Theme Layout

Theme Translation

Trending Posts Display

Home Layout Display

Posts Title Display

404

Página não encontrada

Início

Além do hospital de campanha, governo espera estruturar e equipar outro três hospitais para atender pacientes infectados com coronavírus. 'Não posso flexibilizar a ponto de criar situações como a de Manaus', diz Caiado 

O hospital de campanha que é construído na cidade de Águas Lindas de Goiás com apoio do Governo Federal não é suficiente para atender a demanda da região do Entorno de Brasilia. Mais de 1,1 milhão de pessoas vivem nas 22 cidades do cinturão goiano. Ter estruturas que garantam o atendimento público a essas pessoas frente a pandemia do coronavírus preocupa o governo de Goiás. É por conta disso que há uma corrida contra o tempo para viabilizar hospitais também nas cidades de Luziânia e Formosa.

Na região do Entorno do DF, o Hospital Municipal de Formosa passou pelo processo de estadualização. Agora é esperado que ele seja estruturado e passe a contar com pelo menos 60 leitos exclusivos para enfrentamento à pandemia. Em Luziânia o governo de Goiás corre para abrir ao menos 80 leitos, todos destinados à assistência de pacientes da Covid-19.

Em Águas Lindas de Goiás, além do hospital de campanha que é construído em parceria entre União, Estado e Município, há também o hospital regional. As obras dessa unidade começou em 2002, e de lá para cá muitos foram os problemas que travaram a conclusão da obra. “Retomamos a obra em agosto, mas estava muito lento, de forma que o contrato está sendo finalizado e será realizado o processo para contratação de uma nova empresa que tenha condições de colocar gente suficiente para entregar essa obra”, conta o secretário estadual de Saúde, Ismael Alexandrino, em entrevista ao Jornal Opção.

Concluir o hospital regional de Águas Lindas, somado ao hospital de campanha e aos da cidade de Luziânia e Formosa devem garantir o atendimento que o governo espera por conta da Covid-19. “Todos eles terão UTI, esperamos que eles estejam funcionando em breve”, diz o secretário de saúde.

Isolamento
Além de correr contra o tempo para viabilizar os hospitais públicos da região do Entorno, o Governo de Goiás cobra medidas de isolamento social da população local. Ismael Alexandrino conta que há um diálogo com o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, para que haja ações coordenadas nesse sentido. “Há uma compreensão clara sobre o isolamento social. Nós entendemos dessa forma e temos tentando equilibrar as necessidades da população e necessidade de isolamento social”, afirma o secretário de saúde.

O governador Ronaldo Caiado (DEM) sempre que questionado sobre a região do Entorno ele se refere a necessidade de isolamento social. Por inúmeras vezes o democrata já alertou para que a população da região evite se descolar para Brasília, para evitar mais contaminação do coronavírus.














Com informações do Jornal Opção

Leave A Reply

Blog do Paulo Roberto Melo

[name=Blog do Paulo Melo] [img=https://2.bp.blogspot.com/-SMQa2r91n1w/WxcuM5dFiAI/AAAAAAAAHbE/-xMkvHecaMMxZr2u27V4lWwHMKY6IgyqgCK4BGAYYCw/s0/BLOG-DO-PAULO-MELO-ELEI%25C3%2587OES-2018.png] [description=Sou formado em Gestão Pública pela UCDB e Gestão Empresarial na UNIPLAN, já cursei Ciência Política na UDF, trancando no 3° período. Também cursei Ciências Contábeis na UPIS.Tenho pos graduação em Gerenciamento de Projetos pela Uniandrade e MBA em Marketing pela FGV..] (facebook=Facebook.com) (twitter=Twitter.com) (instagram=Instagram.com) (bloglovin=Blogvin.com) (pinterest=Pinterest.com) (tumblr=Tumblr.com)