Samambaia: Projeto de capoeira promove batizado e troca de cordas no mês da Consciência Negra



O projeto “Capoeira e Inclusão Social Educando com Arte” realiza batizado no próximo sábado, 12 de novembro e pretende reunir vários capoeiristas de todo o país.

Realizado pelo mestre William Bicudo, em parceria com a Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal, por meio do Fundo de Apoio à Cultura do DF, o projeto “Capoeira e Inclusão Social Educando com Arte” tem entre seus objetivos ser um espaço que atende crianças, adolescentes e adultos e pessoas com deficiência (PcD) disseminando as tradições, musicalidade, dança, arte e percussão por meio de aulas gratuitas de capoeira.

No próximo sábado, 12 de novembro, a partir das 17 horas, ocorre o batizado, ritual de entrega da primeira graduação da capoeira, com a troca de cordas dos 64 alunos da turma infanto-juvenil, organizado pelo mestre Alisson Lilico. O evento tem o objetivo difundir e preservar a capoeira como patrimônio histórico e cultural e contará com um encontro de capoeiristas de diversas regiões do Brasil.

A grande roda de capoeira será realizada no Complexo Cultural de Samambaia, localizado na quadra 301, de Samambaia Sul. Para o mestre Wesley Katita o evento é um intercâmbio cultural importante para Samambaia. “Vamos reunir capoeiristas de Curitiba, Minas Gerais, Goiás, assim os aprendemos com a cultura da capoeira de outras regiões e eles também levam um pouco das nossas técnicas e tradições do DF”, destaca Katita.

 

Batizado Infanto-Juvenil - Capoeira e Inclusão Social Educando com Arte

Local: Complexo Cultural de Samambaia, localizado na quadra 301, de Samambaia Sul

12 de novembro

17 horas

Entrada Gratuita

Redação

Repórter

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem