Projeto Vacina em Casa inclui pessoas com deficiência durante vacinação

Criado com objetivo de aumentar a cobertura de vacinação no Distrito Federal, principalmente em regiões de maior vulnerabilidade e escassez de recursos e equipamentos de imunização, o projeto Vacina em Casa, vem beneficiando, de forma prioritária, as pessoas portadoras de deficiência ou com difícil possibilidade de locomoção como pessoas acamadas por algum tipo de enfermidade


Foto: Pedro Oliveira.

O projeto Vacina em Casa é fruto de uma parceria entre o Governo do Distrito Federal, por meio da Secretaria de Estado da Saúde, em parceria com a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS). As instituições ressaltam a importância da contínua mobilização social e da colaboração da população para que os índices de vacinação voltem a subir no país e, dessa forma, garantir a imunização de toda a população.

Para a assessora especial da Secretaria da Pessoa com Deficiência, Ana Isabel Abreu, o projeto Vacina em Casa é uma ótima iniciativa para proporcionar às pessoas o acesso mais facilitado à saúde pública.

“É cientificamente comprovado que a vacinação já erradicou algumas doenças no país, como a varíola e a paralisia infantil. Além disso, o segmento das pessoas com deficiência pode ser beneficiado, haja vista as dificuldades que enfrentam de locomoção e desenvolvimento, de acordo com cada deficiência, então o Vacina em Casa é uma inovação, um avanço na vida das pessoas”, disse a assessora.

Desde o início de suas atividades, no último dia 22 de agosto, o Vacina em Casa já atendeu 5.826 pessoas portadoras de alguma deficiência. Esse número representa 6,58% da população atendida até o momento.

Ao todo, o projeto já visitou 111.142 domicílios no Distrito Federal, realizou mais 88.559 entrevistas e aplicou 32.499 doses de vacina. Com exceção da BCG, o projeto disponibiliza todas as vacinas do calendário anual como, por exemplo, Covid-19, Influenza, Pólio, Tríplice Viral e Pentavalente.

Calendário
Entre os dias 25 e 27 de novembro, as equipes do projeto Vacina em Casa atendem no Riacho Fundo I (Sede da Administração). Além do atendimento nos pontos fixos, os técnicos também irão realizar visitas nas casas das pessoas durante esse período. Já entre os dias 29 de novembro e 01 de dezembro, os atendimentos acontecem no Guará 1 (CEM 01 Guará) e no Guará 2 (Administração do Guará).

“Recomendamos que as pessoas compareçam aos postos de vacinação ou recebem nossas equipes em casa para atualizar o seu cartão de vacina, garantirem a sua imunização e responderem o nosso questionário para traçarmos um censo da vacinação do DF”, disse o coordenador do projeto, Fernando Erick Moreira.

Paulo Melo

"Não viva para que a sua presença seja notada, mas para que a sua falta seja sentida." (Bob Marley)

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Canaã Telecom