Theme Layout

Theme Translation

Trending Posts Display

Home Layout Display

Posts Title Display





404

Página não encontrada

Início
Carteira de serviços compreende pavimentação, restauração e duplicação em 26 rodovias, implantação de pontes e viadutos, além de empreendimentos como o Hospital de Águas Lindas. Primeiras entregas ocorrem neste mês


Foto: Marcelo Oliveira.

O Governo de Goiás executa uma carteira de obras com 63 frentes de serviço de pavimentação, restauração e duplicação em 26 rodovias, além da construção de pontes, viadutos e empreendimentos civis, com investimentos que superam a marca de R$ 1,2 bilhão. Conduzidas pela Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra), as frentes de serviços estão distribuídas por todas as regiões do Estado, com a implantação de mais de 600 quilômetros de asfalto novo, enquanto novas ordens de serviço são programadas.

O planejamento da Goinfra é terminar metade dessas obras até o final de dezembro. As primeiras conclusões ocorrem neste mês e no próximo. A Praça de Esportes do Setor Pedro Ludovico Teixeira, em Goiânia, que passa por ampliação e reforma, será entregue até o fim de setembro, quando ainda está previsto finalizar o asfalto da GO-347, de Nova Iguaçu de Goiás a Santa Terezinha, no Norte goiano. A região também recebe obras de pavimentação da GO-447, de Divinópolis até a GO-118/112; e da GO-110, de Iaciara a Estiva; além da construção de duas pontes – sobre o Riacho Seco (GO-447), e o Rio das Pedras (próximo ao município de Nova Roma).

As próximas frentes de serviços em fase de conclusão são a restauração da GO-330, no entroncamento com a BR-060, passando pelo eixo principal do Distrito Agroindustrial de Anápolis (Daia), até a GO-010; a implantação de asfalto no acesso ao Hospital do Câncer, no município de Inhumas; e a pavimentação da GO-132, de Minaçu a Colinas do Sul. Esta última é parte da rota estratégica entre o Norte e Nordeste goianos. Ao passo que finaliza esse trecho, a Goinfra já iniciou a conclusão da ligação com as obras de pavimentação da GO-132, de Colinas do Sul até Niquelândia.

Ainda no Norte, estão em andamento a pavimentação da GO-336, de Crixás a Nova Crixás; da GO-239, do entroncamento com a GO-164 até a divisa de Goiás com o Mato Grosso, na região turística do Rio Araguaia; da GO-454, também da confluência com a GO-164 até a GO-173, trecho conhecido como Estrada do Cocalinho; além da restauração da GO-142, de Formoso à divisa com o Tocantins. Neste mês de setembro, há nova frente de serviço iniciando na região, a pavimentação da GO-156, entre Uirapuru e o povoado de Santa Marta.

No Centro goiano, tem a pavimentação da GO-451, de Campo Limpo ao entroncamento com a GO-433, a restauração da GO-010, de Senador Canedo até Vianópolis, passando por Leopoldo de Bulhões, numa extensão de 67,7 quilômetros. Além de mais duas obras fundamentais para Anápolis: a conclusão, em pista dupla, do Anel Viário Daia e a implantação de um canal de drenagem no Aeroporto de Cargas. Em fase de conclusão está a pavimentação da GO-439, de Pilar a Guarinos.

No Oeste e Sudoeste do Estado, o Governo de Goiás executa as pavimentações da GO-221, de Doverlândia à confluência com a GO-194; da GO-306, do entroncamento com a GO-341, em Mineiros, até o Ribeirão Grande; da GO-341, também saindo de Mineiros até a GO-465; e da GO-180, na região de Jataí. Ainda há a restauração da GO-326, entre Claudinápolis e Anicuns.

No Sul e Sudeste, há a pavimentação da GO-309, ligando Itumbiara a Cachoeira Dourada; e as obras de restauração da GO-206, no perímetro urbano de Itumbiara, rodovia que também é conhecida como avenida Modesto de Carvalho; e das vias internas do Distrito Mineroindustrial de Catalão (Dimic). O município ainda recebe a duplicação do perímetro urbano da GO-330, onde estão sendo construídos dois viadutos. Neste mês, também terá início a pavimentação do anel viário de Ipameri, obra que começa com a construção da ponte sobre o Córrego Vai-e-Vem.

A Região Metropolitana de Goiânia e o Entorno do Distrito Federal também possuem obras em andamento. Próximo à capital, há a pavimentação da GO-319, do distrito de Nova Fátima, em Hidrolândia, até Aragoiânia; e a implantação e restauração de asfalto em vias urbanas no município de Bela Vista. No Entorno, a Goinfra está pavimentando a GO-591, de Cabeceira à divisa de Goiás e Minas Gerais; e a GO-474, de Abadiânia ao Lago Corumbá IV.

Pontes
Há oito pontes de concreto armado, com extensões de 45 até 150 metros, sendo construídas sobre Rios da Marreca e da Divisa (entre Jussara e Jacilândia), Rio Tesoura e Ribeirão Taquaral (Nova América/Mozarlândia), Rio do Peixe (Faina/Jeroaquara) e Rio Meia Ponte (Inhumas). Há mais 16 estruturas, com até 18 metros, sendo construídas com vigas pré-moldadas de concreto em várias regiões do Estado.

Obras civis
A mais emblemática intervenção civil em execução é a ampliação, conclusão e adequação do Hospital Estadual de Águas Lindas, no Entorno. Retomadas em janeiro, as obras contam com investimento de R$ 87,2 milhões e devem ser entregues no segundo semestre de 2023. A Goinfra também está implantando uma Feira Coberta em Jaraguá, uma estrutura com pavimentação de concreto, cercas, banheiros e estacionamento para abrigar feiras populares.

Também estão em andamento a conclusão, adequação e ampliação de quatro unidades de Centros de Atendimento Socioeducativo (Case), nos municípios de Luziânia, Porangatu, Itaberaí e Itumbiara. O Case de Formosa já foi entregue e as frentes de serviços nas unidades de Rio Verde e de São Luís de Montes Belos devem ser retomadas ainda neste ano. Por fim, a Goinfra também está concluindo a reforma e ampliação do almoxarifado da Secretaria de Estado da Saúde (SES).

Manutenção
A Goinfra promove ainda serviços de manutenção e conserva rotineira nos 21 mil quilômetros de rodovias estaduais. No escopo do trabalho, há melhorias funcionais, tapa-buraco, correção de erosões, levantamento de greide, revestimento primário e terraplanagem, entre outras ações. São cerca de 80 equipes distribuídas pelo Estado para fiscalizar e promover a conserva, garantindo a trafegabilidade da malha viária.
Leave A Reply

DANNTEC ENGENHARIA