Black Friday renova estoque de 96,8% dos comerciantes do Distrito Federal


Alta adesão dos lojistas e crescimento das estratégias de vendas marcam a Black Friday no DF


As tradicionais promoções da última sexta-feira de novembro, que marcam o início das vendas de Natal, movimentaram o setor de comércio do Distrito Federal. Segundo a pesquisa de pós-vendas do Instituto Fecomércio-DF, 96,8% dos estabelecimentos renovaram seus estoques para as vendas de final de ano após a Black Friday de 2023, desempenho superior aos 83,9% registrados em 2022.

A adesão dos lojistas ao período de descontos foi alta, com cerca de 94%, aumentando 11 pontos percentuais do índice que foi previsto na pesquisa de expectativa.

O período da Black Friday teve alta importância para a maior parte dos lojistas do DF (55,12%). No geral, 50,54% do comércio teve vendas melhores em 2023 no comparativo com a performance do ano anterior. Outros 31,10% disseram que as vendas foram iguais e 18,37% informaram que o apurado foi pior. Os artigos de Eletroeletrônico e Vestuário atraíram mais consumidores e lideraram as médias de faturamento por segmento (56 mil e 34 mil, respectivamente).

"A Black Friday se mostra cada vez mais inserida no calendário do comércio brasileiro. Ela chegou para otimizar a dinâmica dos lojistas na renovação de estoque e impulsionamento das vendas no fim de ano. E pelo que pudemos ver, no Distrito Federal, as lojas de rua e de shopping, de fato, conseguiram aproveitar essa oportunidade e atrair os clientes para participar do período de promoção, pois cerca de 50% dos entrevistados disseram que as vendas foram melhores que no ano passado", explicou o presidente do Sistema Fecomércio-DF, José Aparecido Freire.


Também houve crescimento na adesão às estratégias de vendas. Na primeira consulta, 69,95% planejava usar técnicas para atrair consumidores na Black Friday. Já na segunda pesquisa, aproximadamente 86%, afirmaram ter utilizado estratégias de vendas, resultado cerca de 24% maior que a expectativa. As principais estratégias aplicadas foram as promoções (32,96%), a diversidade de produtos (19,61%) e a divulgação em veículos de comunicação (15,16%).

A maioria das lojas vendeu mais no cartão de crédito (84,21%), seguido pela modalidade débito (15,44%). O meio físico seguiu conquistando mais clientes, com 99,30% do apurado, enquanto apenas 0,70% venderam mais através da internet.

Metodologia

Os dados da pesquisa foram coletados entre os dias 29 de novembro e 19 de dezembro de 2023. A abordagem aos lojistas compreendeu uma amostra de 502 empresas.

O principal objetivo dessa segunda medição é apurar o resultado das vendas efetivamente alcançadas na Black Friday 2023. Visando a acurácia dos resultados, a pesquisa de Pós-Vendas foi aplicada no mesmo campo amostral utilizado para a pesquisa sobre a Expectativa de Vendas realizada anteriormente pelo Instituto Fecomércio.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
GDF
Bio Caldo - Quit Alimentos
Canaã Telecom