Holter do sono: como funciona o rastreio de apneia do sono



Entenda como funciona o exame que ajuda a identificar episódios de apneia do sono e ficou conhecido como Holter do sono
 
Muitas pessoas fogem do diagnóstico de apneia do sono ao pensar em dormir fora de casa, numa clínica especializada e ligada a vários aparelhos. Mas uma nova ferramenta permite ajudar no rastreio da apneia do sono sem sair de casa: o Holter do sono.
 
A apneia do sono
 
Apneia Obstrutiva do Sono é uma parada respiratória que ocorre enquanto a pessoa está dormindo e roncando, normalmente provocada pelo colapso das paredes da faringe.
 
A apneia do sono produz uma série de ciclos de frequência cardíaca, seguindo uma periodicidade e amplitude variável conforme o paciente. Apesar de mudar de pessoa para pessoa, os padrões são bastante característicos.
 
“O exame permite fazer em casa esse rastreio, a partir dos registros eletrocardiográficos durante o sono. Em média, 80% dos casos podem ser identificados pelo Holter do sono”, explica o médico cardiologista fundador da Amplexus, Fabrício da Silva. 
 
Holter do sono
 
A investigação com o Holter para identificar apneia não substitui a Polissonografia - exame realizado nas clínicas especializadas para detecção, avaliação e controle terapêutico da apneia do sono. Mas permite fazer um primeiro rastreio com mais conforto para o paciente. 
 
É um exame simples e moderno, que faz medições a partir de um sensor sem fios que monitora a frequência cardíaca, os movimentos e a saturação de oxigênio enquanto o paciente dorme. 
 
“Algumas alterações podem indicar necessidade de início de acompanhamento”, ressalta o cardiologista. “Sobrepeso, ronco e cansaço ao longo do dia associados a alterações cardíacas como diabetes, colesterol alto e hipertensão são alguns deles", completa. 
 
O diagnóstico rápido é essencial para um bom tratamento da apneia do sono, explica a fonoaudióloga da Amplexus, Pâmela Gonçalves. “A apneia do sono é uma doença que traz consequências não só cardiovasculares, mas também cerebrais, metabólicas e pode levar até ao óbito. Diagnosticar rápido permite um tratamento eficaz”, ressalta. 
 
Um dos tratamentos para a doença é a terapia fonoaudiológica, que pode ser realizada em casa, com auxílio da fonoaudióloga. “É um tratamento simples que devolve a qualidade de vida ao paciente. A má qualidade de sono interfere na rotina do paciente, tendo consequências na vida acadêmica, profissional e pessoal”.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem