Hospital Estadual de Formosa reformula e amplia visitas da equipe multidisciplinar na Clínica Médica

A iniciativa visa melhorar a qualidade da assistência, reforçar a segurança, diminuir o tempo de internação, além de promover o acolhimento multiprofissional do paciente

O Hospital Estadual de Formosa (HEF), unidade da Secretaria da Saúde de Goiás (SES-GO), reformulou e ampliou as visitas da equipe multidisciplinar no setor de Clínica Médica. Com gestão do Instituto de Medicina, Estudos e Desenvolvimento (Imed), o objetivo do HEF é reforçar e garantir que pacientes e seus familiares recebam informações atualizadas sobre o quadro clínico, os tratamentos utilizados, o prognóstico, previsão de alta e, principalmente, para fazer uma observação mais ampla sobre necessidades psicossociais do paciente.

As visitas são acompanhadas por um médico, enfermeiro, fonoaudióloga, nutricionista, fisioterapeuta, assistente social, psicóloga e farmacêutico, e são organizadas e focadas para o paciente e suas necessidades. 

De acordo com Sarah Augusta, coordenadora de enfermagem, as ações em benefício do paciente são tomadas em conjunto com divisão de responsabilidades. Deste modo, facilita a diminuição do tempo de internação, reforça os protocolos de segurança e fornece cuidado em tempo integral.

Diminuição de riscos

Além das informações que estão presentes no quadro clinico do paciente, as visitas contribuem na identificação de riscos ainda não gerenciados. A visão de cada profissional pode facilitar o diagnóstico de forma mais detalhada e com mais critério nas decisões. “A visita multidisciplinar tem sua importância baseada na necessidade de ter o máximo de cuidado com quem está internado. Temos que nos atentar ao que é necessário para fazermos nosso melhor”, ressalta Ana Brito, diretora do HEF.

A equipe multidisciplinar do HEF analisa o paciente como um todo e proporciona um atendimento mais humanizado assegurando mais qualidade nos serviços fornecidos.

Além disso, esse formato de visita tem como grande importância promover um bom funcionamento da organização hospitalar, e tem o intuito de favorecer a avaliação dos recursos disponíveis e adotar medidas mais eficazes. Esses fatores visam elevar a eficácia e a qualidade dos serviços relacionados aos cuidados na saúde, mas também contribuir para o crescimento de conhecimentos da gestão para uma capacitação em constante evolução.

Assessoria de Comunicação do Hospital Estadual de Formosa
Sthefane Silva/Imed


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem