra para os pais, a conclusão é o medo de uma suposta doutrinação ideológica. O caso ganha proporções impensadas na escola e afeta a motivação do professor com o trabalho. Enquanto isso, uma mulher misteriosa faz reflexões sobre a situação de Chicão dentro da sala de aula.

Elenco: Wellingon Abreu, Pirita Regueira, Duda Castro

 

22h - Show da banda Os Pedritos  (rock nacional e internacional)

 

Sábado - 20 de novembro [Dia da Consciência Negra] 

 

16h - Roda de conversa: A história dos Quilombolas e a importância do Cinema na formação da sociedade.

Mediador: Luiz Claúdio Lopes da Silva (Mandela) 

Convidados: Carmelina - Quilombola Vereadora

         Ricardo - Servidor Público Federal

         Cecília - História da Vida dos remanescentes Quilombola

         Tia Nascimenta - Quilombola

         Patrícia Antunes - Cineasta

        Januário Jr - Cineasta

 

17h30 -  Apresentação cultural

- Dança do Pote  

- Batuque - Grupo de Lavadeiras  

 

18h30 - Exibição do filme convidado

Sessão especial consciência política

RAÇA - Documentário 104' – 2013 – Brasil/EUA 

Direção: Joel Zito Araújo e Megan Mylan

Sinopse: A obra discute a temática do racismo, das cotas, da invisibilidade do negro nos meios de comunicação e a questão das terras quilombolas a partir de três lideranças negras. 


21h - Exibição de filmes

Sessão especial Dia da Consciência Negra

 

FILHAS DE LAVADEIRAS

Documentário 22'– 2019 – Distrito Federal

Direção: Edileuza Penha de Souza 

Sinopse: Histórias de mulheres negras que, graças ao trabalho árduo de suas mães, puderam ir para a escola e refazer os caminhos trilhados por suas antecessoras. Suas memórias, alegrias e tristezas se fazem presentes como possibilidade de um novo destino, transformando o duro trabalho das lavadeiras em um espetáculo de vida e plenitude.

 

A PARTEIRA 

Documentário 20' – 2019 – Rio Grande do Norte

Direção e roteiro: Catarina Doolan

Sinopse: Donana, parteira com mais de meio século de ofício, representa a resistência da tradição e humanização ao parto na região de São Gonçalo do Amarante, no Rio Grande do Norte. Dona de uma personalidade forte, compartilha de sua sabedoria, adquirida ao longo de anos como parteira, mãe, mãe de santo, madrinha, mulher. Assim como a chanana, flor que brota em meio ao concreto e subestima por sua frágil aparência, Donana nos ensina a permanecer firmes apesar das adversidades da vida.

Elenco: José de Campos, Alexandra Medeiros e Larissa Mauro

 

A VIDA TEM DESSAS COISAS

Ficção 17' – 2016 – Distrito Federal

Direção: Januário JR

Sinopse: Uma ligação interurbana via orelhão, entre mãe e filho precisa acontecer. Porém, entre os dois, existe um mundo de circunstâncias e de fatos que vai além da distância que os separam e das coisas que essa distância não os permite vivenciar.

 

NEGUINHO

Ficção 23'– 2020 – Rio de Janeiro

Direção e Roteiro: Marçal Vianna

Direção de Produção: Érica de Freitas. Direção de Fotografia: Danilo do Carmo. Direção de Arte: Juliana Cassidy. Som Direto: Mariana Íssis. Edição de Som: Nelson Freitas. Montagem: Max Chagas. Trilha Sonora Original: Nelson Freitas e Tibério Azul. 

 Sinopse: Jéssica, mãe de Zeca, um menino da periferia que ganhou uma bolsa numa escola particular, é chamada para uma reunião com a professora do seu filho. Em um encontro cheio de farpas, reflexões e visões de mundo distintas, um veredicto é dado e o destino de Zeca precisará ser decidido.

 Elenco: Juliana França, Aisha Jambo, Pedro Moura e Carol Sims.

 

URSORTUDO

Ficção 15' – 2017 – Distrito Federal

Direção: Januário JR

Sinopse: Aos Naldos, resta viver com as sequelas dos equívocos gerados pelas ações desse "estado de exceção" permanente, que encarcera por engano e não sabe o porquê. Enquanto aos demais, um pouco de leniência com aqueles, que agora são, falsos criminosos.

 

22h - Encerramento e Show - Banda Forró Mais ( Elsin do Forró ) 

Serviço:

Mostra Gorutuba de Cinema

Data: 18 a 20 de novembro, na Praça da Catedral, em Janaúba (MG) 

Entrada franca

Classificação livre

A programação detalhada está disponível no site  http://arteemmovimento.org/

Evento realizado pela Arte em Movimento com recursos da Lei Aldir Blanc, através do Ministério do Turismo e Governo de Minas Gerais



Livre de vírus. www.avast.com.
Leave A Reply

DANNTEC ENGENHARIA