Projeto de capoeira promove inclusão social em Samambaia





As aulas de capoeira do projeto “Capoeira e Inclusão Social – Educando com Arte” atende crianças, adolescentes e adultos e pessoas com deficiência (PcD) disseminando as tradições, musicalidade, dança, arte e percussão.

Educadores sociais de Samambaia promovem educação cidadã por meio da prática de capoeira. As oficinas de capoeira são promovidas pelos grandes mestres de Capoeira de Samambaia, Willian Marciel, Wesley Katita e Alisson Aparecido com fomento do Fundo de Apoio à Cultura do DF (FAC-DF).

Os instrutores do projeto têm formação em Educação Física e são praticantes dessa arte há algumas décadas. As oficinas envolvem mais de 60 participantes entre crianças, adolescentes, adultos e pessoas com deficiência. O diferencial da proposta das aulas de capoeira é trabalhar com a individualidade de cada um, respeitando cada limitação.

Os encontros ocorrem semanalmente no Complexo Cultural de Samambaia. “Os participantes têm a oportunidade de conhecer a prática da capoeira, os conceitos de autoconhecimento, controle total do próprio corpo, consciência desportiva, trabalho em equipe, respeito ao próximo e acima de tudo a inclusão social, ” declara o mestre Willian Marciel.

“O trabalho com as crianças, adolescentes, adultos e o público especial resgata e transforma vidas sob a ótica do esporte e da arte. Levando às crianças, adolescentes e adultos de Samambaia uma formação cidadã através da prática da capoeira”, afirma mestre Alisson Aparecido.  

Redação

Repórter

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Canaã Telecom