Contratação de policiais militares e bombeiros da reserva remunerada do DF é aprovada na (CLDF)

A iniciativa é da deputada Paula Belmonte que sugere que o GDF amplie os serviços administrativos dentro das corporações, assim os militares da ativa poderão reforçar o efetivo nas ruas do DF



Fotos: Pedro Oliveira.

A Comissão de Assuntos Sociais (CAS) da Câmara Legislativa do DF aprovou, na manhã desta quinta-feira (15/03), a iniciativa da deputada Paula Belmonte (Cidadania), que sugere que o Governo do Distrito Federal viabilize a contratação urgente de policiais militares e bombeiros da reserva remunerada para atender, reforçar e dar apoio às atividades internas e administrativas da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros do DF.

Com a proposta encaminhada para o governo local, a expectativa é que seja reforçada a segurança e efetivo nas ruas do DF, já que muitas funções administrativas dentro dos quartéis são exercidas por militares da ativa. “Sabemos que temos as melhores polícias do país, mas também sabemos do déficit gigantesco dentro das corporações, sendo necessário que militares altamente capacitados e treinados fiquem presos a serviços administrativos e burocráticos. Com a iniciativa, esses postos poderiam ser ocupados por militares da reserva, levando os militares da ativa para reforçar o efetivo nas ruas, assim, oferecemos mais segurança para a população do DF”, explica Paula Belmonte.

A deputada esclarece que são diversas as atividades que poderiam ser desempenhadas pelos militares da reserva, dentre elas: Videomonitoramento eletrônico, que é assessoria policial militar e de monitores de escolas cívico-militares, entre outras ocupações. Para isso basta aplicação de treinamentos de ensino dentro da corporação.

Para retornar às atividades, o militar precisa atender alguns requisitos como não ter sido condenado por crime transitado em julgado, ter bom comportamento, possuir capacidade técnica, física e mental para desempenhar a tarefa, além de não exercer outra função pública.

Por fim, Paula Belmonte ressalta que a designação dos integrantes da reserva dessas duas corporações é tratada em legislação específica, e cabe aos respectivos comandantes indicar os possíveis candidatos. “É competência do Poder Executivo do Distrito Federal a decisão sobre a matéria, visto que está relacionada ao funcionamento de órgãos da administração pública”, finaliza Belmonte.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
GDF
Bio Caldo - Quit Alimentos
Canaã Telecom