Abitte Urbanismo prevê crescimento do mercado imobiliário acima do esperado em 2022

Para o diretor Francisco Colnaghi Neto, demanda forte deve continuar no próximo ano

Francisco Colnaghi Neto:  lançamento condomínios de luxo
                                                                                    Foto: Divulgação - Francisco Colnaghi Neto 

O mercado imobiliário brasileiro deve crescer 5% neste ano, apontam projeções do Instituto Brasileiro de Economia (FGV IBRE). Dentre os principais fatores que favorecem o setor estão a disponibilidade de crédito, maior demanda por imóveis com estrutura para home office e como ativo para investimento. De acordo com a Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc), em parceria com a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), no primeiro semestre de 2022, o número de novos imóveis comercializados no Brasil aumentou 18% em comparação com o mesmo período de 2021. O destaque é para os empreendimentos de médio e alto padrão, onde é possível aliar estrutura de lazer, segurança e trabalho em home office, mesmo que parcial.  

Para Francisco Colnaghi Neto, da Abitte Urbanismo, subsidiária da Asperbras, sustentabilidade é uma palavra-chave hoje para o cliente escolher um imóvel. “Eles querem saber como é feito o uso da água e da energia, qual o tamanho da área verde, se há reciclagem de lixo. Isso tudo porque esses itens representam economia e qualidade de vida”, pontua o executivo da companhia, que há 27 anos atua em São Paulo, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

Por isso a empresa acredita e investe em soluções sustentáveis baseadas na política de ESG da empresa. Esse compromisso fica bastante evidente, por exemplo, no mais recente empreendimento em Cuiabá - MT, o Bairro Vinhedos. “Lá preservamos uma área verde com mais de 2.5 milhões de m², o que representa cerca de 25% da área total”, conta Colnaghi Neto.

O bairro ainda possui um sistema de coleta de lixo comum e reciclável subterrânea, bastante comum na Europa, mas ainda raro aqui. Nesse sistema, o lixo é coletado na altura do solo e armazenado no subsolo, de forma mais higiênica e com maior capacidade de coleta, o que estimula a reciclagem. Além disso, na parte social, uma porcentagem do valor dos móveis é destinada a projetos sociais na região.

O Vinhedos é um bairro planejado de alto padrão que contará com diversos condomínios fechados, áreas públicas e comerciais e várias inovações até então inéditas para a região, como a instalação de eletroposto e wi-fi nas áreas públicas. E entre os diferenciais deste projeto é que as áreas comuns do bairro serão entregues completamente mobiliadas, decoradas e equipadas.

Isso tudo faz parte também do alinhamento da empresa com os novos conceitos, entre eles o “novo morar’, impulsionado na pandemia. “As pessoas buscam mais que só uma casa, mas um espaço de vivência integral. E por isso desenvolvemos empreendimentos que dispõem de espaços de lazer com uma completa infraestrutura onde os moradores contam com todo o conforto e comodidade”, complementa FranciscoColnaghi Neto.

Outra tendência que tem crescido muito no Brasil nos últimos anos e que é o foco do novo empreendimento em Cuiabá é o segmento de imóveis de luxo e alto luxo. De acordo com a Abrainc Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias), tal segmento deve crescer cerca de 53% em 2022, consolidando os planos da Abitte Urbanismo.

Prova de forte tendência desse crescimento está no lançamento do primeiro condomínio do bairro Vinhedos, o Villagio Bourdeaux, que vendeu cerca de 90% dos terrenos em pouquíssimo tempo. E agora a Abitte Urbanismo já se prepara para lançar do próximo condomínio no bairro, com lotes ainda maiores que o primeiro. Francisco Colnaghi Neto conclui dizendo que “estamos no caminho certo, expandindo qualidade para um público exigente e que preza cada vez mais o novo morar”. 

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem