CDL-DF elege diretoria do biênio 2022/2024 e reconduz presidente Wagner da Silveira Jr

  

 Chapa “Preservação, União e Desenvolvimento” tomará posse no dia 1º de janeiro

 

Samuel Torres de Vasconcelos, a esquerda, Presidente Wagner da Silveira Jr, no meio, Eduardo Pereira, a direita.



Na quarta-feira, 26, a Câmara de Dirigentes Lojistas do Distrito Federal (CDL-DF) elegeu a chapa “Preservação, União e Desenvolvimento” para compor a diretoria, o conselho fiscal e o conselho consultivo do biênio de 2022/2024. A nova gestão tomará posse no dia 1º de janeiro e será comandada pelo atual presidente, Wagner da Silveira Jr, e pelos vice-presidentes, Eduardo Pereira Neto e Samuel Torres de Vasconcelos.

O presidente reeleito, Wagner da Silveira Jr, aproveitou a oportunidade para falar sobre as conquistas dos últimos dois anos em prol de um melhor ambiente de negócios para o setor varejista e a projeção para o novo mandato. "Um projeto que a CDL-DF já começou a desenvolver e vai ser continuado pela nova gestão é o Panorama do Comércio do DF, um documento para auxiliar os empreendedores do Distrito Federal nas tomadas de decisões. A cada mês, iremos disponibilizar os dados sobre aumento das vendas no DF, as projeções para os próximos meses e o índice de confiança do comércio, além de outros temas de interesse do setor varejista”, comentou.

foto Henrique Correia


Fazendo uma retrospectiva, o presidente da CDL-DF, Wagner da Silveira Jr, destacou algumas realizações da entidade nos últimos dois anos: “Fechamos parcerias importantes e estivemos juntos com o governo do DF em diversos momentos decisivos para a capital. Um exemplo é a parceria com a Secretaria de Turismo do DF, em que contribuímos com a produção dos painéis da W3 Sul, proposto no projeto da Revitalização da W3".  

“A CDL-DF também teve um papel significativo nas obras da capital. Idealizamos o projeto de toda a revitalização da W3 Sul e acompanhamos de perto as obras da Avenida Hélio Prates e da Avenida Central de Taguatinga. Também pensamos em diversas ações no SIA para melhoria do setor de indústrias, envolvendo os empresários e o setor produtivo. Toda intervenção pública tem seus problemas, mas a CDL-DF sempre esteve presente para intermediar e minimizar os impactos em relação dos empresários com o governo”, finaliza. 

foto Henrique Correia


O prédio da CDL-DF, localizado no SIA, também está passando por modernização durante o mandato do atual presidente. As reformas em toda a estrutura do prédio da CDL-DF, a construção de um salão de festas, com cozinha gourmet e o novo auditório foram algumas das propostas para oferecer à cidade e aos lojistas um novo espaço para eventos, contribuindo para uma maior integração do setor varejista.


foto Henrique Correia

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem